O tempo em geociências e o pulsar da terra - reflexões sobre a região dos Campos Gerais do Paraná

  • Mário Sérgio de Melo Universidade Estadual de Ponta Grossa
Palavras-chave: Tempo em geociências. Campos Gerais do Paraná. Furnas. Aquífero Furnas.

Resumo

A escala de tempo dos fenômenos geológicos e geomorfológicos escapa da compreensão dos não especialistas. Entretanto, tal compreensão vem se tornando essencial para a gestão dos recursos naturais, enfrentamento de situações de risco e avaliação das interações entre ciclos naturais e artificiais. Este texto procura estimular a reflexão sobre discussões em curso na região dos Campos Gerais do Paraná que demandam o entendimento do papel do tempo em Geociências: a idade da formação dos abrigos naturais e sítios arqueológicos, o risco de indução de formação de novas furnas e o risco de contaminação do manancial de águas subterrâneas do Aquífero Furnas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mário Sérgio de Melo, Universidade Estadual de Ponta Grossa

Depto. de Geociências, Universidade Estadual de Ponta Grossa, Ponta Grossa, PR.

Referências

Anguita F. 2002. Adiós a la astenosfera. Enseñanza de las Ciencias de la Tierra, 10(2):134-143.

Cabral J.J.S.P., Santos S.M., Pontes Filho I.D.S. 2006. Bombeamento intensivo de água subterrânea e riscos de subsidência do solo. Revista Brasileira de Recursos Hídricos, 11(3):147-157.

Condie K.C. 1997. Plate tectonics and crustal evolution. Oxford, Boston: Butterworth-Heinemann. 282p.

Lavina E.L. 2010. Alfred Wegener e a revolução Copernicana da geologia. Rev. Bras. Geoc., 40(2):286-299.

Maack R. 1956.Fenômenos carstiformes de natureza climática e estrutural de arenitos do Estado do Paraná. Curitiba: Arquivos de Biologia e Tecnologia, 11:151–162.

Matallo Júnior H. 2001. Indicadores de desertificação: histórico e perspectivas. Brasília: UNESCO. 80p. (Edições UNESCO Brasil).

Melo M.S. 2009. Aquífero Furnas: urgência na proteção de mananciais subterrâneos em Ponta Grossa, PR. In: Seminário Internacional “Experiências de Agendas 21 - Desafios do Nosso Tempo”. Anais, Curitiba. 11p. (ISSN: 2177-0379). URL: http://www.eventos.uepg.br/seminariointernacional/agenda21parana/trabalho_cientifico/Trabalho-Cientifico006.pdf). Acesso: 07/11/2011.

Melo M.S. 2006. Formas rochosas do Parque Estadual de Vila Velha. Ponta Grossa: Editora UEPG. 145p.

Melo M.S., Giannini P.C.F. 2007. Sandstone dissolu Sandstone dissolution landforms in the Furnas Formation, southern Brazil. Earth Surface Processes and Landforms, 32:2149-2164.

Melo M.S., Moro R.S., Guimarães G.B. 2007. Os Campos Gerais do Paraná. In: Melo M.S., Moro R.S., Guimarães G.B. (Orgs.). Patrimônio natural dos Campos Gerais do Paraná. Ponta Grossa: Editora da UEPG. p.17-21.

Melo M.S., Guimarães G.B., Pontes H.S., Massuqueto L.L., Pigurim I., Bagatim H.Q., Giannini P.C.F. 2011. Carste em rochas não-carbonáticas: o exemplo dos arenitos da Formação Furnas, Campos Gerais do Paraná/Brasil e as implicações para a região. Campinas, SBE, Espeleo-Tema, 22:81-97.

Melo M.S., Lopes M.C., Boska M.A. 2009. Furna do Buraco do Padre, Formação Furnas, PR. Feições de erosão subterrânea em arenitos devonianos da Bacia do Paraná. In: Winge M., Schobbenhaus C., Souza C.R.G., Fernandes A.C.S., Berbert-Born M., Queiroz E.T., Campos D.A. orgs. 2009. Sítios Geológicos e Paleontológicos do Brasil. v. II. Brasília: CPRM - Serviço Geológico do Brasil. v. II, p. 46-56.

Pontes H.S., Rocha H.L., Massuqueto L.L., Melo M.S., Guimarães G.B., Lopes M.C. 2010. Mudanças recentes na circulação subterrânea do rio Quebra-Pedra (furna do Buraco do Padre, Ponta Grossa, Paraná). Campinas, SBE, Espeleo-Tema: Campinas, SBE, 21(1):7-16.

Prandini F.L., Ponçano, W.L., Dantas, A.M.A., Jacinto M.C. 1987. Cajamar - carst e urbanização: A experiência internacional (síntese bibliográfica). In: CBGE, 5, 1987, São Paulo. Anais... São Paulo: ABGE. v.2, p. 431-442.

Salgado-Laboriau M.L. 1994. História ecológica da Terra. São Paulo: Ed. Blucher. 307p.

Suguio K, Angulo R.J., Carvalho A.M., Corrêa I.C.S, Tomazelli L.J., Willwock J.A., Vital H. 2005. Paleoníveis do mar e paleolinhas de costa. In: Souza C.R.G., Suguio K., Oliveira A.M.S., Oliveira P.E. orgs. 2005. Quaternário do Brasil. Ribeirão Preto: Holos. p.114-129.

Takeuchi H., Uyeda S., Kanamori H. 1974. A Terra, um planeta em debate. São Paulo: Edart-EDUSP. 191p.

Publicado
2015-06-26
Como Citar
Melo, M. S. de. (2015). O tempo em geociências e o pulsar da terra - reflexões sobre a região dos Campos Gerais do Paraná. Terrae Didatica, 8(2), 94-101. https://doi.org/10.20396/td.v8i2.8637418
Seção
Artigos