Da cubagem de madeira às possibilidades de discussão em sala de aula

  • Neiva Ignês Grando Universidade de Passo Fundo
  • Méricles Thadeu Moretti Universidade Federal de Santa Catarina
Palavras-chave: Etnomatemática. Práticas sociais de referência. Registros de representação semiótica. Volume.

Resumo

Este artigo tem como objetivo registrar os procedimentos utilizados em diferentes serrarias da região Norte do Estado do Rio Grande do Sul para determinar o volume de um toro1 a ser transformado em madeira beneficiada. Além disso, objetiva mostrar possibilidades de discussão em sala de aula, tomando tais procedimentos como uma das referências para a educação matemática na educação básica. Dentre essas possibilidades destacam-se a análise matemática dos procedimentos e algumas das possíveis comparações entre eles, a uniformização dos modelos matemáticos e a análise do erro relativo. Na concretização dessas possibilidades são veiculadas idéias matemáticas que caracterizam o conteúdo de sala de aula, constituindo um novo currículo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Neiva Ignês Grando, Universidade de Passo Fundo
Professora do Instituto de Ciências Exatas e Geociências e do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade de Passo Fundo/UPF.
Méricles Thadeu Moretti, Universidade Federal de Santa Catarina
Professor do Centro de Ciências Físicas e Matemáticas e do Programa de Pós-Graduação em Educação Científica e Tecnológica da Universidade Federal de Santa Catarina/UFSC.

Referências

CHEVALLARD, Yves. La transposition didactique: du savoir savant au savoir enseigné. Grenoble: La pensée sauvage, 1985.

DEVELAY, Michel. De l’apprentissage à l’enseignement: pour une épistémologie scolaire. 3. ed., Paris: ESF éditeur, 1993.

DUVAL, Raymond. Registres de représentation sémiotique et fonctionnement cognitif de la pensée. Annales de Didactique et de Sciences Cognitives, IREM de Strasbourg, n. 5, 1993, p. 37-65.

DUVAL, Raymond. Registros de representações semióticas e funcionamento cognitivo da compreensão em matemática. In: MACHADO, Silvia Dias Alcântara (Org.). Aprendizagem em matemática: registros de representação semiótica. Campinas: Papirus, 2003. p. 11-33.

GIARDINETTO, José Roberto Boettger. Cultura, escola e ensino da matemática: algumas reflexões quanto à apropriação do conhecimento escolar em face à questão cultural. In: Congresso Ibero-Americano de Educação Matemática, 5, 2005, Porto. Anais... Porto: Ed. Faculdade de Ciências da Universidade do Porto, 2005. 1 CD-ROM.

GIROTTO, Márcia Ballestro. A matemática vivenciada pelos madeireiros em comparação à ensinada em sala de aula. Disponível em : http://www. ensino.univates.br/ ~4iberoamericano/trabalhos/trabalho050.pdf. Acesso em 03/11/2006.

GRANDO, Neiva Ignês. A matemática na agricultura e na escola. 1988. Dissertação (Mestrado em Psicologia Cognitiva) - Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 1988.

GRANDO, Neiva Ignês. A matemática em diferentes contextos culturais. Boletim de Educação Matemática - SBEM/RS, n. 3, p. 8-11, ago./out. 1991.

GRANDO, Neiva Ignês. Diversidade de modelos matemáticos. Boletim de Educação Matemática - SBEM/RS, n.4, p. 26-28, nov./dez. 1991, jan./abr. 1992.

GRANDO, Neiva Ignês; MORETTI, Méricles Thadeu. Análise de modelos utilizados na agricultura na determinação de áreas. Zetetiké, Campinas, a. 3, n. 4, p. 73-93, nov. 1995.

HOUAISS, Antonio; VILLAR, Mauro de Salles. Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva, 2001.

MARTINAND, Jean-Louis. Connaître et transformer la matière: des objectifs pour l’initiaton aux sciences et tecniques. Berne: Peter Lang, 1986.

MONTEIRO, Alexandrina. A etnomatemática em cenários de escolarização: alguns elementos de reflexão. Reflexão e ação, Santa Cruz do Sul, v. 10, n. 1, p. 93-108, jan./jun. 2002.

MOSSMANN, Adriana Inês; MALDANER, Janice Maria; BLASZAK, Sidmara. Cubagem de madeira. Disponível em : http://www.projetos.unijui.edu.br/ matemática/modelagem/cubagem/index.html. Acesso em 03/11/2006.

PONTE, João Pedro Mendes da. Investigar, ensinar e aprender. Actas do ProfMat 2003 (CD-ROM), p. 25-39. Lisboa: APM.

VERGNAUD, Gérard. Multiplicative structures. In: LESH, R.; LANDAU, M. (Eds.). Acquisition of mathematics: concept and process. New York: Academic Press, 1983. p. 127-174.

VIGOTSKI, L. S. Pensamento e linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 1996.

Publicado
2009-01-31
Como Citar
Grando, N. I., & Moretti, M. T. (2009). Da cubagem de madeira às possibilidades de discussão em sala de aula. Zetetike, 14(2), 55-70. https://doi.org/10.20396/zet.v14i26.8647005
Seção
Artigo