Resquícios de Curt Nimuendajú

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/rap.v10i3.8645137

Palavras-chave:

Nimuendajú. Resquícios. Memória. Política. Genocídio

Resumo

Esse texto faz uma crítica as ideias do antropólogo/arqueólogo Curt Nimuendajú que são rememoradas por acadêmicos e não acadêmicos como herói, sem discutir as políticas de extermínio as quais ele esteve ligado. Utilizo o prisma do Holocausto para refletir sobre o genocídio nativo levado a cabo no Brasil até os dias atuais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Patrícia Bayod Donatti, Universidade Estadual de Campinas

2003 Mestra em Arqueologia pelo MAE-USP

2004-2013 Profa Departamento de História da Universidade Federal do Amazonas

2007-2010 Phd candidata na Universidade de Leiden, Holanda

2013- Publicação do livro "As Políticas da Arqueologia Brasileira: o caso de Curt Nimuendajú"

 

Referências

Arnaud, Expedito. Curt Nimuendaju: Aspectos de sua vida e de sua obra.In: Revista do Museu Paulista, V. XXIX (1983-1984), p 55-72.

Baldus, Herbert. Curt Nimuendaju, 1883-1945. American Anthropologist. V. 48, (1946), p 238-243.

Correa, Mariza. “An Interview with Roberto Cardoso de Oliveira”. Current Anthropology. Vol. 32, no. 3(1991): 335-343.

Cruls, Gastão. Hiléia Amazônica. Belo Horizonte: Editora Itatiaia, 2003.

Donatti, Patrícia Bayod. As Políticas da Antropologia Brasileira: o caso de Curt Nimuendajú. Curitiba: Editora Appris, 2013.

Faulhauber, Priscila. Conexões internacionais na etnografia de Nimuendajú. In: Revista de Antropologia. V.56, no.1 (2013), São Paulo: Universidade de São Paulo. p. 207-256.

Freire, Carlos Augusto da Rocha. O SPI na Amazônia: Política Indigenista e conflitos regionais (1910-1932).In: Publicação Avulsa do Museu do Índio, no. 2 (2007): 115p.

Gordon Jr, Cesar C. Aspectos da organização Gê: de Nimuendajú a década de 90. Dissertação (mestrado. Programa de pós-graduação) - Antropologia Social do Museu Nacional, Universidade Federal do Rio de Janeiro, 1996.

Grupioni, Luiz Donisete Benzi. Coleções e expedições vigiadas: Os etnólogos no Conselho de Fiscalização das Expedições Artísticas e Científicas no Brasil. São Paulo: Hucitec/Anpoc, 1998.

Huyssen, Andrea. Seduzidos pela memória: arquitetura, monumentos, mídia. Aeroplano: Rio de Janeiro, 2000.

Laraia, Roque de Barros. A morte e as mortes de Curt Nimunedajú.In: Série Antropologia. Brasília: Fundação da Universidade de Brasília, no. 64 (1988), p.9.

Lévi-Strauss, Claude. Structural Anthropology. Vol. 2. Chicago: The University of Chicago Press, 1983.

Lima, Antonio Carlos de Souza. O governo dos Índios sob a gestão do SPI. In: Cunha, Manuela Carneiro da. História dos Índios no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1992, p. 155-172.

Lowie, Robert. Robert Lowie, ethnologist: A personal record. California: University of California Press, 1959.

Nimuendajú, Curt. As lendas de criação e destruição do mundo como fundamentos da religião dos Apopocúva-Guarani. São Paulo: HUCITEC/ Universidade de São Paulo, 1987.

Nimuendajú, Curt. Cartas do Sertão: De Curt Nimuendaju para Carlos Estevão de Oliveira, Lisboa: Assírio e Alvim, 2000.

Nimuendajú, Curt. In pursuit of a past Amazon: Archaeological researches in the Brazilian Guyana and in the Amazon Region. Göteborg: Elanders Infologistik Väst AB, 2004.

Oliveira Filho, João Pacheco. Ensaios em Antropologia Histórica. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 1999.

Pereira, Nunes. Curt Nimuendajú: Síntese de uma vida e de uma obra. Pará: Gráficas da Veterinária, 1946.

Schaden, Egon. “The Tukuna. Curt Nimuendaju”. American Anthropologist, V.55 (1953): 716-718.

Schröder, Peter. “Curt Unkel Nimuendajú: um levantamento bibliográfico”. Tellus, Ano 13, n. 24, (2013). Campo Grande: Universidade Católica Dom Bosco. p39-76

Seligmann-Silva, Márcio. “Trabalho de memória e de resistência”. Trivium, ano VI, edição I (2014). Rio de Janeiro: Universidade Veiga de Almeida, p. 41-54.

Stoecker, Hoelger. “The riddle of hell’s jungle”. In Bell, Joshua A, Alison K. Brown and Robert J. Gordon. Recreating first contact: expeditions, anthropology and first contact. Washington: Smithsonian Institution Press, 2013, p. 162-183.

Torre, Sandra de la e Antonio Sérgio Azevedo Damy. “Comunicações: Cartas de Curt Nimuendajú a Carlos Estevão de Oliveira”. Revista de Antropologia. Vol. .33 (1990). São Paulo: Universidade de São Paulo, p. 165-198.

Vainfas, Ronaldo. A Heresia dos indios: Catolicismo e rebeldia no Brasil colônia. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

Welper, Elena Monteiro. “Curt Unkel Nimuendajú: um capítulo alemão na tradição etnográfica brasileira”. Dissertação de mestrado. Rio de Janeiro: Museu Nacional/ Universidade do Rio de Janeiro, 2002.

Welper, Elena Monteiro. “A aventura etnográfica de Curt Nimunedajú”. Tellus, ano 13, n.24 , (2013). Campo Grande: Universidade Católica Dom Bosco, p.99-120

Downloads

Publicado

2016-11-13

Como Citar

DONATTI, P. B. Resquícios de Curt Nimuendajú. Revista Arqueologia Pública, Campinas, SP, v. 10, n. 3[17], p. 81–90, 2016. DOI: 10.20396/rap.v10i3.8645137. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rap/article/view/8645137. Acesso em: 24 out. 2021.