Voltar aos Detalhes do Artigo Não me chame de mulata: uma reflexão sobre a tradução em literatura afrodescendente no Brasil no par de línguas espanhol-português Baixar Baixar PDF