Revolução e transição política

a gestão educacional em Portugal e no Brasil no período pós-ditatorial

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v22i00.8661128

Palavras-chave:

Gestão da educação, Gestão democrática, Democratização da escola, Legislação educacional, Políticas educacionais

Resumo

O presente trabalho, de cunho qualitativo e documental, objetiva analisar o desenho de democratização da gestão da educação em articulação com a forma pela qual os países saem de um regime autoritário e constituem-se Estados Democráticos. As análises deram-se a partir da legislação promulgada nos primeiros anos após uma transição política (Brasil, década de 1980) e uma revolução (Portugal, 1974), bem como dos estudos sobre a temática publicadas em cada um dos contextos. Descrevem-se, portanto, duas experiências que, apesar das semelhanças nas normativas, são distintas especialmente quanto às vivências e à construção de processos democratizantes para a gestão de seus sistemas educacionais. Estas vivências, no âmbito da escola, caracterizaram fortemente a constituição legal em Portugal, enquanto no Brasil as normativas foram construídas sem esta vinculação à realidade escolar, mas com pautas ainda discursivas de diversos movimentos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renata Riva Finatti, Rede Municipal de Ensino de Curitiba

Doutorado em Educação pela Universidade Federal do Paraná. Professora na Rede Municipal de Ensino de Curitiba - PR.

Referências

ADRIÃO, T. Educação e produtividade: a reforma do ensino paulista e a desobrigação do Estado. São Paulo: Xamã, 2006.

BRASIL. [Constituição (1988)]. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal, 1988. Disponível em: https://bityli.com/ptOQz. Acesso em: 10 abr. 2020.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Plano Nacional de Educação PNE 2014-2024: Linha de Base. Brasília, DF: INEP: MEC, 2015.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Relatório do 2° ciclo de monitoramento das Metas do Plano Nacional de Educação. Brasília, DF, 2018.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Relatório do 3° ciclo de monitoramento das Metas do Plano Nacional de Educação. Brasília, DF, 2020.

BRASIL. Lei no 9394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial da União, Brasília, 23 dez. 1996. p. 27833.

CAMARGO, R. B. de; ADRIÃO, T. A gestão democrática na Constituição Federal de 1988. In: OLIVEIRA, R.; ADRIÃO, T. (org.). Gestão, financiamento e direito à educação. 3. ed. São Paulo: Xamã, 2007.

CRUZ JÚNIOR, A. S. da. Constituinte e democratização no Brasil: o impacto das mudanças do sistema internacional. Lua Nova: Revista de Cultura e Política, n. 88, p. 217-256, 2013. Disponível em: https://bityli.com/BgsbwN. Acesso em: 20 maio 2020. DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-64452013000100008

DRABACH, N. P. A trajetória da administração da educação pública no Brasil e a construção da democracia. Revista HISTEDBR On-line, n. 51, p. 42-53, 2013. Disponível em: https://bityli.com/RdzbW. Acesso em: 20 maio 2020. DOI: https://doi.org/10.20396/rho.v13i51.8640262

FINATTI, R. R. Do discurso ao compromisso legal: a democracia da Gestão da Educação Pública Brasileira normatizada a partir do Plano Nacional de Educação 2014-2024. 2021. Tese (Doutorado em Educação: Políticas Educacionais) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2021.

GHANEM JUNIOR, E. G. G. Educação escolar e democracia no Brasil. 2000. Tese (Doutorado) – Universidade de São Paulo, Faculdade de Educação, São Paulo, 2000.

GRÁCIO, R. A educação, dez anos depois. Que transformações, que rupturas, que continuidade? Revista Crítica de Ciências Sociais, v. 18/19/20, p. 153-182, 1986. Disponível em: https://bityli.com/ynPfr. Acesso em: 20 maio 2020.

GRÁCIO, R. Educação e processo democrático em Portugal. Lisboa: Livros Horizonte, 1981.

LIMA, L. C. A Democratização das organizações educativas e a participação como ingerência: contribuições de Paulo Freire. Forum, v. 31, p. 81-94, 2002. Disponível em: https://bityli.com/lntmS. Acesso em: 20 maio 2020.

LIMA, L. C. A democratização do governo das escolas públicas em Portugal. Sociologia: Revista da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, v. 19, p. 217-256, 2009. Disponível em: https://bityli.com/EOrjm. Acesso em: 20 abr. 2020.

LIMA, L. C. A escola como organização e a participação na organização escolar: um estudo da escola secundária em Portuga (1974-1988). 2. ed. Braga: Universidade do Minho - Instituto de Educação e psicologia, Centros de Estudos em Educçaão e Psicologia, 1998.

LIMA, L. C. A gestão democrática das escolas: do autogoverno à ascensão de uma pós-democracia gestionária? Educação & Sociedade, v. 35, n. 129, p. 1067-1083, 2014a. Disponível em: https://bityli.com/gYHqR. Acesso em: 20 mar. 2020. DOI: https://doi.org/10.1590/ES0101-73302014142170

LIMA, L. C. E depois de 25 de Abril de 1974: centro(s) e periferia(s) das decisões no governo das escolas. Educação, Sociedade & Culturas, v. 12, n. 43, p. 141-160, 2014b. Disponível em: https://bityli.com/JSGCj. Acesso em: 20 abr. 2020.

LIMA, L. C. Lei de Bases do Sistema Educativo (1986): ruturas, continuidades, apropriações seletivas. Revista Portuguesa de Educação, v. 31, n. especial, p. 75-91, 2018. Disponível em: https://bityli.com/Cyhig. Acesso em: 20 mar. 2020. DOI: https://doi.org/10.21814/rpe.15077

MENDONÇA, E. F. A regra e o jogo: democracia e patrimonialismo na educação brasileira. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação, Campinas, SP, 2000. Disponível em: https://bityli.com/iCHJxX. Acesso em: 02 jun. 2020.

PARO, V. H. Gestão democrática da escola pública. São aulo: Ática, 2000.

PINTASSILGO, J. A Educação em tempos de revolução (nos 40 anos da Revolução do 25 de Abril de 1974 em Portugal). Espacio, Tiempo y Educación, v. 1, n. 2, p. 13-19, 2014. Disponível em https://bityli.com/kaVyR. Acesso em 25 abril 2020. DOI: https://doi.org/10.14516/ete.2014.001.002.000

PORTUGAL. [Constituição (1976)]. Constituição da República Portuguesa. VII revisão Constitucional (2005). Diário da República, 25 de abril de 1976.

PORTUGAL. Lei de Bases do Sistema Educativo. Lei n.o 46/86. Diário da República no 237/1986, Série I de 1986-10-14, 1986.

PORTUGAL. Lei n. 31, de 9 de Julho de 1987. Ratificação do DL 125/82, de 22 de abril, que passa a ter nova redação (Conselho Nacional de Educação). Diário da República, Lisboa, n. 155, Série I, 9 jul. 1987.

PORTUGAL. Ministério da Educação e Cultura - Gabinete do Ministro. Decreto-Lei 221, de 27 de maio de 1974. Diário do Governo n.o 123/1974, Série I de 1974-05-27, p. 659, 1974.

SANTOS, B. de S. Construindo as epistemologias do Sul: antologia esencial – V. II: Para um pensamento alternativo de alternativas. Ciudad Autónoma de Bueno Aires: CLACSO, 2018.

SCALABRIN, I. S. “Mérito, desempenho” e “participação”: adesões e resistências à meta 19 do PNE nos planos estaduais e distrital de educação. 386 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade de Passo Fundo, Passo Fundo, RS, 2018. Disponível em: https://bityli.com/fjCLQ. Acesso em: 7 maio 2020.

SILVA, R. M. Gestão democrática escolar globalizada/legalizada – um estudo entre Brasil e Portugal. Estação Científica (UNIFAP), v. 5, n. 1, p. 115-125, 2015. Disponível em: https://bityli.com/NPzOU. Acesso em: 7 maio 2020.

SOUZA, Â. R. de. Perfil da gestão escolar no Brasil. Tese (Doutorado em Educação: História, Política, Sociedade) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, SP, 2006.

SOUZA, D. B. de; CASTRO, D. F. Gestão democrática da educação sob perspectiva comparada Brasil-Portugal: entre a exigência legal e a exequibilidade real. Educação & Sociedade, v. 33, n. 121, p. 1195-1213, 2012. Disponível em: https://bityli.com/SZuqI. Acesso em: 27 abr. 2020. DOI: https://doi.org/10.1590/S0101-73302012000400015

STOER, S. R. Educação e mudança social em Portugal: 1970-1980, uma década de transição. 254. ed. Porto: Edições Afrontamento, 1986. (Coleção Biblioteca das Ciências do Homem/Ciências da Educação).

Downloads

Publicado

2022-03-31

Como Citar

FINATTI, R. R. Revolução e transição política: a gestão educacional em Portugal e no Brasil no período pós-ditatorial. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 22, n. 00, p. e022010, 2022. DOI: 10.20396/rho.v22i00.8661128. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8661128. Acesso em: 10 ago. 2022.