Voltar aos Detalhes do Artigo Ao machado! Ao machado! A cidade do Natal e suas árvores no início do século XX Baixar Baixar PDF