Ilustrar ou induzir? eis a questão...Os trabalhos de campo e seus papéis didáticos

esa es la cuestión...El trabajo de campo y sus roles didácticos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/td.v15i0.8657610

Palavras-chave:

Trabalhos de campo, Papéis didáticos, Técnicos de mineração , Geologia Geral

Resumo

Trabalhos de Campo (TC) são atividades imprescindíveis à formação intelectual, profissional e técnica dos estudantes de Geociências. Um objetivo didático dos TC é o exercício do raciocínio geológico típico no desenvolvimento de habilidades de observação e interpretação. Pesquisaram-se os papéis didáticos dos TC realizados por alunos do curso técnico em mineração integrado ao ensino médio no Estado do Espírito Santo, comparando-se um TC com papel didático ilustrativo, com outro TC cujo papel é indutivo. Um questionário teve a finalidade de investigar se: (1) os objetivos pretendidos pelos TC são alcançados? (2) os estudantes percebem os papéis didáticos? Os resultados mostraram que a maioria dos participantes compreendeu os objetivos e, tanto nos TC ilustrativos como nos indutivos os participantes consideram predominar o método de ensino centrado no aluno. As respostas sobre lógica predominante no processo indicaram certo equilíbrio entre a lógica do aprendiz e lógica da ciência e do aprendiz.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Wagner da Silva Andrade, Universidade Estadual de Campinas

Doutor em Ciências pelo programa de Pós-Graduação em Ensino e História das Ciências da Terra do Instituto de Geociências da Universidade Estadual de Campinas.

Celso Dal Ré Carneiro, Instituto de Geociências da Universidade Estadual de Campinas

Celso Dal Ré Carneiro é geólogo (1972), mestre (1977) e doutor (1984) pelo Instituto de Geociências USP e Livre Docente nas áreas de Ciências da Terra e Comunicação em Geociências pelo Instituto de Geociências da Unicamp (2010). Recebeu as seguintes distinções: Membro Associado da Academia Brasileira de Ciências (1995); prêmio Martelo de Prata (1982) e Medalha de Ouro Henry Gorceix (2008) da Sociedade Brasileira de Geologia; Membro Honorário do Fórum Nacional de Cursos de Geologia (2012); Diploma de Reconhecimento pela Sociedade Brasileira de Geologia (2012), por ter sido Editor-Chefe da Revista Brasileira de Geociências, entre julho 1983 e julho 1989; Prêmio de Reconhecimento Acadêmico Zeferino Vaz por atividades de Docência, Pesquisa e Extensão (2012); Prêmio de Reconhecimento Docente pela Dedicação ao Ensino de Graduação (2013), ambos concedidos pela Reitoria da Unicamp. Foi professor do Instituto de Geociências USP e pesquisador do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), tendo sido Coordenador da Divisão de Geologia e Recursos Minerais do IPT (1989-1992). De 1986 até 2010 exerceu as funções de Professor Doutor do Instituto de Geociências da Unicamp, tendo assumido em abril de 2010 as funções de Professor Associado e, a partir de 2014, Professor Associado II. É Editor-Chefe, desde 2005, da Revista Terræ Didatica. Ministrou cursos de Ciência do Sistema Terra, Geologia Introdutória, Geologia Estrutural e Desenho Geológico, tendo sido coordenador (1998-2003) do Curso de Graduação em Ciências da Terra (Geologia e Geografia) do Instituto de Geociências da Unicamp. Foi coordenador (2013-2017) do Programa de Pós-Graduação em Ensino e História de Ciências da Terra do Instituto de Geociências da Unicamp. Aposentou-se em abril de 2017; continua a atuar como professor colaborador do IG-Unicamp. Orienta doutorandos e mestrandos e ministra disciplinas de pós-graduação nas áreas de Geologia, Metodologia de Ensino e Comunicação em Geociências.

Referências

Andrade, W. S.; Graminha, C. A.; Aquino, T. D. V. S.; Cerri, C. A. D.; & Carneiro, C. D. R. (2016). Avaliação quantitativa de um trabalho de campo na disciplina Ciência do Sistema Terra I. In: Congresso Brasileiro de Geologia, 48, 2016, Porto Alegre, RS. Anais...São Paulo, SP: Soc. Bras. Geol. p. 1924. (ST24 “Educação e Ensino de Geociências”). URL: http://cbg2017anais.siteoficial.ws/. Acesso 07.03.2018.

Carneiro, C. D. R., Cunha, C. A. L. S.; & Campanha, G. A. C. (1993). A teoria e a prática em geologia e o eterno retorno. Rev. Bras. Geoc., 23(4), 339-346. URL: http://www.ppegeo.igc.usp.br/index.php/rbg/article/view/11661/11122. Acesso 13.08.2019.

Carneiro, C. D. R. (2015). Cursos de graduação em Geologia sem aulas de campo são inviáveis. In: Simpósio Nacional de Ensino e História de Ciências da Terra, 6, Simpósio de Geologia do Sudeste, 14, Campos do Jordão, 26-29.10.2015. Anais... Campos do Jordão, SBGeo. p.654-658. URL: www.sp.sbgeo.org.br/SBG-SP/Eventos_files/ANAIS-GEOSUDESTE-2015-completo.pdf. Acesso 08.08.2017.

Carneiro, C. D. R.; Gonçalves, P. W.; Cunha, C. A. L. S.; & Negrão, O. B. M. (2008). Docência e trabalhos de campo nas disciplinas Ciência do Sistema Terra I e II da Unicamp. Rev. Bras. Geoc., 38(1), 130-142. doi: 10.25249/0375-7536.2008381130142. Acesso 14.11.2018.

Compiani, M. & Carneiro, C. D. R. (1993). Os papéis didáticos das excursões geológicas. Rev. de la Enseñanza de las Ciencias de la Tierra, 1(2), 90-98. URL: http://www.raco.cat/index.php/ECT/article/view/88098/140821. Acesso 13.08.2019.

Compiani, M. & Carneiro, C. D. R. (1996). The didactic roles played by geologic excursions. In: Stow, D.A.V.; McCall, G.J.H. eds. (1996). Geoscience education and training. In schools and universities, for industry and public awareness. Rotterdam: Balkema. p. 232-240. (Joint Special publ. COGEOED and AGID, AGID Special Publ. Series, n. 19).

Fantinel, L. M. (2000). Práticas de campo em Geologia Introdutória: papel das atividades de campo no ensino de fundamentos de Geologia do curso de Geografia, UFMG. Dissertação de Mestrado, Campinas, IG-Unicamp. (Área de Educação Aplicada às Geociências). Acesso à dissertação: http://repositorio.unicamp.br/jspui/bitstream/REPOSIP/287216/1/Fantinel_LuciaMaria_M.pdf.

Fantinel, L. M. (2005). O ensino de mapeamento geológico no Centro de Geologia Eschwege, Diamantina, MG: Análise de três décadas de práticas de campo (1970-2000). Tese de Doutorado, Campinas, IG-Unicamp. Acesso à tese: http://repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/287213.

Fernandes, A. J.; Carneiro, C. D. R.; Riccomini, C.; & Campanha, G. A. C. 1981. A Introdução do aluno nas Atividades de Campo. In: Simp. Nac. sobre Ensino Geol. no Brasil, Belo Horizonte, 1981. Teses... Belo Horizonte: SBG. v. 2, p. 215-228

Justen, R. (2010). Trabalhos de Campo na disciplina de Geografia: um olhar sobre a educação básica em Ponta Grossa/PR. Dissertação de Mestrado, Campinas, IG-Unicamp. Acesso à dissertação: http://repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/287232.

Munhoz, E. (2013). As práticas de campo como metodologia de ensino em Geociências e Educação Ambiental e a mediação docente no município de Pinhalzinho/SP. Dissertação de Mestrado, Campinas, IG-Unicamp. Acesso à dissertação: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/287695.

Scortegagna, A.; & Negrão, O. B. M. (2005). Trabalhos de campo na disciplina de Geologia Introdutória: a saída de campo autônoma e seu papel didático. Terrae Didatica, 1(1), 36-43. Disponível em: http://ocs.ige.unicamp.br/ojs/terraedidatica/article/download/995/418. Acesso 09/10/2019.

Sheppard, P. R.; Donaldson, B. A. & Huckleberry, G. (2010). Quantitative assessment of a fieldbased course on integrative geology, ecology and cultural history. International Research in Geographical and Environmental Education Publication. Disponível em: http://www.tandfonline.com/loi/rgee20. Acesso 10/07/2016.

Downloads

Publicado

2019-11-22

Como Citar

ANDRADE, W. da S. .; CARNEIRO, C. D. R. Ilustrar ou induzir? eis a questão...Os trabalhos de campo e seus papéis didáticos: esa es la cuestión...El trabajo de campo y sus roles didácticos. Terræ Didatica, Campinas, SP, v. 15, p. e019050, 2019. DOI: 10.20396/td.v15i0.8657610. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/td/article/view/8657610. Acesso em: 29 nov. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

<< < 1 2 3 4 5 6 > >>