Educação física escolar, corpo e linguagem

reflexões epistemológicas no contexto brasileiro

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/conex.v19i1.8661440

Palavras-chave:

Corpo, Linguagem, Educação física

Resumo

Objetivo: O objetivo do presente estudo consiste em apresentar reflexões acerca da concepção de linguagem a partir dos estudos de Vygotsky, Luria, Leontiev  e Bakhtin, além de dialogar sobre as relações entre corpo e linguagem à luz de diferentes matrizes teóricas, passando pelas contribuições de trabalhos da área de Educação Física. Método: Trata-se de um aprofundamento teórico, a partir da análise apresentada sobre o desenvolvimento do conceito de linguagem pelas diferentes matrizes teórica no campo da Educação Física. Resultados: Identifica-se a necessidade de verificar como a relação entre Educação Física e linguagem é compreendida no contexto escolar brasileiro e de que forma ela se dá na ação pedagógica. Considerações Finais: Compreender a Educação Física como linguagem representa um significativo avanço para a área, pois eleva as possibilidades de ensino sob um viés crítico, distanciando-o das práticas excludentes e mecanicistas que por muito tempo estiveram enraizadas no campo escolar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Aline Gomes Machado, Secretaria Municipal de Educação e Esporte de Goiânia

Mestra em Educação pela Faculdade de Educação da Universidade Federal de Goiás. Membro do Grupo de Estudos e Pesquisa sobre Corpo, Estética, Exercício e Saúde (COEESA). Professora da Rede Municipal de Ensino de Goiânia - GO.

 

Tadeu João Ribeiro Baptista, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Pós-doutorado em Educação na Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP. Docente da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Líder do Grupo de Estudos e Pesquisa sobre Corpo, Estética, Exercício e Saúde (COEESA).

Referências

BAKHTIN, Mikhail. Estética da Criação Verbal. Tradução Paulo Bezerra. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

BAKHTIN, Mikhail. Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do método sociológico na Ciência da Linguagem. Tradução de Michel Lahud e Yara Frateschi Vieira. São Paulo: Hucitec, 1992.

BETTI, Mauro. Educação Física e sociedade. São Paulo: Movimento, 1991.

BETTI, Mauro. O que a semiótica inspira ao ensino da Educação Física. Discorpo, São Paulo, n. 3, p. 1-104, out. 1994.

BETTI, Mauro; KNIJNIK, Jorge; VENÂNCIO, Luciana; SANCHES NETO, Luiz; DAOLIO, Jocimar. Fundamentos filosóficos e antropológicos da teoria do se-movimentar e a formação de sujeitos emancipados, autônomos e críticos: o exemplo do currículo de Educação Física do estado de São Paulo. Revista Movimento, Porto Alegre, v. 20, n. 4, p. 1631-1653, out./dez. 2014. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/Movimento/article/view/46732. Acesso em: 20 jul. 2020.

BRACHT, Valter. A constituição das teorias pedagógicas da educação física. Caderno Cedes, v. 19, n. 48, agosto, 1999.

BRACHT, Valter. Educação Física e aprendizagem social. Porto Alegre: Magister, 1992.

BRACHT, Valter. A prática pedagógica da Educação Física: conhecimento e especificidade. In: BRACHT, Valter. Educação física e ciência: cenas de um casamento (in)feliz. Ijuí: Unijuí, 2007.

BRACHT, Valter. Educação Física escolar e lazer. In: WERNECK, Christianne Lucce Gomes; ISAYAMA, Helder Ferreira (Org.). Lazer, Recreação e Educação Física. Belo Horizonte: Autêntica, 2003.

BRACHT, Valter. Educação Física: a busca da autonomia pedagógica. Revista da Fundação de Esporte e Turismo, v. 1, n. 2, p. 12-19, 1989.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular: Ensino Médio. Brasília: MEC, 2018.

BRASIL, Ministério de Educação e do Desporto. Parâmetros Curriculares Nacionais: Ensino Médio/ Secretaria de Ensino Médio. Brasília: MEC/SEM, 1999.

CASTELLANI FILHO, Lino. Educação Física no Brasil: a história que não se conta. Campinas, SP: Papirus, 1994.

CASTELLANI FILHO, Lino. Política educacional e educação física. Campinas: Autores Associados, 1998.

DAÓLIO, Jocimar. Da cultura do corpo. Campinas: Papirus, 1995.

DAÓLIO, Jocimar. Cultura, educação física e futebol. Campinas: Unicamp, 1997.

DAÓLIO, Jocimar. Educação Física escolar: uma abordagem cultural. In: NISTA-PICCOLO, Vilma Lení (Org.) Educação física escolar: ser... ou não ter? Campinas: Unicamp, 1993.

DARIDO, Suraya C. Educação Física na Escola: questões e reflexões. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2003.

DARIDO, Suraya C.; SANCHES NETO, Luiz. O Contexto da Educação Física na escola. In: DARIDO, Suraya C.; RANGEL, Irene Cconceição Andrade. Educação Física na escola: Implicações para a prática pedagógica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005.

ESCOBAR, Micheli Ortega. Cultura Corporal na Escola: Tarefas da Educação Física. Revista Motrivivência, Florianópolis, v. 7, n. 8, dez. 1995. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/motrivivencia/article/view/22600/20594. Acesso em: 20 jul. 2020.

KUNZ, Elenor. Pedagogia crítico-emancipatória. In: GONZÁLES, Fernando Jaime; FENSTERSEIFER, Paulo Evaldo. (Orgs.). Dicionário crítico de educação física. Ijuí: Ed Unijuí, 2005. p. 316-318.

KUNZ, Elenor. Transformação didático-pedagógica do esporte. Ijuí: UNIJUÍ, 2014.

LADEIRA, Maria Fernanda Telo; DARIDO, Suraya Cristina. Educação Física e Linguagem: algumas considerações iniciais. Revista Motriz. Rio Claro. v. 9, n. 1, p. 31-39, jan./abr. 2003. Disponível em: http://www.rc.unesp.br/ib/efisica/motriz/09n1/Ladeira.pdf. Acesso em: 20 jul. 2020.

LEONTIEV, Alexis. O desenvolvimento do psiquismo. 2. ed. São Paulo: Centauro, 2004.

LURIA, Alexander Romanovich. Curso de Psicologia Geral. Tradução de Paulo Bezerra. 2. ed. Rio de Janeiro: Editora Civilização Brasileira, 1991. v. 1.

LURIA, Alexander Romanovich. Pensamento e Linguagem: as últimas conferências de Luria. Porto Alegre: Artes Médicas, 1986.

MACHADO, Aline Gomes. Educação do corpo e linguagem: relações e contradições no contexto da Educação Física escolar no ensino médio. 2019. 167 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2019.

MARX, Karl. O Capital. São Paulo: Nova Cultural, 1985. v. 1, p.149.

MATTHIESEN, Sara Quenzer; DARIDO, Suraya Cristina; LORENZETTO, Luiz Alberto; IÓRIO, Laércio Schwantes; RANGEL, Irene Conçeição Andrade; RODRIGUES, Luiz Henrique; SANCHES NETO, Luiz; MOTA E SILVA, Eduardo Vinícius VENÂNCIO, Luciana; CARREIRO, Eduardo Augusto; MONTEIRO, Alessandra Andréa; Galvão, Zenaide. Linguagem, Corpo e Educação. Revista Mackenzie de Educação Física e Esporte, São Paulo, v. 7, n. 2, p. 129-139, 2008. Disponível em: https://www.mackenzie.br/fileadmin/OLD/47/Editora/REMEF/Remef_7.2/Revisao_-_LINGUAGEM__CORPO_E_EDUCACAO_FISICA.pdf. Acesso em: 20 jul. 2020.

MESQUITA, Rosa Maria. Comunicação não verbal: relevância na atuação profissional. Revista Paulista de Educação Física, São Paulo, v. 11, n. 2, p. 155-163, jul./dez. 1997. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rpef/article/view/138567 . Acesso em: 20 jul. 2020.

NEIRA, Marcos Garcia; NUNES, Mário Luiz Ferrari. Linguagem e cultura: subsídios para uma reflexão sobre a educação do corpo. Caligrama, São Paulo, v. 3, n. 3, p. 1-16, 2007. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/caligrama/article/view/66201. Acesso em: 20 jul. 2020.

SANTIN, Silvino. Educação Física, outros caminhos. Porto Alegre: Escola Superior de Teologia e Espiritualidade Franciscana, 1990.

SOARES, Carmen Lucia. Educação Física: raízes europeias e Brasil. 5. ed., Campinas: Autores Associados, 2012.

SOARES, Carmen Lucia; TAFFAREL, Celi Neuza Z.; VARJAL, Elizabeth; CASTELLANI FILHO, Lino; ESCOBAR, Micheli; BRACHT, Valter. Metodologia do Ensino de Educação Física. São Paulo: Cortez, 1992.

TABORDA DE OLIVEIRA, Marcus Aurélio. Existe espaço para o ensino de educação física? Revista Pensar a Prática, Goiânia, v. 2, p. 119-135, jun. 1999. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/fef/article/view/152. Acesso em: 20 jul. 2020.

TABORDA DE OLIVEIRA, Marcus Aurélio; OLIVEIRA, Luciane Paiva Alves de; VAZ, Alexandre Fernandez. Sobre corporalidade e escolarização: contribuições para a reorientação das práticas escolares da disciplina de Educação Física. Revista Pensar a Prática, Goiânia, v. 11, n. 3, p. 303-318, set./dez. 2008. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/fef/article/view/4344. Acesso em: 20 jul. 2020.

TAFFAREL, Celi Neuza Z.; ESCOBAR, Micheli Ortega. A. Cultura corporal. In: HERMIDA, Jorge Fernando (Org.). Educação Física: conhecimento e saber escolar. João Pessoa: Editora Universitária da UFPB, 2009. p. 173-180.

VYGOTSKY, Lev Semyonovich. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 1984.

VYGOTSKY, Lev Semyonovich. Obras escogidas. Madri: Visor, 1995.

Downloads

Publicado

2021-06-10

Como Citar

MACHADO, A. G. .; BAPTISTA, T. J. R. . Educação física escolar, corpo e linguagem: reflexões epistemológicas no contexto brasileiro. Conexões, Campinas, SP, v. 19, n. 1, p. e021024, 2021. DOI: 10.20396/conex.v19i1.8661440. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/conexoes/article/view/8661440. Acesso em: 25 set. 2021.

Edição

Seção

DOSSIÊ: Educação Física, Linguagem e Corpo