Citações abertas: o impacto do Projeto I4OC para as publicações periódicas e outros documentos

Citações abertas: o impacto do Projeto I4OC para as publicações periódicas e outros documentos

Gildenir Carolino Santos

As citações são os elos que unem nosso conhecimento científico e cultural. São dados primários que fornecem a proveniência e uma explicação de como sabemos os fatos.

Permitem-nos atribuir e creditar contribuições científicas e permitem avaliar a pesquisa e seus impactos. Em suma, as citações são o veículo mais importante para a descoberta, disseminação e avaliação de todo o conhecimento acadêmico. (I4OC, 2018).

De acordo com um post publicado na revista Nature em 2014, estima-se que a produção científica global dobra a cada nove anos, no caso das citações, e os sistemas computacionais que as rastreiam, permitem que os pesquisadores e o público acompanhem desenvolvimentos significados em qualquer campo. Para que isso seja possível, é essencial ter acesso irrestrito aos dados bibliográficos e de citação em formato legível por máquina.

O atual sistema de comunicação acadêmica expõe inadequadamente as redes de conhecimento que já existem em nossa literatura. Os dados de citações geralmente não estão disponíveis gratuitamente para o acesso, eles geralmente estão sujeitos a licenças inconsistentes e difíceis de analisar, e geralmente não são legíveis por máquina. (I4OC, 2018).

Dentro desse parâmetro, o Projeto I4OC, ou seja, Projeto de Iniciativa para Citações Abertas, uma colaboração entre editores acadêmicos, pesquisadores e outras partes interessadas para promover a disponibilidade irrestrita de dados de citação acadêmica. Eles estão juntos para tornar público o conhecimento das pesquisas por meio de um sistema de citações abertas, disponibilizando ao máximo, informações oriundas até hoje de editoras comerciais, e que o acesso a essas fontes era até o momento pagas. (I4OC, 2018).

O I4OC surgiu em um evento do OASPA em 2016, como promessa de quebrar a barreira das citações do acesso fechado e disponibilizar o acesso ao público para o aceleramento das suas pesquisas. Isso tudo vai ao encontro da Ciência Aberta, e do próprio Movimento do Acesso Aberto, iniciado nos anos de 2002 em Budapeste.

Por meio da Crossref, membro principal da I4OC, é por ele que conseguiremos ter o acesso às citações abertas, registradas no sistema de busca da Crossref em que se apresentam os Relatórios de Participação – versão Beta, apontado as porcentagens de referências, referências abertas, ORCID registrados, Ids do registro do Funder, prêmio de financiamento, URLs de mineração de texto, URLs de licenças, URLs de verificação de similaridade e resumos.

Segundo informações do post publicado por pesquisadores do CWTS (Holanda) sobre uma pesquisa do levantamento comparativo realizado entre as proporções de citações depositadas no sistema da Crossref e das bases de dados Scopus e Web of Science, respectivamente das editoras Elsevier e Clarivate Analytics, a Crossref detém cerca de quase 70% de todos os tipos de documentos entre o período de 2012 a 2016, como informa a fonte do artigo dessa pesquisa, pois é pela Crossref que as editoras citadas acima realizam o deposito do DOI (identificador persistente do objeto) dos documentos indexados nas suas bases de dados. Assim, notamos que 30% ainda dos documentos persistem permanecer no acesso fechado.

 

REFERÊNCIAS

ECK, Nees Jan van; WALTMAN, Ludo; LARIVIÈRE, Vincent, SUGIMOTO , Cassidy. Crossref as a new source of citation data: a comparison with Web of Science and Scopus. CWTS Meaningful Metrics: blog. January 17th 2018. Dsponível em: https://goo.gl/nSgB87. Acesso em: 15 dez. 2018.

I40C: Initiative for Open Citations. Disponível em: https://i4oc.org/. Acesso em: 15 dez. 2018.

NORDEN, Rchard van. Global scientific output double every nine years. Nature.com: News blog. 7 May 2014. Disponível em: http://blogs.nature.com/news/2014/05/global-scientific-output-doubles-every-nine-years.html. Acesso em: 15 dez. 2018.

 

COMO CITAR ESTE POST

SANTOS, Gildenir Carolino. Citações abertas: o impacto do Projeto I4OC para as publicações periódicas e outros documentos. Blog PPEC, Campinas, v.12 , n.1, dez. 2018. ISSN 2526-9429. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/blog/index.php/2018/12/15/citacoes. Acesso em dia mês abreviado ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.