[1]
C. C. Miranda e G. L. Picanço, “O fenômeno de nasalização em línguas Tupí-Guaraní”, LIAMES: Ling. Indig. Am., vol. 20, p. e020003, abr. 2020.