A direita, a esquerda e a democracia: os valores políticos dos parlamentares paranaenses (1995-2002)

  • Renato M. Perissinotto Universidade Federal do Paraná
  • Mariana B. Braunert Universidade Federal do Paraná
Palavras-chave: Elite parlamentar. Valores políticos. Posição ideológica. Brasil

Resumo

Embora a maior parte dos estudos sobre cultura política tenha por foco a análise dos valores políticos dispersos na população como um todo, as atitudes partilhadas por aqueles que operam diretamente o sistema político - as elites - já tem sua importância reconhecida, principalmente no que concerne ao impacto que exerce sobre a qualidade e estabilidade do regime democrático. Levando em conta que a relação entre os valores políticos das elites e a democracia deve passar pela análise das atitudes das elites também regionais e não só nacionais, este artigo analisa, com base em dados de survey, as opiniões políticas dos parlamentares paranaenses do período de 1995 a 2002. Pretende-se apontar a importância que a variável “posição ideológica” possui para entender as diferenças de adesão ao sistema democrático encontradas entre os parlamentares de esquerda e de direita.

 

Abstract

Although most of the studies on political culture stress on attitudes of the population as a whole, some researchers have dedicated their attention to the political values of the national political elite. We believe that the same attention must be paid to the political attitudes of regional political elites, since they operate central parts of the political system (the sub-national units of the political system). This article analyses the political opinions of the members of the Paraná state parliament, based on data collected by a survey. We intend to indicate the importance of the “ideological position” variable to understand the differences in the intensity of the adhesion to the democratic system between the right and left wing members of the Paraná state parliament.

Key words: parliamentary elite, political attitudes, ideological position, Brazil

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renato M. Perissinotto, Universidade Federal do Paraná
Renato Monseff Perissinotto concluiu o doutorado em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas em 1997. Atualmente é professor adjunto efetivo da Universidade Federal do Paraná. Publicou vários artigos em periódicos especializados, livros, capítulos de livro e trabalhos em anais de eventos. É co-editor da Revista de Sociologia e Política (A2) e co-coordenador do Núcleo de Pesquisa em Sociologia Política Brasileira (UFPR).

Referências

ALMOND, G; VERBA, S. The civic culture: political attitudes and democracy in five nations. California: Sage Publications, 1989.

CONVERSE, P. E. The nature of belief systems in massa publics. In: APTER, D. E. (ed.). Ideology and discontent. New York: The Free Press, 1964, p. 206-261.

CARVALHO, J. M. A construção da ordem e teatro de sombras. 3ª ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.

DRUCKMAN, J. N.; NELSON, K. R. Framing and deliberation: how citizens’ conversations limit elite influence. American Journal of Political Science, v. 47, n. 4, p. 729-745, 2003.

DAHL, R. A. Poliarquia. São Paulo: Edusp, 1997.

GERRING, J. What is a case study and what is it good for? American Political Science Review, v. 98, n. 2, p. 341-354, 2004.

INGLEHART, R. The renaissance of political culture. American Political Science Review, v. 82, n. 4, p. 1203-1229, 1988.

LAMOUNIER, B. Do modelo institucional dos anos 30 ao fim da era Vargas. In: D’ARAUJO, M. C. (org.). As instituições brasileiras da era Vargas. Rio de Janeiro: EdUERJ/Editora da FGV, 1999, p. 35-53.

LANE, R. Political culture: residual category or general theory?. Comparative Political Studies, v. 25, n. 3, p. 362-387, 1992.

LATINOBARÓMETRO. Informe – Resumen Latinobarómetro 2004: uma década de mediciones. 2004, p. 4-5. Disponível em: <http://www.latinobarómetro.org> LIJPHART, A. The structure of inference. In: ALMOND, G.; VERBA, S. (ed.). The civic culture revisited. Boston: Little, Brown and Company, 1980, p. 37-56.

LIMA, M. R. S.; CHEIBUB, Z. B. Elites estratégicas e dilemas do desenvolvimento. Rio de Janeiro: Iuperj, 1994.

LIMA, M. R. S.; CHEIBUB, Z. B. Instituições e valores: as dimensões da democracia na visão da elite brasileira, Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, n. 31, p. 83-110, 1996.

LIMONGI, F. Debate institucional e democracia no Brasil: o problema do sistema partidário. In: PERISSINOTTO, R. M.; FUKS, M. (org.). Democracia: teoria e prática. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2002, p. 55-72.

LOVE, J. A locomotiva: São Paulo na Federação Brasileira (1889-1937). Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1982.

MCDONOUGH, P. Power and ideology in Brazil. New Jersey: Princeton University Press, 1981.

MOISÉS, J. A. Os brasileiros e a democracia: bases sócio-políticas da legitimidade democrática. São Paulo: Ática, 1995.

MOISÉS, J. A. A desconfiança nas instituições democráticas. Opinião Pública, v. 11, n. 1, p. 33-63, 2005.

MUSZYNSKI, J.; MENDES, A. M. T. Democratização e opinião pública no Brasil. In: LAMOUNIER, B. (org.). De Geisel a Collor: o balanço da transição. São Paulo: IDESP/Sumaré, 1990, p. 61-80.

PATEMAN, C. The civic culture: a philosophic critique. In: ALMOND, G.; VERBA, S. (ed.). The civic culture revisited. Boston: Little, Brown and Company, 1980, p. 57-102.

PATEMAN, C. Participação e teoria democrática. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992.

POWER, T.; JAMISON, G. D. Desconfiança política na América Latina. Opinião Pública, v. 11, n. 1, p. 64-93, 2005.

PRZEWORSKI, A.; CHEIBUB, J. A.; LIMONGI, F. Democracia e cultura: uma visão não culturalista. Lua Nova, São Paulo, n. 58, p. 9-35, 2003.

PUTNAM, R. D. Comunidade e democracia: a experiência da Itália moderna. 3ª ed. Rio de Janeiro: FGV, 2002.

PUTNAM, R. D. The comparative study of political elites. New Jersey: Printice-Hall, 1976.

REIS, P. E.; CHEIBUB, B. Z. Valores políticos das elites e consolidação democrática. In: DADOS – Revista de Ciências Sociais, Rio de Janeiro, v. 38, n. 1, p. 31-56, 1995.

RODRIGUES, L. M. Partidos, ideologia e composição social: um estudo das bancadas partidárias na Câmara dos Deputados. São Paulo: Edusp, 2002.

SANTOS, F. (org.). O poder legislativo nos estados: diversidade e convergência. Rio de Janeiro: FGV, 2001.

SANTOS, A. M. Democracia e valores cívicos: uma relação necessária?. Novos Estudos Cebrap, São Paulo, v. 69, p. 145-160, 2004.

SEARING, D. Political involvement and socialization in Great Britain. In: CLARKE, H. D.; CZUDNOWSKI, M. M. (ed.). Political elites in anglo-american democracies: chances in stables regimes. Illinois: Northern Illinois University Press, 1987, p. 109-146.

VERBA, S. On revisiting the civic culture: a personal proscript. In: ALMOND, G.; VERBA, S. The civic culture revisited. Boston: Little, Brown and Company, 1980, p. 394-410.

WEDEEN, L. Conceptualizing culture: possibilities for political science. American Political Science Review, v. 96, n. 4, 2002.

Publicado
2015-10-22
Como Citar
Perissinotto, R. M., & Braunert, M. B. (2015). A direita, a esquerda e a democracia: os valores políticos dos parlamentares paranaenses (1995-2002). Opinião Pública, 12(1), 114-135. Recuperado de https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/op/article/view/8641222
Seção
Artigos