As estratégias de retórica na disputa pela Prefeitura de São Paulo em 2004: PT, mandatário, versus PSDB, desafiante

  • Luciana Fernandes Veiga Universidade Federal do Paraná
  • Nelson Rosário Souza Universidade Federal do Paraná
  • Emerson Urizzi Cervi Instituto de Pesquisas de Rio de Janeiro
Palavras-chave: Discurso partidário. Partido dos Trabalhadores. Eleições municipais. São Paulo

Resumo

A experiência do PT no governo (nos âmbitos nacional e local) suscitou a curiosidade sobre possíveis alterações no seu discurso eleitoral na disputa pela Prefeitura de São Paulo. O foco desta análise está nas continuidades e rupturas das estratégias retóricas elaboradas a partir dos eixos ideológico (esquerda e direita) e pragmático (mandatário e desafiante). A preocupação central é o discurso do PT, e a análise da comunicação apresentada pelo PSDB tem um caráter complementar. Todos os programas e spots veiculados pelas campanhas do PT e do PSDB em São Paulo foram analisados a partir de métodos qualitativos e quantitativos.

 

 

Abstract

The experience of the Worker's Party at the Brazilian national and local governments has estimuladted the curiosity about changings in its electoral discourse at the elections for the São Paulo Mayor. This article focuses on the changes and continuities of rethorical strategieand the analysis is based on campaign 'spots' veiculated by the Worker's Party and the Brazilian Social Democratic Party.

Key words: party discourse, Worker’s Party, local elections, São Paulo

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luciana Fernandes Veiga, Universidade Federal do Paraná
Possui mestrado e doutorado em Ciência Política (Ciência Política e Sociologia) pelo Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro (2001) e pós-doutorado em Ciência Política pela Universidade da Califórnia - Irvine, 2013. Visiting Scholar em York University, em 2010. Atualmente é professora associada da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - Unirio, atuando no curso de graduação em Ciência Política. Atua ainda nos programas de Pós-Graduação de Ciência Política e de Sociologia da UFPR; e como pesquisadora colaboradora no Laboratório de Comunicação Política e Opinião Pública do IESP. Membro do conselho consultivo do Centro de Estudos de Opinião Pública - CESOP/Unicamp.
Nelson Rosário Souza, Universidade Federal do Paraná
NELSON ROSÁRIO DE SOUZA REALIZOU ESTÁGIO PÓS-DOUTORAL COM BOLSA CAPES NA 'UNIVERSITÉ SORBONNE NOUVELLE PARIS III' NO ANO ESCOLAR 2012-2013. CONCLUIU O DOUTORADO EM SOCIOLOGIA PELA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO EM 1999, TENDO CUMPRIDO ESTÁGIO DE PESQUISA NA 'ÉCOLE DES HAUTES ÉTUDES EN SCIENCES SOCIALES' (PARIS) NO PERÍODO DE 1995-96. ATUALMENTE É PROFESSOR ASSOCIADO IV DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANA.
Emerson Urizzi Cervi, Instituto de Pesquisas de Rio de Janeiro
Professor adjunto do Departamento de Ciência Política e Sociologia, do programa de pós-graduação em Ciência Política e do programa de pós-graduação em Comunicação da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Doutorado em Ciência Política pelo Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro- IUPERJ (2006), mestrado em Sociologia pela Universidade Federal do Paraná (2002) e graduação em Comunicação Social Jornalismo pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (1996). 

Referências

ALBUQUERQUE, A. Aqui você vê a verdade na tevê: a propaganda política na televisão. Niterói: Universidade Federal Fluminense, Mestrado em Comunicação, Imagem e Informação, 1999.

AMARAL, R. Em busca do significado das eleições de 1994 (reflexões sujeitas a chuvas e trovoadas). Comunicação & Política. Nova série, v. 1, n.3, abr-jun, 1995.

BOBBIO, N. Direita e esquerda: razões e significados de uma distinção política. São Paulo: Unesp, 1995.

CHAIA, V.; MENEGUELLO, R.; AZEVEDO, F. e SCHMITT, R. São Paulo: embate partidário, mídia e comportamento eleitoral. In: SILVEIRA, E. (Org) Estratégia, Mídia e Voto. Porto Alegre: Edipucrs, 2002.

FIGUEIREDO, M.; ALDE, A.; DIAS, H. e JORGE, V. Estratégias de Persuasão nas Eleições Majoritárias: Uma proposta metodológica para o estudo da propaganda política. In: FIGUEIREDO, R. (Org.) Marketing Político e Persuasão Eleitoral. São Paulo: Fundação Konrad Adenauer, 2000.

OLIVEIRA, L. A. As estratégias retóricas na construção dos mundos de natureza ficcional da política: um estudo comparativo das campanhas de Belo Horizonte e Salvador na eleição municipal de 2000. Tese de doutorado, Rio de Janeiro, IUPERJ, 2005.

RUBIM, A. Mídia e Política no Brasil. João Pessoa: Editora UFPB, 1999.

SINGER, A. Esquerda e Direita no Eleitorado Brasileiro. São Paulo: Edusp, 2002.

VEIGA, L.F.; SOUZA, N. R. e CERVI, E. Da expectativa de vitória à derrota: as estratégias de retórica do PT em Curitiba e Porto Alegre. In: XXIX Encontro da Anpocs, Caxambu, 2005.

VENTURI, G. Imagem Pública, propaganda eleitoral e reeleição na disputa presidencial de 1998. In: Comunicação & Política, Vol.V, n.3, nova série, set-dez, 1998.

Publicado
2015-10-22
Como Citar
Veiga, L. F., Souza, N. R., & Cervi, E. U. (2015). As estratégias de retórica na disputa pela Prefeitura de São Paulo em 2004: PT, mandatário, versus PSDB, desafiante. Opinião Pública, 13(1), 51-73. Recuperado de https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/op/article/view/8641239
Seção
Artigos