Percepção dos consumidores em relação à segurança alimentar de carne bovina no município de Jataí - GO

Autores

  • Tereza Abujamra Universidade Estadual de Goiás
  • Alvaro da Silva Franco Junior Universidade Estadual de Goiás
  • Nubia Francisca de Oliveira Prado Universidade Estadual de Goiás
  • Francisco Javier Ramirez Fernandez Escola Politécnicas da Universidade de São Paulo
  • Karina Ramirez Starikoff Universidade Federal da Fronteira Sul http://orcid.org/0000-0001-8378-9972

DOI:

https://doi.org/10.20396/san.v24i1.8648081

Palavras-chave:

Cárneos. Qualidade. Questionário.

Resumo

O objetivo desta pesquisa foi identificar os hábitos de consumo, preocupação quanto à segurança alimentar e percepção do risco alimentar nos hábitos de consumo da carne bovina em consumidores do município de Jataí, - GO. Foram entrevistadas 100 pessoas, sendo a maioria de mulheres (68%), com escolaridade entre fundamental completo e ensino médio completo (76%), e renda familiar de 1 a 2 salários mínimos (56%). A carne bovina é consumida por 98% dos entrevistados sendo que 73% possuem o hábito de consumir carne bovina nas refeições mais de quatro vezes durante a semana. A aparência foi o atributo mais relevante para a compra da carne bovina, assim como a higiene do funcionário e do local. Os entrevistados também relataram uma preocupação extrema com relação à carne bovina quanto ao controle higiênico do armazenamento e comercialização, presença de bactérias que fazem mal à saúde, resíduos de drogas veterinárias e doenças transmitidas pelo animal. O estudo da percepção dos consumidores em relação aos atributos e os riscos associados ao consumo de carne bovina torna-se uma opção estratégica no fomento de programas voltados à promoção da saúde pública e também ao desenvolvimento de outros estudos sobre o assunto no Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tereza Abujamra, Universidade Estadual de Goiás

Graduada e Mestre pela FMVZ/USP.

Alvaro da Silva Franco Junior, Universidade Estadual de Goiás

Nubia Francisca de Oliveira Prado, Universidade Estadual de Goiás

Possui graduação em Tecnologia em Alimentos pela Universidade Estadual de Goiás.

Francisco Javier Ramirez Fernandez, Escola Politécnicas da Universidade de São Paulo

Professor Senior da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, Engenheiro civil em eletricidade em pela UTE, Chile, Mestre, Doutor e Livre Docente em Microeletrônica pela Universidade de São Paulo.

Karina Ramirez Starikoff, Universidade Federal da Fronteira Sul

Graduada em Medicina Veterinária pela Universidade de São Paulo, mestre e doutora em Ciências pela Universidade de São Paulo, na área de Epidemiologia Experimental Aplicada às Zoonoses. Professora Adjunta da Universidade Federal da Fronteira Sul - Campus Realeza.

Referências

Diniz WJS, Almeida RB, Lima CN, Oliveira RR, Quirino WA. Perfil do consumidor e sua percepção sobre os aspectos higiênicos da comercialização de carnes em feiras livres. Acta Veterinaria Brasilica. v.6, n.3, p.223-229, 2012.

Pinto PSA. Inspeção e higiene de carnes. 2.ed. Viçosa, MG : Ed. UFV, 2014. 389p.

Spers EE, Zylbersztajn D, Lazzarini SG. Percepção do consumidor sobre os mecanismos de qualidade e segurança dos alimentos. Revista de Administração da UNIMEP, v.1, n.1, p.58-80, set/dez 2003.

Germano PML, Germano MIS. Higiene e Vigilância Sanitária de Alimentos. 4ed. São Paulo: Manole, 2011. 1044p

Souki GQ, Salazar GT, Antonialli LM, Pereira CA. Atributos que afetam a decisão de compra dos consumidores de carne bovina. Revista de Administração da UFLA, v.5, n.2, p.36-51, jul/dez 2003.

Brandão FS. Tendências para o consumo de carne bovina no Brasil. 2013. 101f. Tese (Programa de Pós-Graduação em Agronegócio) – Centro de Estudos e Pesquisas em Agronegócios – CEPAN, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre/RS.

Bánkuti FI. Entraves e incentivos ao abate clandestino de bovinos no Brasil. Grupo de Estudos e Pesquisas Agroindustriais. Universidade Federal de São Carlos. Departamento de Engenharia de Produção. 2002. Disponível em: http://www.gepai.dep.ufscar.br/viewpub.php?id=57. Acesso em 20 de maio de 2015.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2015. POF (Pesquisa de Orçamentos familiares). Disponível em: http://www.ibge.gov.br. Acesso em: 12 de maio de 2015.

Marins BR, Tancredi RCP, Gemal AL. Segurança alimentar no contexto da vigilância sanitária: reflexões e práticas. Rio de Janeiro: EPSJV, 2014. 287p.

Novaes AL. Comportamento do consumo de carne bovina e hortaliças no Brasil: perfil dos consumidores. 2006. 200f. Dissertação (Mestrado em Economia e Administração) – Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, Campo Grande.

Schlindwein MM, Kassouf AL. Análise da influência de alguns fatores socioeconômicos e demográficos no consumo domiciliar de carnes no Brasil. RER, Rio de Janeiro, v. 44, n.3, p.549-572, jul/set 2006.

Brisola MV, Castro AMG. Preferências do consumidor de carne bovina do Distrito Federal pelo ponto de compra e pelo produto adquirido. Caderno de Pesquisas em Administração, São Paulo, v.12, n.1, p81-99, jan/mar 2005.

Carvalho RR, Miranda ZB, Fonseca AB, Mesquita EFM. Segurança alimentar: percepção e informações sanitárias do consumo de carnes no Estado do Rio de Janeiro, Brasil. Revista Brasileira de Medicina Veterinária, Rio de Janeiro, v.35(1), p.55-62, jan/mar 2013.

FONSECA MCP Opinião dos consumidores sobre os riscos alimentares à saúde: o caso da carne bovina. 2004. 250f. Tese (Doutorado em Alimento e Nutrição) – Faculdade de Engenharia de Alimentos, Universidade Estadual de Campinas, Campinas.

Downloads

Publicado

2017-06-29

Como Citar

1.
Abujamra T, Franco Junior A da S, Prado NF de O, Ramirez Fernandez FJ, Starikoff KR. Percepção dos consumidores em relação à segurança alimentar de carne bovina no município de Jataí - GO. Segur. Aliment. Nutr. [Internet]. 29º de junho de 2017 [citado 25º de outubro de 2021];24(1):9-16. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/san/article/view/8648081

Edição

Seção

Artigo de Ciência e Tecnologia dos Alimentos