Artigo faz reflexão sobre a relação entre Acesso Aberto e comunicação científica

Texto publicado pela química Lilian Nassi-Calò, coordenadora de comunicação científica na Bireme/Opas/OMS e colaboradora doSciELO, coloca em pauta um assunto bem delicado – “o aumento abusivo dos preços de assinaturas de periódicos científicos, principalmente nas áreas de ciência, tecnologia e medicina, deu origem ao que se tornou conhecido como a crise das publicações seriadas”.

Segundo a pesquisadora, tal “fato catalisou o desenvolvimento do movimento do acesso aberto e o surgimento de iniciativas como SciELO e PubMed Central em 1998 ePublic Library of Science em 2000, para citar apenas as pioneiras relevantes”. Lilian reforça a tese de que “decorridos 15 anos, o acesso aberto se consolida como modelo de negócios e política de publicação de resultados de pesquisa financiada com recursos públicos em todo o mundo, apoiada por mandatos de instituições, agências de fomento e tomadores de decisão”. (Fonte: SciELO em Perspectiva) [Texto na íntegra]