Reestruturação Produtiva e Divisão Sexual Do Trabalho na Agroindústria Canavieira

  • Juliana Biondi Guanais Universidade Estadual de Campinas
Palavras-chave: Assalariadas rurais. Agroindústria canavieira. Reestruturação produtiva. Didivisão sexual do trabalho. Discriminação.

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo principal analisar os motivos que levaram as trabalhadoras assalariadas rurais a serem progressivamente excluídas do trabalho no corte da cana na agroindústria canavieira brasileira. Historicamente as mulheres sempre foram empregadas para trabalhar como cortadoras de cana, mas sobretudo dos anos 2000 em diante – momento em que o setor sucroalcooleiro passou por um processo de reestruturação produtiva - parcela expressiva da força de trabalho feminina passou a perder seus postos de trabalho no setor em função dos novos critérios para o recrutamento e para a seleção dos trabalhadores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juliana Biondi Guanais, Universidade Estadual de Campinas
Doutora pelo do Programa de Pós-graduação em Sociologia do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da UNICAMP. Pesquisadora do Centro de Estudos Rurais (CERES) da mesma instituição.

Referências

ALVES, F. J. da C. “Por que morrem os cortadores de cana?”, Saúde e Sociedade, vol. 15, n. 3, 2006, pp. 90-98.

ARAÚJO, A. M. C. “Informalidade e relações de gênero”, in GEORGES, I. P. H.; LEITE, M. de P. Novas configurações do trabalho e economia solidária. São Paulo: Annablume; Fapesp, 2009.

BUENO, J. D. De camponesas a operárias: narrativas do transitar feminino. Dissertação de mestrado. Programa de Pós-graduação em Sociologia. Centro de Educação e Ciências Humanas. UFSCar. São Carlos-SP, 2011.

CASTRO, M. G.; LAVINAS, L. “Do feminismo ao gênero: a construção de um objeto”, in BRUSCHINI, C.; COSTA, A. de O. Uma questão de gênero. Rio de Janeiro: Rosa dos Tempos; São Paulo: Fundação Carlos Chagas, 1992.

D’INCAO, M. C. O “boia-fria”: acumulação e miséria. Petrópolis: Vozes, 1976.

GUANAIS, J. B. No eito da cana, a quadra é fechada: estratégias de dominação e resistência entre patrões e cortadores de cana em Cosmópolis – SP. Dissertação de mestrado. Programa de Pós-graduação em Sociologia. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. UNICAMP. Campinas-SP, 2010.

GUANAIS, J. B. Pagamento por produção, intensificação do trabalho e superexploração na agroindústria canavieira brasileira. Tese de Doutorado. Programa de Pós-graduação em Sociologia. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. UNICAMP. Campinas-SP, 2016.

IANNI, O. Origens agrárias do estado brasileiro. São Paulo: Ed. Brasiliense, 1984.

KERGOAT, D. Divisão sexual do trabalho e relações sociais de sexo. In. HIRATA, H. et al. Dicionário crítico do feminismo. São Paulo: Editora UNESP, 2009.

NOVAES, J. R. P. Heróis anônimos, Democracia viva, vol. 1, n. 36, 2007, pp. 58-67.

PAULILO, M. I. S. O peso do trabalho leve. In. Ciência Hoje, vol. 5, n. 28, 1987, pp. 64-70.

SAFFIOTI, H. Rearticulando gênero e classe social. In BRUSCHINI, C.; COSTA, A. de O. Uma questão de gênero. Rio de Janeiro: Rosa dos Tempos; São Paulo: Fundação Carlos Chagas, 1992.

SCOPINHO, R. A. Qualidade total, saúde e trabalho: uma análise em empresas sucroalcooleiras paulistas, RAC, vol. 4, n. 1, jan/ abr 2000, pp. 93-112.

SCOPINHO, R. A. Controle social do trabalho no setor sucroalcooleiro: reflexões sobre o comportamento das empresas, do Estado e dos movimentos sociais organizados, Cadernos de Psicologia Social do Trabalho, vol. 7, 2004, pp. 11-29.

SILVA, M. A. de M. Errantes do fim do século. São Paulo: Ed. Unesp, 1999.

SILVA, M. A. de M. A morte ronda os canaviais paulistas. In. Revista da Associação Brasileira de Reforma Agrária, vol. 33, n. 2, 2006, pp. 111-114.

SILVA, M. A. de M. O trabalho oculto nos canaviais paulistas. In. Perspectivas, vol. 39, n. 1, 2011a, pp. 11-46.

SILVA, M. A. de M. De colona à boia-fria, in PRIORE, M. D. História das mulheres no Brasil. São Paulo: Contexto, 2011b.

Publicado
2016-10-04
Como Citar
Guanais, J. B. (2016). Reestruturação Produtiva e Divisão Sexual Do Trabalho na Agroindústria Canavieira. Ideias, 7(1), 111-132. https://doi.org/10.20396/ideias.v7i1.8649513
Seção
Dossiê: Relações Brasil-China