MODOS: Revista de História da Arte https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/mod <p><strong>Escopo</strong>: A revista <strong>MODOS</strong> é uma publicação especializada na área de Artes Visuais, especialmente dedicada a publicar textos que envolvam pesquisas voltadas para o campo da Teoria, Crítica e História da Arte. Enfatiza a produção artística, crítica e historiográfica dedicada às artes visuais em suas várias dimensões, dando ênfase aos lugares de exibição, à circulação, às coleções e às narrativas que instituem como percebemos, interpretamos e divulgamos a produção artística e o objeto de arte. <strong>MODOS</strong><em> es</em>tá vinculada a seis Programas de pós-graduação em Artes/Artes Visuais (UNICAMP, UFRJ, UnB, UFRGS, UFBA e UERJ). A revista aceita artigos, entrevistas e resenhas de exposições, bem como textos para dossiês temáticos, organizados por pesquisadores convidados pela Comissão Editorial ou pelos Editores.<br /><strong>Qualis: </strong>A1<br /><strong>Área do conhecimento</strong>: Linguística, Letras e Artes<br /><strong>Ano de fundação</strong>: 2017<br /><strong>ISSN</strong>: 2526-2963<br /><strong>Título abreviado</strong>: MODOS: Rev. Hist. Arte<br /><strong>E-mail</strong>: <a title="E-mail" href="https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/mod/management/settings/context/mailto:mfmcouto@iar.unicamp.br" target="_blank" rel="noopener">mfmcouto@iar.unicamp.br</a><br /><strong>Unidade</strong>: <a href="https://www.iar.unicamp.br/" target="_blank" rel="noopener">IA</a><br /><strong>Prefixo DOI</strong>: 10.24978<br /><a title="CC BY ND" href="http://creativecommons.org/licenses/by-nd/4.0/" target="_blank" rel="noopener"><img src="https://i.creativecommons.org/l/by-nd/4.0/80x15.png" alt="Licença Creative Commons" /></a></p> pt-BR <div id="deed-conditions" class="row"> <ul class="license-properties col-md-offset-2 col-md-8" dir="ltr"> <li class="license by"> <p><span><strong>Atribuição</strong> — Você deve dar o crédito <a id="appropriate_credit_popup" class="helpLink" tabindex="0" title="" href="https://creativecommons.org/licenses/by-nd/4.0/" data-original-title="">adequado,</a>fornecer um link para a licença e <a id="indicate_changes_popup" class="helpLink" tabindex="0" title="" href="https://creativecommons.org/licenses/by-nd/4.0/" data-original-title="">indicar se foram feitas alterações</a>. Você pode fazê-lo de qualquer maneira razoável, mas não de forma alguma que sugira que o licenciador endossa você ou seu uso.</span><span id="by-more-container"></span></p> </li> <li class="license nd"> <p><span><strong>Não Derivados</strong> — Se você <a id="some_kinds_of_mods_popup" class="helpLink" tabindex="0" title="" href="https://creativecommons.org/licenses/by-nd/4.0/" data-original-title="">remixar, transformar ou construir sobre</a> o material, você não poderá distribuir o material modificado.</span><span id="nd-more-container"></span></p> </li> </ul> </div> <div class="row"> <ul id="deed-conditions-no-icons" class="col-md-offset-2 col-md-8"> <li class="license"><span><strong>Sem restrições adicionais</strong> — Você não pode aplicar termos legais ou <a id="technological_measures_popup" class="helpLink" tabindex="0" title="" href="https://creativecommons.org/licenses/by-nd/4.0/" data-original-title="">medidas tecnológicas</a> que restrinjam legalmente outros de fazer qualquer coisa que a licença permita.</span></li> </ul> </div> mfmcouto@iar.unicamp.br (Maria de Fátima Morethy Couto) ppec@unicamp.br (Portal de Periódicos Eletrônicos Científicos) Tue, 31 Jan 2023 17:00:24 +0000 OJS 3.3.0.9 http://blogs.law.harvard.edu/tech/rss 60 Arte oficial do Segundo Império? https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/mod/article/view/8671115 <p>A tomar como mote a tese de Boime que identifica o Realismo como arte oficial do Segundo Império, o artigo reconstitui por sua própria conta os debates da época e examina na crítica e na pintura Chesneau e Meissonier, que também reivindicam o realismo, em contraposição aos heterodoxos capitaneados por Champfleury e Courbet. O exame da figuração artística e a crítica à tese de Boime são feitos a partir de três dimensões: o confronto entre autonomia e engajamento; o mercado e as fortunas artísticas; o individualismo do artista e o problema da anomia.</p> Guilherme Simões Gomes Júnior Copyright (c) 2023 Guilherme Simões Gomes Júnior https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/mod/article/view/8671115 Tue, 31 Jan 2023 00:00:00 +0000 Experiência Informe - Um Elo Revisitado Entre o Moderno e o Pós-moderno nas Artes Visuais https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/mod/article/view/8671163 <p>A partir da experiência do choque formulada por Walter Benjamin enquanto estrutura síntese da sensibilidade europeia moderna, inscrita nas transformações contextuais do período e em seus modos de representação, procura-se examinar como este contato específico com a realidade vincula-se, mais tarde, a afetos observados na segunda metade do século XX pela experiência aporética e ambígua aqui identificada como “informe”. Para isso percorre-se, além do choque benjaminiano, o pensamento sobre o realismo traumático de Hal Foster, bem como as noções de <em>informe </em>bataileana e dessubjetivação foucaultiana como modos de perturbação de uma subjetividade organizada, à época, principalmente pela fenomenologia. Pensar o possível elo entre obras produzidas no final do século XIX, por um lado, e em meados da década de 1960, por outro, visa, além de contribuir com sua investigação morfogenética, articular seu reposicionamento em relação à exaltação ou supressão da experiência que promovem.</p> Mariany Silva Gomes de Araujo Copyright (c) 2023 Mariany Silva Gomes de Araujo https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/mod/article/view/8671163 Wed, 01 Feb 2023 00:00:00 +0000