Participação e pós-materialismo na América Latina

Autores

  • Ednaldo Ribeiro Universidade Estadual de Maringá
  • Julian Borba Universidade Federal de Santa Catarina

Palavras-chave:

Participação. Valores. Pós-materialismo. Democracia. Cultura política

Resumo

O artigo procura testar no nível individual e para um grupo de quatro países latinoamericanos a hipótese proposta pelos defensores da teoria do desenvolvimento humano sobre a associação entre valores pós-materialistas e uma postura participativa. Utilizando dados produzidos pela Pesquisa Mundial de Valores procuramos verificar em que medida essa afirmação é pertinente no contexto de nações com questões materiais e economicas não resolvidas e caracterizadas como jovens democracias. Através de técnicas de análise bivariada e multivariada constatamos que entre os públicos desses países a participação é mais influenciada por variáveis relacionadas à centralidade social dos cidadãos do que por mudanças nas suas prioridades valorativas, o que leva à conclusão de que a transposição do modelo explicativo sugerido por Inglehart para o cenário latinoamericano é problemática e deve ser avaliada criticamente.

 

Abstract:

The article tests at the individual level and for a group of four Latinamerican countries the hypothesis proposed by the defenders of the theory of the human development about the association between postmaterialist values and a participative posture. Using data from the World Values Survey we verify the validity of this in that measured that statement in the context of nations with economics and materials problems and characterized as young democracies. Using techniques of bivariate and multivariate analysis we verifyed that among publics of those countries the participation is more influenced by variables related to the citizens' social centrality than by changes in their value’s priorities, what leads to the conclusion that the explanatory model suggested by Inglehart is problematic to Latinamerica contexts and should be criticized.

Keywords: participation, values, post-materialism, democracy, political culture

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ednaldo Ribeiro, Universidade Estadual de Maringá

Professor Adjunto do Departamento de Ciências Sociais da Universidade Estadual de Maringá. É doutor em Sociologia pela Universidade Federal do Paraná (2008) e desenvolve pesquisas na área de Comportamento Político, principalmente sobre valores, atitudes democráticas e participação política. Bolsista de Produtividade da Fundação Araucária.

Julian Borba, Universidade Federal de Santa Catarina

Possui graduação em Ciências da Administração pela Universidade Federal de Santa Catarina (1995), mestrado em Sociologia Política pela Universidade Federal de Santa Catarina (1998) e doutorado em Ciência Política pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2002). Pós doutorado pelo Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa (2010-2011). Atualmente é Professor Associado I da Universidade Federal de Santa Catarina

Referências

ALMOND, G. & VERBA, S. The Civic Culture: political attitudes and democracy in five nations. New York: Sage, 1969.

AVELAR, L. Participação política. In: AVELAR, L. & CINTRA, A. O sistema político brasileiro: uma introdução. Rio de Janeiro: Fundação Konrad Adenauer, 2004.

BARNES, S. et al. Political Action: mass participation in five western democracies. Beverly Hills: Sage Publications. 1979.

BOHRNSTEDT, G.G. & KNOKE, D. Statistics for Social Data Analysis. New York: Peacock, 1982.

BORBA, J. Cultura política e capital social na América do Sul. In: BAQUERO, M. (Org.). Capital social, desenvolvimento sustentável e democracia na América Latina. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2007.

CARRIÓN, J. F., ZÁRATE, P. 2008. Cultura política de la democracia en el Perú, 2008.

El impacto de la governabilidad. LAPOP [Online] Disponível em: <http://sitemason.vanderbilt.edu/files/ bU2mJi/Resumen%20ejecutivo%20Cultura%20politica%20de%20la%20democraci a%20en%20el%20Peru%202008.pdf> Acesso em: [mar. 2010].

CASTRO, H. C. O. Democracia e mudanças econômicas no Brasil, Argentina e Chile: um estudo comparativo de cultura política. Tese (Doutorado em Ciência Política), Porto Alegre, UFRGS, 2000.

DELLAPORTA, D. Paths to February 15 protest: social or political determinants? [Online] Disponível em: Acesso em: [dez. 2008].

GIBSON, J.L.; DUCH, R.M. Postmaterialism and the emerging soviet democracy. Political Research Quarterly, n.47, p.5-39, 1994.

HOFFMANN, R. Distribuição de renda: medidas de desigualdade e pobreza. São Paulo: Edusp, 1998.

INGLEHART, R. The Silent Revolution. Princeton: Princeton University Press, 1977.

INGLEHART, R. Culture shift in advanced industrial society. Princeton: Princeton University Press, 1990.

INGLEHART, R. Postmodernization, authority, and democracy. In: NORRIS, P. (org.). Democratic Phoenix: political activism worldwide, Cambridge: Cambridge University Press, 1999.

INGLEHART, R. Modernización y posmodernización: el cambio cultural, económico y político en 43 sociedades. Madrid: Centro de Investigaciones Sociológicas/Siglo Veintiuno, 2001.

INGLEHART, R. & WELZEL, C. Modernization, cultural change, and democracy: the human development sequence, New York: Cambridge University Press, 2005.

KRISCHKE, P. J. D. S. Aprendendo a democracia na América Latina: atores sociais e mudança cultural. Porto Alegre: Edipucrs, 2003.

LAPOP. 2008. Presentación de resultados. Encuesta LAPOP 2008. Chile. Disponível em <http://sitemason.vanderbilt.edu/lapop/ CHILEBACK> Acesso em: [mar.2010].

MILBRATH, L.; GOEL, M.L. Political participation. Boston: University Press of America, 1965.

NORRIS, P. Critical Citizens: global support for democratic government. Oxford: Oxford University Press,1999.

NORRIS, P. Democratic Phoenix: political activism worldwide. Cambridge: Cambridge University Press, 2002.

NORRIS, P. Political activism: new challenges, new opportunities. In: BOIX, C. & STOKES, S. The Oxford Handbook of Comparative Politics [Online] Oxford: Oxford University Press, 2007. Disponível em <http://ksghome.harvard.edu/~pnorris/Acrobat/Boix&stokes-chap26.pdf.> Acesso em: [fev. 2009].

O’BRIEN, R. M. A caution regarding rule of thumb for variance inflation factors. Quality and Quantity, n. 41: 673-90, 2007.

OPP, K. Postmaterialism, collective action, and political protest. American Journal of Political Science, n.34, p. 212-35, 1990.

PIZZORNO, A. Introduccion al estúdio de La participacion política. In: PIZZORNO, A.; KAPLAN, M.; CASTELLS, M. Participación y cambio social em lá problemática contemporânea. Buenos Aires: SIAP, 1975.

REIS, F. W. Mercado e utopia: teoria política e sociedade brasileira. São Paulo: Edusp. 2000.

RIBEIRO, E.A. Cultura política, instituições e experiência democrática no Brasil. Revista de Sociologia e Política, Curitiba, n. 28, p. 205-219, jun. 2007.

RIBEIRO, E.A. Valores pós-materialistas e cultura política no Brasil. Tese (Doutorado em Sociologia), Curitiba, UFPR, 2008.

VALDIVIESO, P. Capital social e desenvolvimento democrático: Porto Alegre (Brasil) e Santiago do Chile. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v.24, n.69, p.93-114, 2009.

VERBA, S. & NIE, N.H. Participation in América. Political democracy and social equality. New York: Harper & How, 1972.

VERBA, S.; SCHLOZMAN, K.L.; BRADY, H.E. Voice and equality. Civic voluntarism in American politics. Cambridge: Harvard University Press, 1995.

VITULLO, G. Teorias da democratização e democracia na Argentina. Porto Alegre: Sulina. Natal: Ed. UFRN, 2007.

Downloads

Publicado

2015-10-27

Como Citar

RIBEIRO, E.; BORBA, J. Participação e pós-materialismo na América Latina. Opinião Pública, Campinas, SP, v. 16, n. 1, p. 28–63, 2015. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/op/article/view/8641343. Acesso em: 22 jan. 2022.

Edição

Seção

Artigos