Banner Portal
As brincadeiras folclóricas na educação física infantil: influências no desenvolvimento afetivo-social
PDF

Palavras-chave

Brincadeiras folclóricas. Resgate cultural. Desenvolvimento afetivo-social. Educação Física infantil.

Como Citar

BATISTA, E. H. de M.; AMORIM, A. R. de. As brincadeiras folclóricas na educação física infantil: influências no desenvolvimento afetivo-social. Conexões, Campinas, SP, v. 6, p. 628–639, 2008. DOI: 10.20396/conex.v6i0.8637863. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/conexoes/article/view/8637863. Acesso em: 25 fev. 2024.

Resumo

Este estudo busca analisar a importância do resgate cultural realizado através das brincadeiras folclóricas para o desenvolvimento afetivo-social de pré-escolares de 4 a 7 anos, segundo a visão docente. Foi aplicado um questionário aberto contendo quatro perguntas, a dez professoras de Educação Infantil, de duas prefeituras distintas. A análise qualitativa dos dados demonstrou que a vivência das brincadeiras folclóricas favorece o desenvolvimento de atitudes como: solidariedade, respeito mútuo, interação, socialização, cooperação, respeito a regras, construção de limites e elevação da auto-estima. Foi possível concluir que essas brincadeiras constituem-se uma prática rica e significativa para a Educação Física Infantil, e por essa razão devem estar presentes no currículo escolar durante todo ano letivo.
https://doi.org/10.20396/conex.v6i0.8637863
PDF

O periódico Conexões: Educação Física, Esporte e Saúde utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.