L’etat et les echanges scientifiques internationaux: notes sur la FAPESP a São Paulo

Autores

  • Ana Maria Fonseca de Almeida Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v2i2.1070

Palavras-chave:

Pesquisa científica. Instituições de pesquisa. FAPESP.

Resumo

Essa comunicação discute a influência da FAPESP sobre a conformação dos modelos de intercâmbio científico internacional no Brasil. Pensada no bojo de uma investigação mais ampla sobre as trocas científicas internacionais e a recomposição das elites dirigentes no Brasil entre 1970 e 2000, a discussão que apresento aqui pretende, de um lado, esboçar a forma de ação da FAPESP no que diz respeito à organização do contato intelectual com o estrangeiro ao longo do tempo e, de outro, identificar alguns elementos que ajudam a melhor compreender o sentido dessa ação. Palavras-chave Pesquisa científica; Instituições de pesquisa; FAPESP

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Maria Fonseca de Almeida, Universidade Estadual de Campinas

Ana Maria F. Almeida é professora associada (Livre Docente) da Faculdade de Educação da UNICAMP. É também co-coordenadora do Focus (Grupo de pesquisa sobre Educação, Instituições, Desigualdades). Fez mestrado em sociologia na École des Hautes Études en Sciences Sociales, mestrado e doutorado em educação na UNICAMP, pós-doutorado em Sociologia na Ecole des Hautes Etudes en Sciences Sociales em Paris, onde também foi professora visitante convidada, em 2006.

Referências

ALVES, Isidoro Maria da S. (1996), “Modelo Politécnico, Produção de Saberes e a Formação do Campo Científico no Brasil”, in Hamburger, Amélia Império; Maria Amélia M. Dantes; Michel Paty; Patrick Petitjean (orgs.) (1996), A ciência nas relações Brasil-França (1850-1950), São Paulo: Edusp/FAPESP.

BANQUE MONDIALE (1995), “Talking points on ‘Competitive Funding Mechanisms: the state of art in Research Funding”, 325 World Bank Discussion Papers, par D.H. Newlon, Washington: World Bank Headquarters & Annapolis, May 24-25.

FERNANDES, Ana Maria (1989), A construção da ciência no Brasil e a SPBC, Brasília: Ed. Universidade de Brasília/ANPOCS/CNPq.

FORJAZ, Maria Cecília Spina (1989), As Ciências Sociais na FAPESP, São Paulo: IDESP.

HAMBURGER, Amélia Império; Maria Amélia M. Dantes; Michel Paty; Patrick Petitjean (orgs.) (1996), A ciência nas relações Brasil-França (1850-1950), São Paulo: Edusp/FAPESP.

MASSI, Fernanda (1989), “Franceses e Norte-Americanos nas Ciências Sociais brasileiras”, in Miceli, Sérgio (org.), História das Ciências Sociais no Brasil, vol. 1, São Paulo: Ed. Sumaré/FAPESP.

MOREL, Regina Lúcia de Moraes (1979), Ciência e Estado: a política científica no Brasil, São Paulo: T.A. Queiroz.

MOTOYAMA, Shozo (org.) (1999), FAPESP, uma história de política científica e tecnológica, São Paulo: FAPESP.

MOTOYAMA, Shozo et Garcia, João Carlos Vítor (1996), O Almirante e o novo Prometeu: Álvaro Alberto e a C&T, São Paulo: Edunesp/Centro Interunidade de História da Ciência e da Tecnologia.

MOTOYAMA, Shozo e Marilda Nagamini (1996), “CNPq e CNRS: duas histórias numa perspectiva comparada”, in Hamburger, Amélia Império; Maria Amélia M. Dantes; Michel Paty; Patrick Petitjean (orgs.) (1996), A ciência nas relações Brasil-França (1850-1950), São Paulo: Edusp/FAPESP.

MICELI, Sérgio (1989), “Condicionantes do desenvolvimento das Ciências Sociais”, in Miceli, Sérgio (org.), História das Ciências Sociais no Brasil, vol. 1, São Paulo: Ed. Sumaré/FAPESP.

MICELI, Sérgio (1995), “O cenário institucional das Ciências Sociais no Brasil”, in Miceli, Sérgio (org.), História das Ciências Sociais no Brasil, vol. 2, São Paulo: Ed. Sumaré/FAPESP.

MICELI, Sérgio (1995). A Fundação Ford e os Cientistas Sociais no Brasil, 1962-1992. In: MICELI, Sérgio (org.), História das Ciências Sociais no Brasil, vol. 2, São Paulo: Ed. Sumaré/FAPESP.

NAGAMINI, Marilda e Shozo Motoyama (1996), Victor da Silva Freire: engenheiros de São Paulo e a influência francesa. In: HAMBURGER, Amélia Império; Maria Amélia M. Dantes; Michel Paty; Patrick Petitjean (orgs.) (1996), A ciência nas relações Brasil-França (1850-1950), São Paulo: Edusp/FAPESP.

PETITJEAN, Patrick (1996), “Ciências, Impérios, Relações Científicas Franco-Brasileiras”, in Hamburger, Amélia Império; Maria Amélia M. Dantes; Michel Paty; Patrick Petitjean (orgs.) (1996), A ciência nas relações Brasil-França (1850-1950), São Paulo: Edusp/FAPESP.

PETITJEAN, Patrick (1996), “Entre a Ciência e a Diplomacia: a organização da influência científica francesa na América Latina, 1900-1940”, in Hamburger, Amélia Império; Maria Amélia M. Dantes; Michel Paty; Patrick Petitjean (orgs.) (1996), A ciência nas relações Brasil-França (1850-1950), São Paulo: Edusp/FAPESP.

PETITJEAN, Patrick (1996), “As missões universitárias francesas na criação da Universidade de São Paulo”, in Hamburger, Amélia Império; Maria Amélia M. Dantes; Michel Paty; Patrick Petitjean (orgs.) (1996), A ciência nas relações Brasil-França (1850-1950), São Paulo: Edusp/FAPESP.

QUEIROZ, Francisco Assis de, e Lincoln Taira (1999), “Novos Desafios Institucionais: 1969-1983”, in Motoyama, Shozo (org.) (1999), FAPESP, uma história de política científica e tecnológica, São Paulo: FAPESP.

QUEIROZ, Maria Isaura Pereira de (1996), “O Brasil dos cientistas sociais não brasileiros”, in Hamburger, Amélia Império; Maria Amélia M. Dantes; Michel Paty; Patrick Petitjean (orgs.) (1996), A ciência nas relações Brasil-França (1850-1950), São Paulo: Edusp/FAPESP.

SILVA, Alberto Carvalho da (1996), “Contribuição da FAPESP à Ciência e Tecnologia”, Estudos Avançados, v. 10, n.28, set-dez.

Downloads

Publicado

2009-01-08

Como Citar

ALMEIDA, A. M. F. de. L’etat et les echanges scientifiques internationaux: notes sur la FAPESP a São Paulo. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 2, n. 2, p. 32–46, 2009. DOI: 10.20396/etd.v2i2.1070. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/1070. Acesso em: 27 jan. 2021.