(Re) existências afro…

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/modos.v6i1.8668137

Palavras-chave:

Arte afro-brasileira, Arte africana, Arte diaspórica

Resumo

A presente edição da Revista MODOS: Revista de História da Arte conta com vinte textos inéditos em português, inglês e espanhol. Destaca-se o dossiê "Artes e diáspora africana: conflitos, cânones, recomeços", sob organização de Arthur Valle e Roberto Conduru.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Emerson Dionisio Gomes de Oliveira, Universidade de Brasília

Docente e pesquisador do Departamento de Artes Visuais no Programa de Pós-graduação em Artes Visuais e no Programa de Ciência da Informação da Universidade de Brasília. Pesquisador do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq.

Marize Malta, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Doutora em História pela Universidade Federal Fluminense.  Professora de história da arte/ artes decorativas/ ambiências interiores na Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro.  

Maria de Fátima Morethy Couto, Universidade Estadual de Campinas

Pós-doutorado, realizado no Centro de Pesquisa TrAIN da University of the Arts (Londres). Professora Livre-Docente do Instituto de Artes da Universidade Estadual de Campinas. Pesquisadora do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq.

Referências

ALENCAR, A. .; DA CRUZ, J.; ROSA DE SOUZA, J. . Mil Litros de Preto: nossos olhares negros sobre a performance de Lucimélia Romão. MODOS: Revista de História da Arte, Campinas, SP, v. 6, n. 1, p. 515–538, 2022. DOI: 10.20396/modos.v6i1.8666534.

ALMEIDA, A. Uma flor de silêncio e assombro: memórias entrelaçadas na Coleção Perseverança. MODOS: Revista de História da Arte, Campinas, SP, v. 6, n. 1, p. 150–173, 2022. DOI: 10.20396/modos.v6i1.8667476.

BURNHAM, R.; KAI-KEE, E. Teaching in the Art Museum: Interpretation As Experience. Los Angeles: J. Paul Getty Museum, 2011.

CUNHA, M. C. Arte afro-brasileira. In: ZANINI, W. (org.). História geral da arte no Brasil, vol. 2. São Paulo: Instituto Walter Moreira Salles, 1983, p. 973-1033.

CARDOSO, R. Imaginação diaspórica ou apropriação cultural?: a afro-brasilidade nas obras de Dimitri Ismailovitch e Maria Margarida Soutello. MODOS: Revista de História da Arte, Campinas, SP, v. 6, n. 1, p. 378-410, 2022. DOI: 10.20396/modos.v6i1.8667205.

CASTRO, M. B. de; SANTOS, M. S. dos. Abdias do Nascimento e o Museu de Arte Negra. MODOS: Revista de História da Arte, Campinas, SP, v. 3, n. 3, p. 174-189, 2019. DOI: 10.24978/mod.v3i3.4235.

CONDURU, R. Ogum historiador? Emanoel Araújo e a historiografia da arte afrodescendente no Brasil. In: XXIX COLÓQUIO DO COMITÊ BRASILEIRO DE HISTÓRIA DA ARTE, Vitória, Anais [...], Vitória: Comitê Brasileiro de História da Arte, 2009. Disponível em: http://www.cbha.art.br/pdfs/cbha_2009_conduru_roberto_art.pdf. Acesso em dez.2021.

CONDURU, R. Esse “troço” é arte? Religiões afro-brasileiras, cultura material e crítica. MODOS: Revista de História da Arte, Campinas, SP, v. 3, n. 3, p. 98–114, 2019. DOI: 10.24978/mod.v3i3.4309.

CONDURU, R. Pérolas negras – primeiros fios: experiências artísticas e culturais nos fluxos entre África e Brasil. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2013.

CONDURU, R. O agente preto como fator da modernização brasileira. MODOS: Revista de História da Arte, Campinas, SP, v. 6, n. 1, p. 412–431, 2022. DOI: 10.20396/modos.v6i1.8667440.

DINIZ, C. L. Corpo, etnicidade e arte contemporânea: uma reflexão sobre a obra de Antonio Obá. Monografia do curso de Teoria, Crítica e História da Arte da Universidade de Brasília. Brasília, 2018. Disponível em: https://bdm.unb.br/handle/10483/24447. Acesso em dez. 2021.

FARIAS, J. Revendo nós historiográficos: apontamentos sobre as esculturas de santos-amuletos do Vale do Paraíba e suas origens africanas. MODOS: Revista de História da Arte, Campinas, SP, v. 6, n. 1, p. 202–229, 2022. DOI: 10.20396/modos.v6i1.8666566.

GERALDO, S. C. Heitor dos Prazeres: a imensa riqueza interna e a instauração da arte. MODOS: Revista de História da Arte, Campinas, SP, v. 5, n. 1, p. 54–73, 2021. DOI: 10.20396/modos.v5i1.8664022.

JAREMTCHUK, D. Abdias do Nascimento nos Estados Unidos: um “pintor de arte negra”. Estudos Avançados, 32(93), 2018, 263-282. Disponível em: https://doi.org/10.5935/0103-4014.20180044. Acesso em dez.2021.

KERESTETZI, K. Emoções estéticas das cenografias rituais afro-cubanas. MODOS: Revista de História da Arte, Campinas, SP, v. 6, n. 1, p. 267–338, 2022. DOI: 10.20396/modos.v6i1.8667529.

LAFONT, A., BENETTI, L., & RIVETTI, L. Como a cor de pele tornou-se um marcador racial: perspectivas sobre raça a partir da história da arte. ARS (São Paulo), 19(42), 1289-1355, 2021. Disponível em: https://doi.org/10.11606/issn.2178-0447.ars.2021.192433. Acesso em dez. 2021.

LAPIN DARDASHTI, A. Abdias do Nascimento in New York: Migration, Resistance, and Transnational Black Art, 1968–70. MODOS: Revista de História da Arte, Campinas, SP, v. 6, n. 1, p. 471–493, 2022. DOI: 10.20396/modos.v6i1.8666899.

MATTOS, N.C.S.B. Arte afro-brasileira: identidade e artes visuais contemporâneas. Jundiaí, SP: Paco Editorial, 2020.

MÉNDEZ SÁNCHEZ, J. E. África y art brut en el siglo XXI: una reflexión desde los márgenes. MODOS: Revista de História da Arte, Campinas, SP, v. 6, n. 1, p. 495–513, 2022. DOI: 10.20396/modos.v6i1.8664898.

MUNANGA, K. Arte Afro-brasileira: o que é afinal? In: AGUILAR, N. (org.) Mostra do Redescobrimento: arte afro-brasileira. Catálogo de exposição. São Paulo Associação Brasil 500 anos Artes Visuais, 2000, p. 98-111.

MUNANGA, K. Arte afro-brasileira: o que é afinal?, PARALAXE, 6(1), 5–23, 2019. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/paralaxe/article/view/46601. Acesso em dez. 2021.

MOURA, S. O retorno à ilha-memória: imagens e histórias de Gorée entre os artistas da diáspora africana . MODOS: Revista de História da Arte, Campinas, SP, v. 6, n. 1, p. 564–582, 2022. DOI: 10.20396/modos.v6i1.8667415.

MOURÃO, T. Acima de tudo, as Mães: tradições artísticas e cosmológicas negras nas pencas de balangandãs. MODOS: Revista de História da Arte, Campinas, SP, v. 6, n. 1, p. 231–265, 2022. DOI: 10.20396/modos.v6i1.8667809.

O’NEILL , E. Travessias atlânticas e “arte negra”: contextos, coleções e desafios . MODOS: Revista de História da Arte, Campinas, SP, v. 6, n. 1, p. 175–200, 2022. DOI: 10.20396/modos.v6i1.8667206.

PINHEIRO, B. Moenda de Heitor dos Prazeres, medalha de prata na I Bienal do Museu de Arte Moderna de São Paulo. Revista de História da Arte e da Cultura, Campinas, SP, v. 2, n. 2, p. 119–141, 202. DOI: 10.20396/rhac.v2i2.15139.

PROCTER, A. The Whole Picture: The Colonial Story of the Art in Our Museums & Why We Need to Talk About. Cassel: London, 2020

QUERIN, C. We Write Samba on the Wild Asphalt: Malandragem as Practice of Resistance in the Work of Heitor dos Prazeres and Hélio Oiticica. MODOS: Revista de História da Arte, Campinas, SP, v. 6, n. 1, p. 433–469, 2022. DOI: 10.20396/modos.v6i1.8668051.

RIBEIRO DA SILVA BEVILACQUA, J. Histórias entrelaçadas: um panorama das exposições de arte africana no MASP. MODOS: Revista de História da Arte, Campinas, SP, v. 6, n. 1, p. 122–148, 2022. DOI: 10.20396/modos.v6i1.8667204.

RODRIGUES, T. R. Mestiçagem como problema visual: notas sobre a colonialidade do ver na América Latina. MODOS: Revista de História da Arte, Campinas, SP, v. 6, n. 1, p. 540–562, 2022. DOI: 10.20396/modos.v6i1.8666346.

SALUM, M. H.L. Cem anos de arte afro-brasileira. In: AGUILAR, N. (org.) Mostra do Redescobrimento: arte afro-brasileira. Catálogo de exposição. São Paulo Associação Brasil 500 anos Artes Visuais, 2000, p.112-121.

SALUM, M. H.L. Vistas sobre arte africana no Brasil: lampejos na pista da autoria oculta de objetos afro-brasileiros em museus. Anais Do Museu Paulista: História e Cultura Material, 25(2), 2017, 163-201. https://doi.org/10.1590/1982-02672017v25n02d07. Acesso em dez. 2021.

SANTOS, B.A. dos. Museu-Terreiro: o sagrado afro-brasileiro em um ambiente museológico. Dissertação de Mestrado. Programa de Pós-graduação Interunidades em Estética e História da Arte. Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018.

SILVA, N. F. I. da. Museu afro Brasil no contexto da diáspora: dimensões contra-hegemônicas das artes e culturas negras. Tese Doutorado. Programa de Pós-graduação em Arte. Universidade de Brasília, Brasília, 2013.

SILVA DOS SANTOS, M. O afro nas artes visuais : conceituação e abordagem em livros escolares de Arte, História e Cultura Afro-brasileira e Indígena. MODOS: Revista de História da Arte, Campinas, SP, v. 6, n. 1, p. 51–81, 2022. DOI: 10.20396/modos.v6i1.8667606.

SMYTHE-JOHNSON, N. . Amplifying syncretism: Antonio Obá’s dialectical conception of Brazil. MODOS: Revista de História da Arte, Campinas, SP, v. 6, n. 1, p. 584–602, 2022. DOI: 10.20396/modos.v6i1.8668110.

SOBRINHO, M. Arquiescultura: um modo de abordagem da obra de Cristina Iglesias. MODOS: Revista de História da Arte, Campinas, SP, v. 6, n. 1, p. 83–104, 2022. DOI: 10.20396/modos.v6i1.8667449.

TAVARES, M. Arte sob ataque: os usos e abusos da arte pelas redes reacionárias durante a censura da exposição Queermuseu. MODOS: Revista de História da Arte, Campinas, SP, v. 6, n. 1, p. 18–49, 2022. DOI: 10.20396/modos.v6i1.8667547.

VALLE, A. “Exu, c’est pour vous”: Benjamin Péret visita locais de culto afro-brasileiros em 1930. MODOS: Revista de História da Arte, Campinas, SP, v. 6, n. 1, p. 340–376, 2022. DOI: 10.20396/modos.v6i1.8667466.

VALLE, A.; CONDURU, R. Artes e diáspora africana: conflitos, cânones, recomeços. MODOS: Revista de História da Arte, Campinas, SP, v. 6, n. 1, p. 106–120, 2022. DOI: 10.20396/modos.v6i1.8667936.

Downloads

Publicado

2022-01-17

Como Citar

OLIVEIRA, E. D. G. de; MALTA, M.; COUTO, M. de F. M. . (Re) existências afro…. MODOS: Revista de História da Arte, Campinas, SP, v. 6, n. 1, p. 1–16, 2022. DOI: 10.20396/modos.v6i1.8668137. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/mod/article/view/8668137. Acesso em: 24 set. 2022.

Edição

Seção

Editorial

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

<< < 1 2 3