Banner Portal
A condição histórico-social da mulher na perspectiva socialista: um estudo das trajetórias de Rosa Luxemburgo e Alexandra Kollontai
PDF

Palavras-chave

Mulheres socialistas. Rosa Luxemburgo. Alexandra Kollontai.

Como Citar

BONFIM, Cláudia Ramos de Souza. A condição histórico-social da mulher na perspectiva socialista: um estudo das trajetórias de Rosa Luxemburgo e Alexandra Kollontai. Filosofia e Educação, Campinas, SP, v. 5, n. 2, p. 285–301, 2013. DOI: 10.20396/rfe.v5i2.8635405. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rfe/article/view/8635405. Acesso em: 21 jul. 2024.

Resumo

Este estudo é qualitativo-histórico-bibliográfico, pauta-se nos referenciais da análise crítico-dialética. Objetiva-se apontar as contribuições das socialistas Alexandra Kollontai e Rosa Luxemburgo para se pensar a condição da mulher na sociedade. A fundamentação téorica constitui-se especialmente ao redor do resgate historiográfico da produção matricial de Kollontai e Luxemburgo. Indaga-se: “historicamente, qual foi a contribuição das produções das mulheres socialistas, especialmente Kollontai e Luxemburgo e o que essas concepções e reflexões oferecem para a análise, a crítica e a busca da superação da condição das mulheres na sociedade de classes?” Pressupõe-se que a teoria marxista e mais especificamente o pensamento de Kollontai  e  Luxemburgo nos ofereceram argumentos fundamentais para se pensar a condição da mulher na sociedade, a dominação do trabalho, a divisão sexual do trabalho e a exploração sexual, que é consequência desse embate.

https://doi.org/10.20396/rfe.v5i2.8635405
PDF

O periódico Filosofia e Educaçãoutiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.