A catraca, o pedestal e a praça: no espaço urbano, entre a realização do sentido artístico e a mídia

Autores

  • Telma Domingues da Silva Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/rua.v12i1.8640785

Palavras-chave:

Espaço urbano. Fotografia jornalística. Mídia

Resumo

Este artigo analisa processos de produção de sentido, associados a uma experiência artística na cidade de São Paulo: o "Monumento à Catraca Incisível" (junho/2004). O aparecimento inusitado desse objeto em praça pública deflagrou uma sucessão de textos, atravessando diferentes espaços/formatos que compõem a mídia (como comunicação com o grande público): o noticiário, as tiras de HQ, o texto opinativo, a prova vestibular, a sessão de cartas à Redação do jornal, a fotografia jornalística, o outdoor publicitário... A intensidade crítica do evento mostrou-se, justamente, na capacidade de invasão e ocupação desses espaços de publicidade (pela mídia impressa), na capacidade de revelar os contornos destes como constitutivos do espaço urbano e de não ser por eles absorvido, em uma compreensão já-dada.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Telma Domingues da Silva, Universidade Estadual de Campinas

Doutora em Lingüística pela Unicamp e trabalha com os temas da mídia e da ecologia a partir da teoria da análise de discurso. 

Downloads

Publicado

2015-10-07

Como Citar

SILVA, T. D. da. A catraca, o pedestal e a praça: no espaço urbano, entre a realização do sentido artístico e a mídia. RUA, Campinas, SP, v. 12, n. 1, p. 9–25, 2015. DOI: 10.20396/rua.v12i1.8640785. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rua/article/view/8640785. Acesso em: 24 out. 2021.

Edição

Seção

Estudos