Da autoria: história, atualidade e perspectivas

2022-05-23

A noção de “autoria/autoria literária” foi definida, ao longo do século XVIII, por meio de intensos debates acerca de (novos) conceitos estéticos e jurídicos, bem como de      práticas literárias, editoriais e institucionais então emergentes. Nos séculos XIX e XX, enquanto ocupava a arena das discussões artísticas e intelectuais, e adquiria relevo em questões legais tanto no âmbito nacional, quanto internacional, essa noção se modificou. Ganhou novos contornos com o surgimento dos meios e suportes modernos que impulsionaram a produção da literatura em larga escala e puseram em crise ideias e consensos em torno da representação estética. Semovente desde seu assentamento, a noção de “autoria” continua a passar por profundas transformações e merece ser rediscutida tal como se apresenta em nossa contemporaneidade. As percepções críticas e teóricas dos últimos cinquenta anos sobre as categorias de “autor” e de “autoria”, somadas agora ao dinamismo dos meios digitais, convidam a repensar noções já cristalizadas e, em grande medida, naturalizadas.

O dossiê “Da autoria: história, atualidade e perspectivas” tem como objetivo promover e atualizar o debate amplo acerca do tema, reunindo artigos de autores de várias áreas do conhecimento e orientações metodológicas.

Entre os possíveis tópicos de discussão, indicam-se:

Debates crítico-teóricos sobre a questão da autoria

História do conceito de autoria

Questões éticas e jurídicas relativas à autoria

Práticas editoriais, jornalísticas, literárias e institucionais relacionadas à autoria

Abordagens estilísticas e intertextuais associadas à autoria

Autoria e enunciação

Autoria: oralidade e performance

Autoria e suportes (manuscrito, impresso, digital)

Novas modalidades da autoria

Autoria e identidades

 

Organizadores:

Orna Levin (Unicamp), Lucia Granja (Unicamp), Helio Seixas Guimarães (USP)

 

Data Limite para submissão de trabalhos 15/12/2022