Motivação para aprender: validação dum programa de estratégias para adolescentes com insucesso escolar

Autores

  • Margarida Pocinho Universidade da Madeira

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v10in.esp..940

Palavras-chave:

Motivação. Aprendizagem. Insucesso escolar.

Resumo

Este artigo apresenta a concepção e validação dum Programa de estratégias de motivação para a aprendizagem para adolescentes com insucesso escolar. Trata-se duma pesquisa quasi-experimental, com pré e pós-teste, grupos de controle (GC) e experimental (GE), na faixa etária dos 14-15 anos a frequentar o 9º ano de escolaridade. Avaliou-se o efeito do programa na auto-estima, atribuições causais de sucesso, hábitos de estudo, rendimento escolar e opiniões dos professores. O programa inclui também perfis de interesses profissionais dos alunos. Inclui ainda perfis dos professores que melhor podem motivar os alunos para aprender, tendo em conta as variáveis acima descritas. O GE (n=110) melhorou significativamente comparativamente ao GC (n=99) indicando que o Programa traz benefícios em termos de motivação para aprender escolares e, consequentemente, benefícios em termos de sucesso académico e pessoal, nomeadamente, aos estudantes portugueses com insucesso escolar. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Margarida Pocinho, Universidade da Madeira

Psicóloga e Mestre em Psicologia da Educação pela Universidade de Coimbra (UC), Portugal; Ph.D em Educação pela Universidade da Madeira (UMa), Portugal; Professora Auxiliar do Departamento de Psicologia e Estudos Humanísticos da UMa; Membro do Grupo de Estudos e Pesquisas do Instituto de Psicologia Cognitiva, Desenvolvimento Vocacional e Social da UC (IPCDVS da UC), Membro do Programa de Pós Graduação em Psicologia da Educação da UMa.

Referências

ABREU, M. V. Cinco ensaios sobre a motivação. Coimbra: Livraria Almedina, 2005.

ALMEIDA, L. S. et al. Atribuições causais em contexto escolar: um novo formato de prova para a sua avaliação. In: CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DE AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA: FORMAS E CONTEXTOS, XI, Braga. Actas... Braga: Instituto de Educação e Psicologia – Universidade do Minho, Portugal, 2006.

AUSUBEL, D. P. Aquisição e retenção de conhecimentos: uma perspectiva cognitiva. Trad. L. Teopisto. Lisboa: Plátano Edições Técnicas, 2003.

BARROS, A. IHE - Inventário de hábitos de estudo. Lisboa: CEGOG-TEA, 1997.

CANAVARRO, J. M. Ciência e sociedade. Coimbra: Quarteto Editora, 1999.

EDWARDS, C.; HARWOOD, J. Social identity in the classroom: An examination of age identification between students and instructors. Communication Education, Georgia, v. 52, n. 1, p. 60-66, 2003.

FARIA, L. M. Desenvolvimento diferencial das concepções pessoais de inteligência durante a adolescência. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian; Junta Nacional de Investigação Científica e Tecnológica, 1998.

HIDI, S.; HARACKIEWICZ, J. M. Motivating the academically unmotivated: a critical issue for the 21 st century. Review of Educational Research, Washington, v. 70, n. 2, p. 151-179, 2000.

LERNER, J. W. Learning disabilities: theories, diagnosis, and teaching strategies. 7. ed. Boston; New York: Houghton Mifflin Company, 1997.

MARTINS, M. A.; PEIXOTO, F.; MATA, L.; MONTEIRO, V. Escala de auto-conceito para crianças e pré-adolescentes de Susan Harter. Provas Psicológicas em Portugal, Braga, v. 1, p. 79-89, 1995.

MASCARENHAS, S.; ALMEIDA, L. BARCA, A. Atribuições causais e rendimento escolar: impacto das habilitações literárias dos pais e do género dos alunos, Revista Portuguesa de Educação, Coimbra, v. 18, n. 1, p. 77-91, 2005.

MUELLER, A.; FLEMING, T. Cooperative learning: listening to how children work at school. The Journal of Educational Research, Washington, v. 94, n. 5, p. 259, 2001.

PAJARES, F. Gender and perceived self-efficacy in self-regulated learning. Theory into Practice, Ohio, v. 41, n. 2, 116-127, 2002.

POCINHO, M. D. et al. Atribuições causais para o bom e fraco desempenho escolar: estudo com alunos do 3o ciclo do ensino básico. Revista Psicologia, Educação e Cultura, Porto, v. 11, n. 2, 2007.

POCINHO, M. D. Psicologia cognitiva e língua materna: avaliação da eficácia dum programa de estratégias de aprendizagem para alunos com insucesso escolar em língua portuguesa. 2004. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade da Madeira, Funchal, Portugal, 2004.

POCINHO, M. D. Resultados obtidos a partir dum Programa de Estratégias de Compreensão (PEC) para alunos do 9o ano de escolaridade com insucesso escolar em Língua Portuguesa. Educare/Educere, Castelo Branco, v. 11, n. 19, p. 139-160, 2006.

POCINHO, M. D.; COELHO, C. S.; SILVA, C. F. O ensino de estratégias de expressão escrita a alunos do 9o ano de escolaridade, Psicologia e Educação, Évora, v. 6, n. 1, p. 63-82, 2007.

POCINHO, M. D.; CANAVARRO, J. M. Sucesso escolar e estratégias de compreensão e expressão verbal: como compreender melhor as matérias e as aulas. Lisboa: PEDAGO, 2009.

PRESSLEY, M.; WOLOSHYN, V. Cognitive strategy instruction that really improves children's academic performance. 2. ed. Cambridge; Massaschusetts: Brookline Books, 1995.

ROSÁRIO, P. S., FERREIRA, I., CUNHA, . Inventário de processos de estudo (I.P.E.). In: MACHADO, C. (Ed.). Avaliação psicológica: instrumentos validados para a população portuguesa. Coimbra: Quarteto Editora, 2003, p. 15-34.

SCHUTZ, P. A.; DAVIS, H. A.; SCHWANENFLUGEL, P. J. Organizations of concepts relevant to emotions and their regulation during test taking. The Journal of Experimental Education, Washington, v. 70, n. 4, p. 316-336, 2002.

SENOS, J. Atribuição causal, auto-estima e resultados escolares. Análise Psicológica, Lisboa, v. 1, n. 14, p. 111-121, 1996.

WEINER, B. An attributional theory of motivation and emotion. New York: Springer-Verlag, 1986.

WEINER, B. History of motivational research in education. Journal of Educational Psychology, Washington, v. 82, p. 616-622, 1990.

ZIMMERMAN, B. J. Becoming a self-regulated learner: An overview. Theory into Practice,Ohio, v. 41, n. 2, p. 64-72, 2002.

Downloads

Publicado

2009-11-06

Como Citar

Pocinho, M. (2009). Motivação para aprender: validação dum programa de estratégias para adolescentes com insucesso escolar. ETD - Educação Temática Digital, 10, 168–186. https://doi.org/10.20396/etd.v10in.esp.940