Sistematização participativa de cursos de capacitação em solos para professores da educação básica

Autores

  • Fernanda Oliveira Cirino Universidade Federal de Viçosa, UFV
  • Cristine Carole Muggler Universidade Federal de Viçosa, UFV
  • Irene Maria Cardoso Universidade Federal de Viçosa, UFV

DOI:

https://doi.org/10.20396/td.v11i1.8637307

Palavras-chave:

Educação em solos. Educação básica. Formação de professores.

Resumo

O Programa de Educação em Solos e Meio Ambiente, do Departamento de Solos da Universidade Federal de Viçosa oferece, desde 2004, cursos anuais de capacitação em solos para professores da Educação Básica. Após três anos consecutivos, já era possível observar os impactos da abordagem em algumas escolas de Viçosa-MG. Para analisar e refletir criticamente a influência dos cursos na prática pedagógica dos participantes desenvolveu-se pesquisa em processo de sistematização participativa, durante encontros presenciais com os participantes dos cursos de 2004, 2005 e 2006. Os resultados são apresentados neste artigo e mostram que tantoos conteúdos como os métodos desenvolvidos nos três cursos foram efetivamente apropriados pelos educadores, que valorizaram e ressignificaram o conteúdo de solos. Isso lhes deu mais segurança em sua abordagem, enriquecendo as aulas e diversificando-as com o uso de diferentes abordagens metodológicas, possibilitando inclusive a superação do livro didático como único apoio conceitual e metodológico às suas aulas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernanda Oliveira Cirino, Universidade Federal de Viçosa, UFV

Geógrafa (Licenciatura Plena e Bacharelado) pela Universidade Federal de Viçosa (2006). É mestra em Solos e Nutrição de Plantas, com ênfase em Educação em Solos e Meio Ambiente (2008). Atuou como bolsista de extensão e pesquisadora no Museu de Ciências da Terra Alexis Dorofeef da Universidade Federal de Viçosa, e juntamente com o programa de ações educativas do museu desenvolveu projetos de Educação Ambiental em escolas da rede pública e particular de Viçosa (MG).

Cristine Carole Muggler, Universidade Federal de Viçosa, UFV

Professora Associada em Dedicação Exclusiva do Departamento de Solos da Universidade Federal de Viçosa, desde 1983. Graduada em Engenharia Geológica pela UFOP (1982), Mestre em Ciência do Solo pela UFLA (1989), e PhD em Ciências Ambientais pela Wageningen Agricultural University, Holanda (1998), com pós doutorado realizado junto ao World Soil Museum (2011). É curadora do Museu de Ciências da Terra Alexis Dorofeef e coordenadora do Programa de Educação em Solos e Meio Ambiente (PES, programa de ações educativas do Museu), que conta com 20 bolsistas e estagiários. Foi coordenadora do curso de Geografia no período de 2001 a 2003 e coordenadora do Programa Residência Agrária- UFV em 2006. Foi pesquisadora visitante do World Soil Museum, Holanda, durante o ano de 2011. Atualmente é diretora da Divisão 4, Solos, Ambiente e Sociedade e coordenadora da Comissão de Educação em Solos e Percepção Pública do Solo da Sociedade Brasileira de Ciência do Solo. 

Irene Maria Cardoso, Universidade Federal de Viçosa, UFV

Graduação em Agronomia (1984) e mestrado em Solos e Nutrição de Plantas (1992) pela Universidade Federal de Viçosa e doutorado em Ciencias Ambientais - Wageningen University - Holanda (2002). Atualmente é professora associada da Universidade Federal de Viçosa. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Cências dos Solos, atuando principalmente nos seguintes temas: agricultura familiar, agroecologia, sistemas agroflorestais e meio ambiente. Presidente da Associação Brasileira de Agroecologia gestão 2013-2015.

Referências

ALMEIDA, J.A. 1989. Pesquisa em extensão rural: um manual de metodologia. Brasília: MEC/ABEAS. 182p.

CIRINO, F.O. 2008. Sistematização participativa de cursos de capacitação em solos para professores da educação básica. Viçosa: Departamento de Solos. Universidade Federal de Viçosa. 78p. (Dissert. Mestrado).

COSTA FALCÃO, C.L. 2007. O estudo do solo sob a ótica dos livros didáticos de geografia: o seu entendimento integrado na paisagem. Univ. Regional do Cariri-URCA, Cadernos de Cultura e Ciência (2):3-9.

FALCONI, S. 2004. A produção de material didático para o ensino de solos. Rio Claro, Univ. Est. Paulista – Inst. Geoc. Ciências Exatas. (Dissert. Mestr. Geografia).

FREIRE, P. 2003. Professora sim tia não. Cartas a quem ousa ensinar. São Paulo: Olho d`Água. 127p.

GEILFUS, F. 2000. 80 Herramientas para el Desarrollo Participativo: Diagnóstico, Planificación, Monitoreo, Evaluación. San Salvador: GTZ/II Instituto Interamericano de Cooperación para la Agricultura. 208p.

HOLLIDAY, O.J. 2006. Para Sistematizar Experiências. 2. ed. Brasília: Minist. Meio Ambiente. 128p.

LIMA, K.E.C., VASCONCELOS, S.D. 2008. O professor de Ciência das escolas municipais de Recife e suas perspectivas de educação permanente. Campinas: Ciência & Educação, 14(2):347-364.

MUGGLER, C.C., SOBRINHO, F.A.P., MACHADO, V.A. 2006. Educação em solos: princípios, teoria e métodos. Rev. Bras. Ciência do Solo. 30:733-740.

Downloads

Publicado

2015-06-22

Como Citar

CIRINO, F. O.; MUGGLER, C. C.; CARDOSO, I. M. Sistematização participativa de cursos de capacitação em solos para professores da educação básica. Terrae Didatica, Campinas, SP, v. 11, n. 1, p. 21–32, 2015. DOI: 10.20396/td.v11i1.8637307. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/td/article/view/8637307. Acesso em: 18 abr. 2021.

Edição

Seção

Artigos