[1]
M. J. Rosado, “O impacto do feminismo sobre o estudo das religiões”, Cad. Pagu, nº 16, p. 79-96, mar. 2016.