Georientação: uma proposta de disciplina esportiva e de introdução ao mapeamento geológico

Autores

  • Alexis Rosa Nummer Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
  • Luziane Barbosa de Souza Bendigo Mining Limited
  • Marcelo Pereira Marujo Comando da Marinha
  • Soraya Almeida Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.
  • Francisco José da Silva Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.
  • Rafael Sá dos Reis Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

DOI:

https://doi.org/10.20396/td.v7i2.8637432

Palavras-chave:

Georientação. Ensino de geociências. Orientação. Mapeamento geológico. Cartografia geológica.

Resumo

A Georientação é uma nova proposta de disciplina acadêmica e esportiva para Cursos de Graduação em Geologia, na qual o aluno executa uma atividade prática de aprendizado classificada como um ensino interativo geoambiental e esportivo. A Georientação tem sua origem no esporte de Orientação que permite ao praticante visitar pontos marcados no terreno, que são denominados de “Pontos de controle”, com o auxílio apenas de um mapa e uma “bússola de georientação”. Esta atividade utiliza a determinação e localização da ocorrência de afloramentos com litologias e/ou estruturas de fácil visualização que deverão ser plotados em mapas de orientação, ao longo de percurso previamente estabelecido e com tempo avaliado. A aplicação desta atividade proporciona um melhor desempenho em mapeamento geológico; ajuda no desenvolvimento do senso de orientação e raciocínio geológico do aluno, e permite ao mesmo, aprender técnicas para se locomover com segurança em locais desconhecidos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alexis Rosa Nummer, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Depto. de Geociências, Instituto de Agronomia da Univ. Federal Rural do Rio de Janeiro.

Luziane Barbosa de Souza, Bendigo Mining Limited

Geóloga de exploração da Bendigo Mining Limited, Austrália

Marcelo Pereira Marujo, Comando da Marinha

Professor universitário. Comando da Marinha, Rio de Janeiro

Soraya Almeida, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Depto. de Geociências, Instituto de Agronomia da Univ. Federal Rural do Rio de Janeiro.

Francisco José da Silva, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Depto. de Geociências, Instituto de Agronomia da Univ. Federal Rural do Rio de Janeiro.

Rafael Sá dos Reis, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Bolsista de Iniciação Científica do Depto. de Geociências, Instituto de Agronomia da Univ. Federal Rural do Rio de Janeiro.

Referências

Baltazar, J. 1998. Documento de apoio para a formação de professores. URL: http://www.fpo.pt/manuais/Doc_apoio_profs.doc. Acesso 16/out/2009.

Carvalho, A.M. 1985. Corrida de Orientação - Desporto e Aventura na Natureza. Revista Horizonte, 1 (5), Jan/Fev 1985, pp. 152-155.

Confederação Brasileira de Orientação. 1999. CBO: URL: http://www.cbo.org.br. Acesso: 12/jun/2010.

Friedman, R.M.P. 2003. Fundamentos de Orientação, Cartografia e Navegação Terrestre. 1 ed. Curitiba, Pro Books, 365 p.

Hasselstrand, G. 1987. Learning orienteering step by step. IOF, Sollentuna, Sweden. 157p.

Lopes, O.R. 2005. Teoria e Prática em Geologia: Revisitando o papel dos trabalhos de campo, Rio de Janeiro: DEGEOC/UFRuralRJ. 56p. (Monogr. Trab. Graduação).

Lourtie, A. 1967. La Course d’Orientation: Sport Populaire. Rev. Educ. Phys. 7(4), Dez 1967. URL: http://www.fpo.pt/manuais/doc_apoio_form_pratic/Doc_apoio_form_pratic.html. Acesso: 16/out/2009.

Mendonça, C. 1987a. Orientação Desporto na Natureza. Coleção Desporto e Sociedade, no1, DGD, Lisboa, 1987a.URL: https://woc.uc.pt/fcdef/class/geralsummary.do?idclass=387&idyear=5. Acesso: 16/out/2009.

Mendonça, C. 1987b. Corrida e Orientação na Escola. Revista Horizonte, 3(17):154-159.

Norman B., Yongstron, A. 1991. Orienteering technique from start to finish. Swedish Orienteering Federation, Sweden, 1991. URL: https://woc.uc.pt/fcdef/class/getbibliography.do?idyear=5&idclass=387. Acesso: 16/0ut/2009

Palmer P., Martland J. 1989. The Coaching Collection. British Orienteering Federation,

Derbyshire, GB, 1a edição 1989. 200 p.

Porter, S.C.1987. Physical Geology, John Wiley and Sons, Inc.; New York: 750 p.

Renfrew, T., McNeill, C., Palmer, P. 1993. Orienteering for the Young - Guidelines International

Orienteering Federation, Sweden: 1993.

Soares, P.C. 2004. O papel do professor e do aluno no projeto pedagógico. Curso de Pós- Graduação em Geologia da UFPR – Depto Geologia. 2004. Arquivo em .doc extraído da página URL: ww.geologia.ufpr.br/posgraduacao/pgtextos. Acesso: 5/jun/2008.

Souza, L.B., Nummer, A.R., Marujo, M.P. 2006. Georientação Anais XXXLVIII Congresso Brasileiro de Geologia, Aracajú. Núcleo Bahia-Sergipe V. 1, p.35.

Teixeira, W., Toledo, M.C.M., Fairchild, T.R., Taioli, F. 2009. Decifrando a Terra. 2ª ed. 3ª reimpr. São Paulo: Cia. Ed. Nacional. Cap. 4, p. 63-82.

Thibon, J.P. 1983. L’Orientation EPS, 181, Mai/Jun 1983, p. 60-63. URL: http://inema.com.br/mat/idmat027258.htm. Acesso: 16/out/2009

Downloads

Publicado

2015-06-29

Como Citar

NUMMER, A. R.; SOUZA, L. B. de; MARUJO, M. P.; ALMEIDA, S.; SILVA, F. J. da; REIS, R. S. dos. Georientação: uma proposta de disciplina esportiva e de introdução ao mapeamento geológico. Terrae Didatica, Campinas, SP, v. 7, n. 2, p. 93–103, 2015. DOI: 10.20396/td.v7i2.8637432. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/td/article/view/8637432. Acesso em: 16 jan. 2022.

Edição

Seção

Artigos