O Partido dos Trabalhadores na Câmara dos Deputados: a evolução das bases socioeconômicas e territoriais (1994-2014)

Autores

  • Natalia Maciel Universidade do Estado do Rio de Janeiro
  • Tiago Ventura Ventura Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Palavras-chave:

Comportamento eleitoral. Câmara dos deputados. Bases eleitorais. Partidos dos trabalhadores.

Resumo

Este artigo analisa a evolução das bases eleitorais do Partido dos Trabalhadores para a Câmara dos Deputados no período de 1994 a 2014. Utilizando análise descritiva e modelos longitudinais com dados municipais, verificamos uma alteração dessas bases em direção a cidades com menor população e renda per capita mais baixa, localizadas, sobretudo, no Nordeste brasileiro. Demonstramos que as bases eleitorais do PT para a Câmara sofreram mudanças semelhantes às de seus candidatos à presidência. No entanto, ao contrário dos seus presidenciáveis, o programa Bolsa Família não possui poder explicativo sobre a votação para essa casa legislativa. Encontramos na presença do partido em executivos locais e na sua votação para governador e presidente indicadores mais relevantes de seu desempenho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Natalia Maciel, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Pesquisadora do Doxa: Laboratório de Estudos Eleitorais, em Comunicação Política e Opinião Pública. Instituto de Estudos Sociais e Políticos. Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Tiago Ventura Ventura, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Doutorando em Ciência Política pela Universidade de Maryland – College Park. Instituto de Estudos Sociais e Políticos, Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Referências

AGNEW, J. "Maps and models in political studies: a reply to comments". Political Geography, vol. 15, nº 2, p. 165-167, 1996.

AMES, B. Os entraves da democracia no Brasil. Rio de Janeiro: FGV Editora, 2003.

AVELINO, G.; BIDERMAN, C.; BARONE, L. "Articulações intrapartidárias e desempenho eleitoral no Brasil". Dados – Revista de Ciências Sociais, vol. 55, nº 4, p. 987-1.013, 2012.

BOHN, S. "Social policy and vote in Brazil: Bolsa Família and the shifts in Lula’s electoral base". Latin American Research Review, vol. 46, nº 1, p. 54-79, 2011.

BURBANK, M. J. "The psychological basis of contextual effects". Political Geography, vol. 14, nº 6-7, p. 621-635, 1995.

CARRARO, A., et al. “É a economia, companheiro: uma análise empírica da reeleição de Lula com base em dados municipais”. IBMEC MG Working Paper, WP-41, 2007.

CARVALHO, N. R. E no início eram as bases: geografia política do voto e comportamento legislativo no Brasil. Rio de Janeiro: Revan, 2003.

COX, G. Making votes count: strategic coordination in the world's electoral systems. Cambridge/New York: Cambridge University Press, 1997.

HUNTER, W.; POWER, T. "Rewarding Lula: Executive Power, social policy, and the Brazilian elections of 2006". Latin American Politics and Society, vol. 49, nº 1, p. 1-30, 2007.

JOHNSTON, R.; PATTIE, C. Putting voters in their place: geography and elections in Great Britain. Oxford: Oxford University Press, 2006.

MENEGUELLO, R. PT: a formação de um partido, 1979-1982. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1989.

NICOLAU, J. "Eleições presidenciais nos municípios brasileiros: uma breve comparação dos resultados do primeiro turno de 2010 e 2014". Em Debate, vol. 7, nº 2, p. 29-41, 2015.

NICOLAU, J.; PEIXOTO, V. "Uma disputa em três tempos: uma análise das bases municipais das eleições presidenciais de 2006". In: Anais do XXXI Encontro Anual da Anpocs, Caxambu, 2007.

NUNES, M. C.; GIANI, M.; RESENDE, J. F. "2010 electoral scenario: changes and continuities in the postLula Brazilian electoral behavior". In: Anais do Evento WAPOR 63rd Annual Meeting, Chicago, 2010.

RENNÓ, L.; CABELLO, A. "As bases do Lulismo: a volta do personalismo, realinhamento ideológico ou não alinhamento?". Revista Brasileira de Ciências Sociais, vol. 25, nº 74, p. 39-60, 2010.

RICCI, R. Lulismo: da era dos movimentos sociais à ascensão da nova classe média brasileira. Rio de Janeiro: Contraponto, 2010.

SAMUELS, D. Ambition, federalism, and legislative politics in Brazil. New York: Cambridge University Press, 2003.

SAMUELS, D. "Sources of mass partisanship in Brazil". Latin American Politics and Society, vol. 48, nº 2, p. 1-27, 2006.

SAMUELS, D.; ZUCCO, C. "Lulismo, petismo, and the future of Brazilian politics". Journal of Politics in Latin America, vol. 3, p. 129-158, 2014.

SHUGART, M.; CAREY, J. Presidents and assemblies: constitutional design and electoral dynamics. Cambrigde: Cambridge University Press, 1992.

SINGER, A. Os sentidos do lulismo: reforma gradual e pacto conservador. São Paulo: Companhia das Letras, 2012.

SOARES, G. Sociedade e política no Brasil: desenvolvimento, classe e política durante a Segunda República. São Paulo: Difusão Européia, 1973.

SOARES, G.; TERRON, S. "Dois Lulas: a geografia eleitoral da reeleição (explorando conceitos, métodos e técnicas de análise geoespacial”. Opinião Pública, vol. 14, nº 2, p. 269-301, 2008.

TERRON, S. "Geografia eleitoral em foco". Em Debate, vol. 4, nº 2, p. 8-18, 2012. TERRON, S.; SOARES, G. "As bases eleitorais de Lula e do PT: do distanciamento ao divórcio". Opinião Pública, vol. 16, nº 2, p. 310-337, 2010.

VEIGA, L. "Os partidos brasileiros na perspectiva dos eleitores: mudanças e continuidades na identificação partidária e na avaliação das principais legendas após 2002". Opinião Pública, vol. 13, nº 2, p. 340-365, 2007.

VENTURI, G. "PT 30 anos: crescimento e mudanças na preferência partidária. Impacto nas eleições de 2010". Perseu: História, Memória e Política, vol. 5, p. 197-214, 2010.

ZUCCO, C. J. "The president's 'new' constituency: Lula and the pragmatic vote in Brazil's 2006 presidential elections". Journal of Latin American Studies, vol. 40, nº 1, p. 29-49, 2008.

ZUCCO, C. J. "When payouts pay off: conditional cash transfers and voting behavior in Brazil 2002- 2010". American Journal of Political Science, vol. 47, nº 3, p. 810-822, 2013.

ZUCCO, C. J.; POWER, T. "Bolsa Família and the shift in Lula’s electoral base, 2002-2006: a reply to Bohn". Latin American Research Review, vol. 48, nº 2, p. 3-24, 2013.

Downloads

Publicado

2017-08-24

Como Citar

MACIEL, N.; VENTURA, T. V. O Partido dos Trabalhadores na Câmara dos Deputados: a evolução das bases socioeconômicas e territoriais (1994-2014). Opinião Pública, Campinas, SP, v. 23, n. 1, p. 168–193, 2017. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/op/article/view/8650172. Acesso em: 5 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos