Banner Portal
Conteúdos ideológicos da nova direita no município de São Paulo: análise de surveys
PDF

Palavras-chave

Voto de direita. Eleições. Nova direita. Neoliberalismo. São Paulo

Como Citar

ALVES, Maria Teresa Gonzaga. Conteúdos ideológicos da nova direita no município de São Paulo: análise de surveys. Opinião Pública, Campinas, SP, v. 6, n. 2, p. 187–225, 2015. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/op/article/view/8641055. Acesso em: 15 jun. 2024.

Resumo

Este artigo apresenta algumas evidências de que os conteúdos ideológicos associados à agenda da nova direita encontram-se disseminados junto ao público da cidade de São Paulo. Esse fenômeno se inscreve na tendência mundial de renovação da direita observada nos países capitalistas avançados, desde meados dos anos 70, e no Brasil, a partir do final dos anos 80. Na cidade de São Paulo, o sucesso eleitoral da direita parece estar associado a sua capacidade de se renovar e de apresentar seus interesses particulares como se fossem demandas sociais. Esta hipótese foi testada a partir de surveys realizados em 1993 e 1995. Os resultados da primeira pesquisa indicam que os conteúdos da direita mais programática são mais associados aos estratos sociais mais ricos que, em geral, apoiam os programas neoliberais e são antiesquerda; entre os setores mais pobres há maior afeição com os temas ligados à moralidade e ao autoritarismo, mas também ao estatismo.

 

Abstract

This article shows some evidences that the ideological content of the new right agenda is spread out amongst the public of the city of São Paulo. Such a particular phenomenon is further associated with a broader disposition, that is, the renewal of the right since the mid 1970s in advanced capitalist societies, and in Brazil at large since the late 1980s. The electoral success of the right seems to be associated to its capacity to renew itself and to present its own interests as though social demands. This hypothesis was tested in surveys conducted in the city of São Paulo in 1993 and 1995. The results of the first investigation indicate that the agenda of the more programmatic right is associated with the richer sectors of the society which, in general, support the neoliberal programme whilst being also anti-leftists. Amongst the poorer sectors however, there is more sensitivity towards topics related to morality and authoritarism, as well as statism.

Key words: right wing electorate; elections; new right; neoliberalism; São Paulo.

PDF

Referências

ALVES, Maria Teresa Gonzaga. (1999) Repensando a Nova Direita: subsídios para compreensão do apoio a candidatos de direita no município de São Paulo de 1988 a 1996. São Paulo, Dissertação de Mestrado, USP, 178 pp.

ANDERSON, Perry. (1995) Balanço do neoliberalismo. In Emir Sader, Pablo Gentili (org.), Pósneoliberalismo: as políticas sociais e o Estado democrático, Rio de Janeiro: Paz e Terra, p.9-23.

BOBBIO, Norberto. (1995) Direita e Esquerda: razões e significados de uma distinção política, São Paulo: Ed. Universidade Estadual Paulista.

CUEVA, Agostín. (1989) A guinada conservadora. In CUEVA, Agostín (org.) Tempos conservadores, São Paulo: Hucitec: 19-38.

DREIFUSS, René. (1989) O jogo da direita, Petrópolis: Vozes.

FUCHS, Dieter & KLINGEMANN, Hans-Dieter.(1990) The Left-Right Schema. In JENNINGS, M. Kent, DETH, Jan W. van, BARNES, Samuel, et al., Continuities in Political Action. A Longitudinal Study of Political Orientations in Three Western Democracies, Belim e New York: Walter de Gruyter: 203-234.

GIDDENS, Anthony. (1994) Beyond Left and Right. The Future of Radical Politics, Stanford: Stanford University Press.

HABERMAS, Jüergen. (1989) Neoconservative Cultural Cristicism in the Unided States and West Germany . In The New Conservatism, Cambridge: MIT Press: 22-47.

HUNTER, Allen. (1981) Entre bastidores: ideologia y organización de la nueva derecha. Revista Mexicana de Sociologia, n.º 43: 1745-1780.

IGNAZI, Piero. (1992) The silent counter-revolution. European Journal of Political Research, n°22:3-34.

IGNAZI, Piero & YSMAL, Colette. (1992). New and old extreme right parties: the French Front National and the Italian Movimento Sociale. European Journal of Political Research, n° 22:101-121.

JACKMAN, Robert W. & VOLPERT, Karin, “Conditions Favouring Parties of the Extreme Right in Western Europe”. The British Journal of Political Science, n.º 26, 1996: 501-521.

LAMOUNIER, Bolívar & CARDOSO, Fernando Henrique. (1974) Os Partidos e as Eleições no Brasil, Rio de Janeiro: Paz e Terra.

LAMOUNIER, Bolívar. (1989) Partidos e Utopias: O Brasil no limiar dos anos 90, São Paulo: Edições Loyola.

LAMOUNIER, Bolívar & MUSCYNSKI, Judith. (1983) A vitória do (P)MDB. Textos IDESP, n.º 2, São Paulo: IDESP

LAMOUNIER, Bolívar & SOUZA, Amaury. (1991) Democracia e reforma institucional no Brasil: uma cultura política em mudança. Dados, 34(3): 311-348.

LIMA, Marcelo Oliveira Coutinho de. (1995) Volatilidade eleitoral em São Paulo (1985-1992). São Paulo, Dissertação de Mestrado, USP: 148 pp.

MAINWARING, Scott, MENEGUELLO, Rachel & POWER, Timothy (2000) Conservative Parties, Democracy and Economic Reform in Contemporary Brazil. In MIDDLEBROOK, K.(ed.) Conservative Parties, the Right and Democracy in Latin America, Johns Hopkins. 2000.

MARTINS, Leôncio. (1987) Quem é quem na Constituinte: um análise sócio-política dos partidos e deputados, São Paulo: OESP-Maltese.

MENEGUELLO, Rachel & MARTINS ALVES, Ricardo M. (1986) Tendências Eleitorais em São Paulo (1974-1985). In LAMOUNIER, Bolívar (org.), 1985: o Voto em São Paulo, coleção HistóriaEleitoral. vol. 1, São Paulo, IDESP.

MOISÉS, José Álvaro. (1990) Eleições, Participação e Cultura Política: Mudanças e Continuidade. Lua Nova, Revista de Cultura e Política, CEDEC, n.º 22: 133-187.

MOUFFE, Chantal. (1981) Democracia y nueva derecha. Revista Mexicana de Sociologia, n° 34: 1829-1846.

MUSZYNSKI, Maria Judith de Brito. (1989) Os eleitores Paulistanos em 1986: a marca do oposicionismo. SADEK, Maria Tereza (org.), História Eleitoral do Brasil - Eleições/1986, São Paulo, IDESP.

NOVAIS, Carlos Alberto Marques. (1996a) O primeiro turno da eleição para prefeito de São Paulo. Novos Estudos Cebrap nº 45: 3-20.

NOVAIS, Carlos Alberto Marques. (1996b) A geografia do voto em São Paulo. Novos Estudos Cebrap nº 46: 3-21.

OLIVEIRA, Francisco. (1995) Neoliberalismo à brasileira. In SADER, Emir e GENTILI, Pablo (org.), Pós-neoliberalismo: as políticas sociais e o Estado democrático, Rio de Janeiro: Paz e Terra: 24-

PIERUCCI, Antônio Flávio. (1987) As bases da nova direita. Novos Estudos Cebrap n.º 19: 26-45. PIERUCCI, Antônio Flávio. (1989) A Direita mora do outro lado da cidade. Revista Brasileira de Ciências Sociais, vol. 4(10): 44-65.

PIERUCCI, Antônio Flávio & LIMA, Marcelo Coutinho de. (1991) A Direita que flutua. Novos Estudos Cebrap, n.º 29: 10-27.

PIERUCCI, Antônio Flávio & LIMA, Marcelo Coutinho de. (1993) São Paulo 92, a vitória da direita. Novos Estudos Cebrap, nº35: 94-99

SADEK DE SOUZA, Maria Tereza. (1986) A trajetória de Jânio Quadros. In LAMOUNIER, Bolívar (org.), 1985: o Voto em São Paulo, coleção História Eleitoral, vol. 1, São Paulo: IDESP: 66-90.

SINGER, André. (1993) Ideologia e voto no segundo turno da eleição presidencial de 1989. São Paulo, Dissertação de Mestrado, USP, 142 p.

SINGER, André. (1998) Identificação ideológica e voto no Brasil. São Paulo, Tese de Doutorado, USP, 210 p.

SMITH, Tom W. (1992) Are Conservative Churches Growing?. Review of Religious Research, n.º 33: 303-322.

SOUZA, Maria do Carmo Campello. (1992) “The Contemporary Faces of the Brasilian Right: An Interpretation of Style and Substance”, in

CHALMERS, Douglas A., CAMPELLO DE SOUZA, Maria do Carmo and BORON, Atilio (ed.), The Right and Democracy in Latin America, New

York: Praeger, 99-127.

TAGUIEFF, Pierre-André. (1990) The new cultural racism in France. Telos, n° 83: 109-122.

TAGUIEFF, Pierre-André. (1993-1994) From Race to Culture: The New Right’s View of Europen Identity. Telos, n° 98-99(volume duplo): 99-125.

A Opinião Pública utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.