[1]
Pachêco Filho, A.K.G. 2015. "Empurrador de canoa não ganhava nada não". Os vareiros do rio Grajaú e a circulação de mercadorias, pessoas e sonhos. Labor e Engenho. 9, 2 (jun. 2015), 55-69. DOI:https://doi.org/10.20396/lobore.v9i2.8635574.