[1]
H. Pontes, “Beleza roubada: gênero, estética e corporalidade no teatro brasileiro”, Cad. Pagu, nº 33, p. 139-166, abr. 2016.