A propósito de Pagu

Autores

  • Mariza Corrêa Pagu/Núcleo de Estudos de Gênero

Palavras-chave:

Mulheres. Feminismo. Patricia Galvão

Resumo

Abstract

Some feminist writers have suggested that women are absent from the modernist canon since they barely figure in the histories of art and literature at the beginning of this century. Thus, the specialist in the Sociology of Culture, Janet Wolff, pointing to the “radical potential of the deconstrutive strategies of modernist culture” for women, also says that the public world of work and city life “was barred to respectable women”. I begin to argue in this sketch that this is not exactly so for Brazilian painters and writers, as the example of Patricia Galvão - PAGU - may help to show.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariza Corrêa, Pagu/Núcleo de Estudos de Gênero

Professora do Departamento de Antropologia do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Unicamp, atualmente é pesquisadora do Pagu/Núcleo de Estudos de Gênero da mesma universidade. 

Referências

“Crônicas de Arte”, Revista do Brasil, fevereiro

Depois de tudo, Ed. Paz e Terra, SP, 1983

História da inteligência brasileira, voI. VII:244, Ed. Cultrix / EDUSP, São Paulo, 1978

J. R. Teixeira Leite, Pintura moderna brasileiro, Ed. Record, SP, 1978

Janet Wolff, Feminine sentences, essays on women fj culture, Polity Press, 1990.

O observador no escritório, Ed. Record, Rio, 1985

revista Através (2), Livraria Duas Cidades, SP, 1978

Downloads

Publicado

2005-01-01

Como Citar

CORRÊA, M. A propósito de Pagu. Cadernos Pagu, Campinas, SP, n. 1, p. 7–17, 2005. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cadpagu/article/view/1677. Acesso em: 17 jan. 2022.