A relação entre gênero e adesão à atividade física no lazer

Autores

  • Marco Antonio Bettine de Almeida Universidade de São Paulo
  • Luzia Mêire Ferreira Rall Universidade de São Paulo
  • Ronailde de Souza Braga Universidade de São Paulo
  • Roseli Joana Celino Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.20396/conex.v10i1.8637691

Palavras-chave:

Gênero. Adesão. Atividade física. Lazer.

Resumo

Apresentar-se-á uma explanação acerca da construção social do gênero. A seguir fez-se um breve relato sobre o formato de atividade física dispensada às mulheres e homens de acordo com o gênero. Reflete-se sobre a adesão como um processo influenciado pela estrutura social onde o sujeito está inserido. Resultados de análises estatísticas descritivas sobre adesão à atividade física são apresentados como forma de demonstrar os reflexos das construções sociais. Conclui-se que é necessária a realização de pesquisas que apontem associações entre os dados apresentados quantitativamente e as relações sociais entre homens e mulheres na contemporaneidade, a fim compreender o comportamento em relação à atividade física no lazer e programar estratégias que promovam mudanças efetivas no quadro atual.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marco Antonio Bettine de Almeida, Universidade de São Paulo

Universidade de São Paulo - USP - São Paulo, Brasil

Luzia Mêire Ferreira Rall, Universidade de São Paulo

Universidade de São Paulo - USP - São Paulo, Brasil

Ronailde de Souza Braga, Universidade de São Paulo

Universidade de São Paulo - USP - São Paulo, Brasil

Roseli Joana Celino, Universidade de São Paulo

Universidade de São Paulo - USP - São Paulo, Brasil.

Referências

SALLES-COSTA, R. et al. Gênero e prática de atividade física de lazer. Caderno de Saúde Pública, Rio de Janeiro, 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php. Acesso em: 21 maio 2011.

MIRANDA, P. A construção social das identidades de género nas crianças: um estudo intensivo em Viseu. In: CONGRESSO PORTUGUÊS DE SOCIOLOGIA, 6., Lisboa, 2008. Anais... Lisboa, 2008. Disponível em: http://www.aps.pt/vicongresso/pdfs/136.pdf. Acesso em: 30 maio 2011.

HOFFMAN, S. J.; HARRIS, J. C. Cinesiologia: o estudo da atividade física. Porto Alegre: Artmed, 2002. 487p.

SAFFIOTI, H. I. B. O poder do macho. São Paulo: Moderna, 1987. 134p.

CASTELLANI FILHO, L. C. Educação física no Brasil: a história que não se conta. 10. Ed edição. Campinas: Papirus, 2004. 224p.

FRANZINI, F. Futebol é "coisa para macho"?: Pequeno esboço para uma história das mulheres no país do futebol. Revista Brasileira de História, São Paulo, v. 25, n. 50, dez. 2005. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php. Acesso em: 08 jun. 2011.

GOELLNER, S. V. Imagens da mulher no esporte. In: PRIORE, M. D.; MELO, V. A. (Org.). História do esporte no Brasil: do império aos dias atuais. São Paulo: Ed. da Unesp, 2009. 568 p.

SOARES, C. L. Educação Física: raízes européias e Brasil. 2. ed. Campinas: Autores Associados, 2001. 143p.

BRASIL. Câmara dos Deputados. Homenagem, Câmara lembra 30 anos do ingresso da mulher na Marinha. Disponível em: http://www.camara.gov.br/internet/jornalcamara. Acesso em: 11 jun. 2011.

TUBINO, M. J. G. 500 anos de legislação esportiva brasileira: do Brasil colônia ao início do século XXI. Rio de Janeiro: Shape, 2002. 282p.

PFEIFER, L. I.; MARTINS, Y. D.; SANTOS, J. L. F. A influência socioeconômica e de gênero no lazer de adolescentes. Psicologia: teoria. e pesquisa, Brasília, v. 26, n. 3, set. 2010. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php. Acesso em: 21 maio 2011.

FERREIRA, M. S.; NAJAR, A. L. Programas e campanhas de promoção da atividade física. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php. Acesso em: 06 abr. 2011.

BICALHO, P. G. et al . Atividade física e fatores associados em adultos de área rural em Minas Gerais, Brasil. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v. 44, n. 5, out. 2010. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php. Acesso em: 08 jun. 2011.

ESCULCAS, C.; MOTA, J. Actividade física e práticas de lazer em adolescentes. Revista Portuguesa de Ciencias do Desporto, v. 5, n.1, p. 69-76, jan. 2005. Disponível em: http://www.scielo.oces.mctes.pt. Acesso em: 21 maio 2011.

SEABRA, A. F. et al. Determinantes biológicos e sócio-culturais associados à prática de atividade física de adolescentes. Caderno de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 24, n. 4, abr. 2008. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php. Acesso em: 23 abr. 2011.

Downloads

Publicado

2012-05-18

Como Citar

Almeida, M. A. B. de, Rall, L. M. F., Braga, R. de S., & Celino, R. J. (2012). A relação entre gênero e adesão à atividade física no lazer. Conexões, 10(1), 94–102. https://doi.org/10.20396/conex.v10i1.8637691

Edição

Seção

Artigos