Efeitos diretos e indiretos do programa bolsa família nas eleições presidenciais brasileiras

Autores

Palavras-chave:

Programa bolsa família, Eleições presidenciais, Clientelismo, Comportamento eleitoral, Políticas de transferência de renda

Resumo

Quais são os mecanismos que conectam políticas de transferência de renda e voto para presidente? As explicações usuais focam, de modo geral, o “efeito direto”, ou seja, o seu impacto apenas nos beneficiários do programa social. A partir da análise do Programa Bolsa Família, argumento que o “efeito indireto” na decisão de voto dos eleitores não beneficiários que conhecem beneficiários pode ser tão ou mais importante que o efeito direto para o resultado eleitoral. Apresento mecanismos plausíveis para essa hipótese e proponho um modelo empírico a partir de surveys de 2006 e 2010. Contrariando visões correntes sobre o impacto regional da política social, os resultados mostram a importância do efeito indireto positivo especialmente para o voto no PT na região Sudeste. Assim, chamo atenção para o fato de que contatos sociais são mecanismos importantes para conformar o efeito eleitoral de políticas públicas. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sergio Simoni Junior, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutorado em Ciência Política pela Universidade de São Paulo. Professor adjunto do Departamento de Ciência Política da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Referências

ALESINA, A.; GIULIANO, P. Preferences for redistribution. In: BENHABIB, J.; BISIN, A.; JACKSON, M. (Eds.). Handbook of social economics. Amsterdam: North Holland, 2011.

ALMEIDA, A. O dedo na ferida: menos imposto, mais consumo. Rio de Janeiro: Record, 2010.

AMES, B.; SMITH, A. “Knowing left from right: ideological identification in Brazil, 2002-2006”. Journal of Politics in Latin America, vol. 2, nº 3, 2010.

AMES, B., et al. “The Brazilian Electoral Panel Studies (Beps): Brazilian public opinion in the 2010 presidential elections”. IDB Technical Note, nº 508, 2013.

BEZERRA, H.; MUNDIM, P. “Qual foi o papel das variáveis midiáticas na eleição presidencial de 2010?”. Opinião Pública, vol. 17, nº 2, 2011.

BIROLI, F.; MANTOVANI, D. “Disputas, ajustes e acomodações na produção da agenda eleitoral: a cobertura jornalística ao Programa Bolsa Família e as eleições de 2006”. Opinião Pública, vol. 16, n° 1, 2010.

BOHN, S. “Social policy and vote in Brazil”. Latin American Research Review, vol. 46, nº 1, 2011.

BOHN, S. “The electoral behavior of the poor in Brazil”. Latin America Research Review, vol. 48, nº 2, 2013.

BRANDÃO, A., et al. “Opinião pública às vezes existe: uma avaliação do Programa Bolsa Família”. In: XVI Encontro Nacional de Estudos Populacionais, Abep, 2008.

CAMARGO, C. F., et al. Perfil socioeconômico dos beneficiários do Programa Bolsa Família: o que o Cadastro Único revela? In: CAMPELLO, T.; CÔRTES NERI, M. (Eds.). Programa Bolsa Família: uma década de inclusão e cidadania. Brasília: Ipea, 2013.

CANÊDO-PINHEIRO, M. “Bolsa família ou desempenho da economia? Determinantes da reeleição de Lula em 2006”. Economia Aplicada, vol. 19, nº 1, 2015.

CASTRO, H. C. O., et al. “Percepções sobre o Programa Bolsa Família na sociedade brasileira”. Opinião Pública, vol. 15, nº 2, 2009.

COHN, A. Cartas ao presidente Lula: Bolsa Família e direitos sociais. Rio de Janeiro: Pensamento Brasileiro, 2012.

CORRÊA, D. “Conditional cash transfer programs, the economy, and presidential elections in Latin America”. Latin American Research Review, vol. 50, 2015a.

CORRÊA, D. “Os custos eleitorais do Bolsa Família: reavaliando seu impacto sobre a eleição presidencial de 2006”. Opinião Pública, vol. 21, nº 3, 2015b.

CORRÊA, D.; CHEIBUB, J. A. “The anti-incumbent effects of conditional cash transfer programs“. Latin American Politics & Society, vol. 58, nº 1, 2016.

COX, G. Core voter, swing voter and distributive politics. In: SHAPIRO, I., et al. (Eds.). Political representation. Cambridge: Cambridge University Press, 2010.

COX, G.; MCCUBBINS, M. D. “Electoral politics as a redistributive game”. Journal of Politics, vol. 48, p. 370-389, 1986.

DE LA O, A. “Do conditional cash transfers affect electoral behavior? Evidence from a randomized experiment in Mexico”. American Journal of Political Science, vol. 57, nº 1, p. 1-14, 2013.

DE LA O, A. Crafting policies to end poverty in Latin America. Cambridge: Cambridge University Press, 2015.

DENES, G.; KOMATSU, B. K.; MENEZES-FILHO, N. “Uma avaliação dos impactos macroeconômicos e sociais de programas de transferência de renda nos municípios brasileiros”. Revista Brasileira de Economia, vol. 72, nº 3, 2018.

DIXIT, A.; LONDREGAN, J. “The determinants of success of special interest in redistributive politics”. Journal of Politics, vol. 58, nº 4, 1996.

ESEB-2010-ESTUDO ELEITORAL BRASIL - CESOP-VOX POPULI/BRASIL-2010/NOV-02639. In: Banco de Dados do Cesop/Unicamp. Disponível em: https://www.cesop.unicamp.br/por/banco_de_dados/v/2419. Acesso em: 2 fev. 2021.

ELWERT, F.; WINSHIP, M. “Endogenous selection bias: the problem of conditioning on a collider variable”. Annual Review of Sociology, vol. 40, p. 31-53, 2014.

FENWICK, T. “Avoiding governors: the success of Bolsa Família”. Latin American Research Review, vol. 44, nº 1, 2009.

FIZBEIN, A., et al. Conditional cash transfer: reducing present and future poverty. A World Bank Policy Research Report. Washington D.C.: The World Bank, 2009.

FRIED, B. “Distributive politics and conditional cash transfers: the case of Brazil’s Bolsa Família”. In: World Development, vol. 40, nº 5, 2009.

GOLDEN, M.; MIN, B. “Distributive politics around the world”. Annual Review of Political Science, vol. 56, 2013.

HAGOPIAN, F. Traditional politics and regime change in Brazil. Cambridge: Cambridge University Press, 1996.

HALL, A. “From ‘Fome Zero’ to ‘Bolsa Família’: social policies and poverty alleviation under Lula”. Journal of Latin American Studies, vol. 38, nº 4, 2006.

HALL, A. “Brazil’s Bolsa Família: a double-edged sword?”. Development and Change, vol. 39, nº 5, p. 799-822, 2008.

HANMER, M.; KALKAN, K. “Behind the curve: clarifying the best approach to calculating predicted probabilities and marginal effects from limited dependent variable models”. American Journal of Political Science, vol. 57, nº 1, 2013.

HEVIA, F. “Relaciones sociedad-Estado, participación ciudadana y clientelismo político en programas contra la pobreza: el caso de Bolsa Família en Brasil”. América Latina Hoy, vol. 57, 2011.

HO, D., et al. “Matching as nonparametric preprocessing for reducing model dependence in parametric causal inference”. Political Analysis, vol. 15, 2007.

HUCKFELDT, R.; SPRAGUE, J. “Networks in context: the social flow of political information”. The American Political Science Review, vol. 81, nº 4, 1987.

HUNTER, W.; POWER, T. “Rewarding Lula: Executive power, social policy and the Brazilian elections of 2006”. Latin American Politics and Society, vol. 49, nº 1, 2007.

IMAI, K.; KING, G.; VELASCO RIVERA, C. “Do nonpartisan programmatic policies have partisan electoral effects? Evidence from two large scale experiments“. Journal of Politics, vol. 82, nº 2, 2020.

KERSTENETZKY, C. L. “Redistribuição e desenvolvimento: a economia política do Programa Bolsa Família”. Dados, vol. 52, nº 1, 2009.

KIEWIET, R. Macroeconomics & micropolitics. Chicago: University of Chicago Press, 1983.

LAVINAS, L.; WALTENBERG, F. "Medindo o grau de aversão à desigualdade da população brasileira através dos resultados do Bolsa-Família". Projeto de pesquisa financiado pela Finep, 2012.

LAYTON, M.; SMITH, A. “Incorporating marginal citizens and voters: the conditional electoral effects of targeted social assistance in Latin America”. Comparative Political Studies, vol. 48, nº 7, 2012.

LÍCIO, E.; RENNÓ, L.; CASTRO, H. C. “Bolsa Família e voto na eleição presidencial de 2006: em busca do elo perdido”. Opinião Pública, vol. 15, nº 1, 2009.

LINDBECK, A.; WEIBULL, J. “Balanced-budget redistribution as the outcome of political competition”. Public Choice, nº 52, 1987.

LINDERT, K.; VINCENSINI, V. “Social policy, perceptions and the press: an analysis of the media’s treatment of conditional cash transfers in Brazil”. Discussion Paper nº 1008, World Bank, 2010.

LINOS, E. “Do conditional cash transfer programs shift votes? Evidence from the

Honduran PRAF”. Electoral Studies, vol. 32, 864-874, 2013.

LONG, S.; FREESE, J. Regression models for categorical outcomes using Stata. College Station, TX: Stata Press, 2014.

MAGALHÃES, A.; SILVA, M. E. A.; DIAS, F. M. “Eleição de Dilma ou segunda reeleição de Lula? Uma análise espacial do pleito de 2010”. Opinião Pública, vol. 21, nº 3, 2015.

MANACORDA, M.; MIGUEL, E.; VIGORITO, A. “Government transfers and political support”. American Economic Journal: Applied Economics, vol. 3, nº 3, p. 1-28, 2011.

MARQUES, R. “A importância do Bolsa Família nos municípios brasileiros”. Cadernos de Estudo Desenvolvimento Social em Debate, nº 1, 2005.

MARZAGÃO, T. “A dimensão geográfica das eleições brasileiras”. Opinião Pública, vol. 19, nº 2, 2013.

MDS – Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, “Matriz de Informações Sociais”, Brasília, 2016.

MORGAN, S.; WISHIP, C. Counterfactuals and causal inference: methods and principles for social research. Analytical methods for social research. Cambridge: Cambridge University Press, 2007.

MOSTAFA, J., et al. Efeitos econômicos do gasto social no Brasil. In: CASTRO, J. A., et al. (Eds.). Perspectivas da política social no Brasil. Brasília: Ipea, 2010.

MOY, P.; DOMKE, D.; STAUMM, K. “The spiral of silence and public opinion affirmative action”. Journalism and Mass Communication Quarterly, vol. 78, nº 1, p. 7-25, 2001.

MUNDIM, P., et al. “O Programa Bolsa Família e seus beneficiários na opinião pública brasileira”. Opinião Pública, vol. 25, nº 3, p. 556-576, 2019.

NERI, M., et al. “Efeitos macroeconômicos do Programa Bolsa Família”. In: CAMPELLO, T.; CORTEZ, M. (Orgs.). Programa Bolsa Família: uma década de inclusão e cidadania. Brasília: Ipea, 2013.

NICOLAU, J. “Determinantes do voto no primeiro turno das eleições presidenciais brasileiras de 2010: uma análise exploratória”. Opinião Pública, vol. 20, nº 3, 2014.

NICOLAU, J.; PEIXOTO, V. “Uma disputa em três tempos: uma análise das bases municipais das eleições presidenciais de 2006”. In: XXXI Encontro da Anpocs, Caxambu, 2007.

NUPIA, O. "Anti-poverty programs and presidential election outcomes: familias en acción in Colombia". Documentos CEDE 008743, Universidad de los Andes, CEDE, 2011. Disponível em: https://repositorio.uniandes.edu.co/bitstream/handle/1992/8246/dcede2011-14.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 2 fev. 2021.

O’DONNELL, G. “Poverty and inequality in Latin America: some political reflections”. Working paper nº 225. University of Notre Dame, 1996. Disponível em: https://kellogg.nd.edu/sites/default/files/old_files/documents/225_0.pdf. Acesso em: 2 fev. 2021.

OLIVEIRA, C.; TURGEON, M. “Ideologia e comportamento político no eleitorado brasileiro”. Opinião Pública, vol. 21, nº 3, 2015.

PAES DE BARROS, R., et al. Desigualdade de renda no Brasil: uma análise da queda recente. Brasília: Ipea, 2007.

PAES-SOUSA, R.; VAITSMAN, J. Cadernos de Estudos Desenvolvimento em Debate – Síntese das Pesquisas de Avaliação de Programas Sociais do MDS 2004-2006. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Brasília, 2007.

PEIXOTO, V.; RENNÓ, L. “Mobilidade social ascendente e voto: as eleições presidenciais de 2010 no Brasil”. Opinião Pública, vol. 17, n° 2, 2011.

PRZEWORSKI, A.; SPRAGUE, J. Paper stones. Chicago: The University of Chicago Press, 1986.

RAWLINGS, L.; RUBIO, G. “Evaluating the impact of conditional cash transfer programs”. The World Bank Research Observer, vol. 20, nº 1, 2005.

SANDBERG, J.; TALLY, E. “Politicisation of conditional cash transfers: the case of Guatemala”. Development Policy Review, nº 33, 2015.

SCHAFFER, J.; BAKER, A. “Clientelism as persuasion-buying: evidence from Latin America”. Comparative Political Studies, vol. 48, nº 9, 2015.

SEWALL, R. “Conditional cash transfer programs in Latin America”. SAIS – Review of International Affairs, vol. 28, nº 2, 2008.

SIMONI JR., S. “Política distributiva e competição presidencial no Brasil: Programa Bolsa-Família e a tese do realinhamento eleitoral”. Tese de doutorado em Ciência Política, USP, 2017.

SIMONI JR., S. “Electoral dividends from programmatic policies: a theoretical proposal based on the Brazilian case”. Brazilian Political Science Review, no prelo, 2021.

SINGER, A. Os sentidos do lulismo. Companhia das Letras, 2012.

SOARES, G.; TERRON, S. “Dois Lulas: a geografia eleitoral da reeleição (explorando conceitos, métodos e técnicas de análise geoespacial)”. Opinião Pública, vol. 14, nº 2, 2008.

STOKES, S. “Peverse accountability: a formal model of machine politics with evidence from Argentina”. American Political Science Review, vol. 99, nº 3, p. 315-325, 2005.

STOKES, S. Political clientelism. In: Carles, B.; Stokes, S. C. (Eds.). The Oxford handbook of comparative politics. Oxford: Oxford Univerty Press, 2009.

STOKES, S., et al. Brokers, voters and clientelism: the puzzle of distributive politics. Cambridge: Cambridge University Press, 2013.

VOX POPULI. PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS E ADMINISTRATIVOS. VOX POPULI/BRASIL-2006/OUT-02488. In: Banco de Dados do Centro de Estudos de Opinião Pública do Cesop/Unicamp.Disponível em: https://www.cesop.unicamp.br/por/banco_de_dados/v/2139. Acesso em: 2 fev. 2021.

WINTERS, M. “Exploring changes over time in the targeting of a cash transfer program in Ecuador“. In: 2009 and 2010 Midwest Political Science Association Annual Meetings, 2010.

ZUCCO, C. “The president’s ‘new’ constituency: Lula and the pragmatic vote in Brazil’s 2006 presidential election“. Journal of Latin American Studies, vol. 40, nº 1, 2008.

ZUCCO, C. “When pay outs pay off: conditional cash-transfer and voting behavior in Brazil 2002-2010”. American Journal of Political Science, vol. 47, nº 3, 2013.

ZUCCO, C. “The impacts of conditional cash transfers in four presidential elections (2002-2014)‘‘. Brazilian Political Science Review, vol. 9, nº 1, 2015.

ZUCCO, C.; POWER, T. “Bolsa Família and the shift in Lula’s electoral base, 2002-2006“. Latin American Research Review, vol. 48, nº 2, 2013.

ZUCKERMAN, A. The social logic of politics: personal networks as contexts for political behavior. Philadelphia: Temple University Press, 2005.

Downloads

Publicado

2021-05-13

Como Citar

SIMONI JUNIOR, S. . Efeitos diretos e indiretos do programa bolsa família nas eleições presidenciais brasileiras. Opinião Pública, Campinas, SP, v. 27, n. 1, p. 230–260, 2021. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/op/article/view/8665634. Acesso em: 27 set. 2021.

Edição

Seção

Artigos