[1]
M. L. Faury, “Fronteiras do masculino e do feminino ou a androginia como expressão”, Cad. Pagu, nº 5, p. 165-178, jan. 2009.