[1]
O. Pinho, “@s outr@s cariocas: homoerotismo, hegemonia e história”, Cad. Pagu, nº 31, p. 547-552, abr. 2016.