Banner Portal
Lentas mudanças: o voto e a política tradicional
PDF

Palavras-chave

Eleições municipais. Política tradicional. Voto. Partidos políticos. Geografia eleitoral

Como Citar

AVELAR, Lúcia; WALTER, Maria Inez Machado Telles. Lentas mudanças: o voto e a política tradicional. Opinião Pública, Campinas, SP, v. 14, n. 1, p. 96–122, 2015. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/op/article/view/8641270. Acesso em: 15 jul. 2024.

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar a relação entre poder político e desenvolvimento, bem como avaliar as mudanças políticas nos municípios brasileiros. O estudo está baseado em dados do TSE para as eleições municipais de 1996, 2000 e 2004, e leva em conta variáveis estruturais como tamanho e qualidade de vida dos municípios (IBGE/IPEA/PNUD) e a ideologia dos partidos políticos. A conclusão é que os partidos tradicionais têm maior apoio nos municípios menores e com pior qualidade de vida.

 

Abstract:

The goal of the present work is to analyze the relationship between development and political power, as well as to evaluate political changes in municipalities in Brazil. The study is based on a data bank from municipal elections (Tribunal Superior Eleitoral, 1996, 2000 and 2004) applying a procedure which takes structural variables into account, such as size and quality of life in municipalities (IBGE/IPEA/PNUD), and ideology of political parties. The question is whether favorable geographicpolitical configurations exist for left or right wing parties. Our conclusion is that traditional political parties (right wing) find larger support in micro municipalities with bad quality of life.

Keywords: Municipal elections, traditional politics, vote; political parties, electoral geography.

PDF

Referências

AVELAR, L.; CINTRA, A. O. (orgs.). Sistema político brasileiro: uma introdução. Rio de Janeiro: Fundação Konrad-Adenauer; São Paulo: Ed. Unesp, 2004.

AVELAR, L.; LIMA; F. D. de. “Lentas mudanças: o voto e a política tradicional”. Revista Lua Nova, São Paulo: Cedec, 2000.

AVRITZER, L. (Org.). A participação em São Paulo. São Paulo: Ed. Unesp, 2004.

BENDIX, R. Construção nacional e cidadania: estudos de nossa ordem social em mudança. São Paulo: Edusp, 1998.

CASTRO, M. M. M. de. Eleitorado brasileiro: composição e grau de participação. In: AVELAR, L.; CINTRA, A. O. (orgs.). Sistema político brasileiro: uma introdução. Rio de Janeiro: Fundação Konrad-Adenauer; São Paulo: Ed. Unesp, 2004.

CICONELLO, A. Associativismo no Brasil: características e limites para a construção de uma nova institucionalidade participativa. Brasília. Dissertação (Mestrado) – Instituto de Ciência Política, Universidade de Brasília, 2006.

COIMBRA, M. Senhores de si mesmos. Carta Capital, São Paulo, ano XIII, n.425, 27.12.2006.

DAGNINO, E.; OLVERA, A; PANFICHI, A. A disputa pela construção democrática na América Latina. São Paulo: Paz e Terra; Campinas: Ed. Unicamp, 2006.

ELEY, G. Forjando a Democracia. São Paulo. Editora Fundação Perseu Abramo. 2005.

FARIA, V. As eleições de 1974 no estado de São Paulo: uma análise de variações interregionais. In: LAMOUNIER, B.; CARDOSO, F. H. Os partidos e as eleições no Brasil. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1978.

FLEISCHER, D. Os partidos políticos. In: AVELAR, L.; CINTRA, A. O. (orgs.). Sistema político brasileiro: uma introdução. Rio de Janeiro: Fundação Konrad-Adenauer; São Paulo: Ed. Unesp, 2004.

HAGOPIAN, F. The Politics of Oligarchy: The Persistence of Traditional Elites in Contemporary Brazil. Ph.D. Thesis. M.I.T., 1986.

KINZO, M. D’A. Oposição e autoritarismo: gênese e trajetória do MDB (1966-1979). São Paulo: Idesp/Vértice. 1993.

LEAL, V. N. Coronelismo, enxada e voto. Rio de Janeiro: Forense, 1949.

MARTINS, L. M. Partidos, ideologia e composição social. São Paulo: Edusp, 2002.

PRZEWORSKI, A. A social-democracia como fenômeno histórico. In: PRZEWORSKI, A.Capitalismo e Social Democracia. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

REIS, F. W. Dilemas da democracia no Brasil. In: AVELAR, L.; CINTRA, A. O. (orgs.) Sistema político brasileiro: uma introdução. Rio de Janeiro: Fundação Konrad-Adenauer; São Paulo: Ed. Unesp, 2004, p.391-409.

SHERER-WARREN, I.; LÜCHMAN, L. “Política e sociedade”. Revista de Sociologia e Política, Florianópolis: Ed. UFSC, n.5, out. 2004 (Dossiê: Movimentos sociais, participação e democracia).

SOARES, G. A. D. Sociedade e política no Brasil. São Paulo: Difel, 1974.

SOUSA, M. do C. C. de. Estado e política no Brasil. São Paulo: Alfa-ômega, 1976.

SPECK, B: Entrevista ao Jornal da UNICAMP. Campinas, São Paulo. 24/11/2004.

VELHO, O. “A conquista da autonomia”. Carta Capital, São Paulo, ano XIII, n.425, 27.12.2006.

A Opinião Pública utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.