Notas sobre a participação não-eleitoral no Nordeste

Autores

  • Evelina Antunes F. Oliveira Universidade Federal de Alagoas

Palavras-chave:

Estudo Eleitoral Brasileiro. Participação. Comportamento associativo. Nordeste

Resumo

A autora enfoca o apoio ao sistema democrático através do grau de participação política não-eleitoral. Especificamente estuda as características da participação na região Nordeste do Brasil. O artigo utiliza os dados do ESEB 2002.

Abstract

The author focus on the support to democratic system by analysing the level of non-electoral political participation. Specifically she studies the characteristics of participation in the Brazilian Northeast Region. The data come from the 2002 Brazilian Electoral Study.

Keywords: Brazilian Electoral Study; participation; associative behavior; Northeast

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Evelina Antunes F. Oliveira, Universidade Federal de Alagoas

Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Minas Gerais (1980) e mestrado em Ciência Política pela Universidade Federal de Pernambuco (1994). Atualmente é pesquisadora - Núcleo de Memória das Ciências Sociais em Alagoas e professora adjunto 3 do Instituto de Ciências Sociais da Universidade Federal de Alagoas. Tem experiência na área de Sociologia e Ciência Política, com ênfase em Desenvolvimento Regional e Ensino de Sociologia, atuando principalmente nos seguintes temas: nordeste, história política, desenvolvimento regional, participação , poder local, teoria e métodos de ensino de Ciências Sociais. Coordena o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência-PIBID, desde 2011.

Referências

ATLAS das eleições presidenciais e municipais no Brasil. In: Alceu Revista de Comunicação e Cultura. Rio de Janeiro: PUCRJ, 2002. 1 CD-ROM AVRITZER, Leonardo. A moralidade da democracia; ensaios em teoria habermasiana e teoria democrática. São Paulo: Perspectiva; Belo Horizonte: Editora da UFMG, 1996.

BALBACHEVSKY, Elizabeth. Liberdade e representação. In: STUART MILL. Os clássicos da política. Cap. 6, p. 189-223, 1989.

BAQUERO, Marcello. Opinião pública e pesquisas eleitorais. In: LHULLIER, Louise et al (Org.).

Estudos sobre comportamento político: teoria e pesquisa. Florianópolis: Letras Contemporâneas, p. 57-68, 1997.

BENEVIDES, Maria Victória de Mesquita. Nós, o povo: reformas políticas para radicalizar a democracia. In: BENEVIDES, M.V; KERCHE, F.; VANNUCHI (Orgs.). Reforma política e cidadania. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, p. 83-119, 2003.

BENEVIDES, Maria Victória de Mesquita. A cidadania ativa: referendo, plebiscito e iniciativa popular. São Paulo: Ática, 1996.

BOBBIO, Norberto. Liberalismo e democracia. São Paulo: Brasiliense, 1988.

BOBBIO, Norberto. Estado, governo e sociedade: Para uma teoria geral da política. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

CARDOSO, Ruth C. L. Participação política e democracia. Novos estudos CEBRAP, n. 26, p.15-24, 1990.

CASTRO, Marcos Faro de; CARVALHO, Maria Izabel Valladão. Globalização e transformações políticas recentes no Brasil: os anos 90. Revista de Sociologia e Política, n. 18, p. 109-129, 2002.

DOIMO, Ana Maria. Movimentos sociais e participação política: a problemática contemporânea da ação direta. In: LHULLIER, Louise et al (Org.). Estudos sobre comportamento político: teoria e pesquisa. Florianópolis: Letras Contemporâneas, p. 129-147, 1997.

ESEB. Estudo Eleitoral Brasileiro. Banco de Dados. FGV Opinião, Rio de Janeiro, 2002.

ESEB. Estudo Eleitoral Brasileiro. Relatório dos entrevistadores. Alagoas, Pernambuco e Sergipe. Maceió, 2003.

IBGE. Censo 2000.

LEFORT, Claude. A invenção democrática: os limites da dominação totalitária. São Paulo: Brasiliense, 1997.

LIMA, Maria Regina Soares; CHEIBUB, Zairo. Instituições e valores. As dimensões da democracia na visão da elite brasileira. Revista Brasileira de Ciências Sociais, n. 31, ano 11, p. 83- 110, 1996.

LIMA Júnior, Olavo Brasil. Instituições políticas democráticas: o segredo da legitimidade. Rio de Janeiro: Zahar, 1997.

MENEGUELLO, Rachel. Eleitorado e reforma. In: BENEVIDES, M. V; KERCHE, F.; VANNUCHI (Orgs.). Reforma política e cidadania. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, p. 344- 363, 2003.

MILL, John Stuart. Considerações sobre o governo representativo. Brasília: UNB, 1981.

OLIVEIRA, Evelina Antunes F. As associações comunitárias em Alagoas. Maceió: EDUFAL, 1997.

QUIRINO, Célia Galvão. Sobre a liberdade e a igualdade. In: TOCQUEVILLE, A.. Os clássicos da política. Cap. 5, p. 151-188, 1989.

REIS, Fábio Wanderley; MACHADO, Mônica M. Regiões, classe e ideologia no processo eleitoral brasileiro. Revista Lua Nova, n. 26, p. 81- 218, 1992.

SANDOVAL, Salvador A. M. O comportamento político como campo interdisciplinar de conhecimento: a reaproximação da Sociologia e da Psicologia Social. In: LHULLIER, Louise et al (Org.). Estudos sobre comportamento político: teoria e pesquisa. Florianópolis: Letras Contemporâneas, p. 13-23, 1997.

SANTOS, Wanderley Guilherme dos. A universalização da democracia. In: BENEVIDES, M.V; KERCHE, F.; VANNUCHI (Orgs.). Reforma política e cidadania. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, p. 33-43, 2003.

SARTORI, Giovanni; MORLINO, Leonardo. La comparación en las ciencias sociales. Madrid: Alianza Editorial, 1994.

TOCQUEVILLE, Alexis. A democracia na América. Belo Horizonte: Itatiaia, 1964.

WEFFORT, Francisco. Por que democracia? São Paulo: Brasiliense, 1984.

. Acesso em: em 24 jul. 2003.

. Acesso em: 10 ago. 2003.

Downloads

Publicado

2015-10-19

Como Citar

Oliveira, E. A. F. (2015). Notas sobre a participação não-eleitoral no Nordeste. Opinião Pública, 10(2), 377–388. Recuperado de https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/op/article/view/8641156

Edição

Seção

Artigos