Banner Portal
A tradição honrada (a honra como tema de cultura e na sociedade iberoamericana)
PDF

Palavras-chave

Família. Honra. Contexto social

Como Citar

DÓRIA, Carlos Alberto. A tradição honrada (a honra como tema de cultura e na sociedade iberoamericana). Cadernos Pagu, Campinas, SP, n. 2, p. 47–111, 2006. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cadpagu/article/view/1713. Acesso em: 14 jul. 2024.

Resumo

Este ensaio estuda a honra como tema de cultura. Situando o tema na literatura clássica, o autor sistematiza o modelo mediterrâneo ou ibérico de honra para propor a reavaliação de alguns tópicos como condição indispensável a uma reavaliação da noção de honra nos países de origem ibérica. A família e suas relações com os códigos costumeiros emerge como problema central de cuja análise  deve nascer uma nova compreensão da noção de honra, abandonando-se a perspectiva culturalista de tomá-la simplesmente como um arcaismo, típico das "sociedades das cortes" a que pertencem os ancestrais de nossos colonizadores. O forte mecanismo de controle social que se erige a partir dessa noção, imbricando os papéis masculinos e femininos na sociedade, evidencia a pertinência da abordagem a partir da consideração da família e sua inserção social.

Abstract

This article studies honor as a cultural theme. Through the analysis of honor in the context of classic literature, the author offers a systematization of the Mediterranean or Iberian model of honor and proposes to reconsider some questions as precondition to a reappraisal of the concept in Iberian countries. The family and its relationship with common law codes is the central locus from which a new understanding of the concept of honor must emerge, leaving aside, in this way, the culturalist perspective, in which honor was seen as a survival of the "court society" of the forefathers of our colonizers.The strong machinery of social control that is built on this concept, in which are imbricated masculine and feminine social roles, shows the importance of this perspective that starts from the family and its social context.

PDF

Referências

"A literatura genealógica e a cultura da nobreza em Portugal (s. XIII-XIV)", IN Portugal Medieval: novas interpretações, Lousã, Imprensa Nacional, 1985.

"A vida quotidiana em julgamento: devassas em Minas Gerais", São Paulo, Faculdade de Economia e Administração, USP, 1980.

"Coronelismo e Oligarquias", IN Antonio Mendes Jr. e Ricardo Maranhão (orgs.), Brasil História:texto e Consulta.(Republica Velha), São Paulo, Hucitec, 1989.

"Devassa nas Minas Gerais: observações sobre casos de concubinato", IN Anais do Museu Paulista, tomo XXXI, USP, 1982.

"Devassas nas Minas Gerais: do crime à Punição", IN Anuário de Estudios Americanos, tomo XXXIX, Sevilla, 1984.

"Further Data on Inbreeding Levels in Brazilian Populations", IN Social Biology, vol. 17, n.3, dezembro de 1970.

"Honor and Social Status", IN J. G. Perisitiany (ed), Honor and Shame: the values of Mediterranean Society, Chicago, Weidenfeld and Nicolson, 1965.

"Inbreeding Levels in American and Canadian Populations: a comparison with Latin America", IN Eugenics Quarterly, vol 15, n. 1, março de 1968.

"Narrativas de Don Juan: a linguagem da sedução na literaura e na sociedade espanhola do século dezessete", publicado neste número dos Cadernos Pagu.

"O 'pré-capitalismo' na formação do povo brasileiro", IN Élide Bastos e J. Quartim de Moraes (orgs), O Pensamento de Oliveira Vianna, Campinas, Editora da UNICAMP, 1993.

“Uma ilha populacional dotada, em geral, de limites imprecisos de ordem geográfica, social, religiosa, política, étnica, cultural etc” (Salzano e Freire-Maia, População Brasileiras, São Paulo, Cia. Editora Nacional/Edusp, 1967.

A Contemporary Critique of Historical Materialism, Londres, MacMillan, 1990.

A. Candido," The Brazilian Family", IN T. Lynn Smith e A. Marchont (eds.), Brazil, portrait of halt a continent.

Alexis de Tocqueville, Correspondance d'Alexis de Tocqueville et d'Arthur de Gobineau, Tome IX, Oeuvres Complètes, Paris, Gallimard, 1956, p.47.

Alexis de Tocqueville, La Democracia en América, Mexico, Fondo de Cultura Económica, 1957, p.648.

Amaury de Souza, "O Cangaço e a Política da Violência no Nordeste", IN DADOS,nº 10, Rio, IUPERJ, 1973.

Américo Castro, Algunas Observaciones acerca del concepto del honor en los siglos XVI y XVII (Madrid, 1915).

André Nougué a Tirso de Molina, El Bandolero, Madrid, Castalia, 1979.

Antônio Amaury Corrêa de Araujo, Lampião: as mulhere e o cangaço, São Paulo, Editora Traço, 1984.

Antonio Augusto Arantes, "O Compadrio no Brasil Rural: analise estrutural de uma instituição ritual", IN Cadernos do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (1), Campinas, Unicamp/IFLCH, 1971.

Antonio José Saraiva, Inquisição e Cristãos-Novos, Lisboa, Editorial Estampa, 1985.

Bartolomé Bennassar, "Defensa del Matrimonio Cristiano", IN Inquisición española: poder político y control social, Barcelona, Grijalbo, 1984, pp.271-274.

Camara Cascudo, Dicionário de Folclore Brasileiro, tomo I, Rio, INL/MEC, 1972, páginas 145 e segs., 194 e segs.

Claude Levi-Strauss, Las Estructuras Elementales del Parentesco, Paidos, Bs.As., 1969.

Códigos Penais do Brasil (Org. de José Henrique Pierangelli), Bauru, Editora Jalovi, 1980, p.7.

Crônica da Casa Assassinada, novela de Lúcio Cardoso, e Joana Francesa, filme de Cacá Diegues.

Duglas Teixeira Monteiro, Os errantes do Novo século,São Paulo, Duas Cidades, 1974

Edição fac-simile da Fundação de Cultura Cidade do Recife, 1981.

Émile Faguet, La Démission de la morale (Paris, 1910)

Ensaios Enveredados, São Paulo, Siciliano, 1991.

Eugène Terraillon, L'Honneur, sentiment et Principe Morale (Paris, 1910)

Evaldo Cabral de Mello, O Nome e o Sangue: uma fralde genealógica no Pernambuco Colonial, São Paulo, Cia das Letras, 1989.

G. Balandier, Antropo-lógicas, São Paulo, Cultrix/USP, 1977, p. 64.

G. Gardner, Viagem ao Interior do Brasil, Belo Horizonte, Itatiaia, 1975.

Graciliano Ramos, Viventes das Alagoas, São Paulo, Martins Editora, s/d.

Guido Ruggiero, " 'Più che la vita caro': onore, matrimonio e reputazione femminile nel tardo Rinascimento", IN Quaderni Storici, n. 66, ano XXI, fascicolo 3, Bologna, dicembre 1987.

Gustavo Baroso, Heroes e Bandidos, Fortaleza, 1917.

Guy Fourquin, Senhorio e Feudalidade na Idade Média, Lisboa, Edições 70, s/d., p. 79.

Henry Koster, Viagens ao Nordeste do Brasil, Recife, Sec. de Educação e Cultura de Pernambuco, 1978, p. 71-2.

Irineu Pinheiro, O Cariri, Fortaleza, 1950, p. 93.

James Frazer, La Rama Dorada, Fondo de Cultura Economica, México, 1981, pp. 272-274.

James R. Farr, "Crimine nel vicinato: ingiure, matrimonio e onore nella Digione de XVI e XVII secolo", IN Quaderni Storici, n. 66, ano XXI, fascicolo 3, Bologna, dicembre 1987.

Jean Vilar, "Le picarisme espagnol: de l'interférence des marginalités à ler sublimation esthétique", IN Les Marginaux et les Exclus dans l'histoire, Paris, Union Générale d'Éditions, 1979.

José Antonio Maravall, Poder, Honor y Élites en el Siglo XVII, Madrid, Siglo XXI, 1989.

Julian Pitt-Rivers e J. G. Peristiany (org), Honor y Gracia, Madrid, Alianza Editorial, 1992.

Julian Pitt-Rivers, "A Doença da Honra", IN A Honra, Porto Alegre, LPM, 1992.

Julio Bello, Memórias de um Senhor de Engenho, Rio, José Olympio, 1948, p. 33.

Karl Marx, Elementos Fundamentales para la Crítica de la Economia Politica, Buenos Aires, Siglo XXI, vol. I, 1971, p. 85.

L. A. da Costa Pinto, Lutas de Famílias no Brasil, São Paulo, Cia Editora Nacional, 1980.

Linda Lewin "superficialidade da proibição do incesto no Brasil" (IN Política e Parentela na Paraiba).

Linda Lewin, Política e Parentela na Paraíba, Rio, Record, 1993, PP. 183-188

Linda Lewin,"Some Historical Implications of Kinship Organization for Family-based Politics in the Brazilian Northeast", IN Comparative Studies in Society and History, vol. 2, num. 2, abril de l979.

Lycurgo Santos Filho, Uma Comunidade Rural do Brasil Antigo, São Paulo, Cia. Editora Nacional, 1956, p. 152.

Manoel de O. Paiva, Dona Guidinha do Poço, Rio, E. de Ouro, 1965, p.80.

Manoel de Oliveira Paiva, Dona Guidinha do Poço, Rio, Edições de Ouro, 1965, p. 80.

Marc Augé, Os Domínios do Parentesco, Lisboa, Edições 70, l978, p.33.

Maria Isaura Pereira de Queiroz, O Mandonismo Local na Vida Política Brasileira, São Paulo, Alfa Ômega, 1976, p. 45.

Maria Sylvia de Carvalho Franco, Os Homens Livres na Ordem Escravocrata, São Paulo, Ática, 1974.

Marie Gautheron, "Prefácio", IN A Honra, Porto Alegre, LP&M, 1992.

Mariza Corrêa, in Colcha de Retalhos, São Paulo, Brasiliense, 1982.

Mary Douglas & Baron Isherwood, The World of Goods: towards an anthropology of consumption, Penguin Books, Middlesex, 1980, pp. 40-1.

Max Weber, Economia y Sociedad, Mexico, Fondo de Cultura Económica, 1944, vol. 4, p. 65.

Max Weber, Economia y Sociedad, Mexico, Fondo de Cultura Económica, 1944, vol I, p. 184.

Montesquieu, Do Espírito das Leis, São Paulo, Editora Abril, 1973, p. 53.

Moritz Lazarus, Das Leben der Seele (Berlim, 1883)

Nertan Macedo, O Bacamarte dos Mourões, Fortaleza, Ed. Intituto do Ceará, 1966, p.37.

Newton Freire- Maia:"Further Data on Inbreeding Levels in Brazilian Populations", IN Social Biology, vol. 17, n.3, dezembro de 1970

Newton Freire- Maia:"Inbreeding Levels in American and Canadian Populations: a comparison with Latin America", IN Eugenics Quarterly, vol 15, n. 1, março de 1968.

Newton Freire- Maia:"Inbreeding Levels in Diferent Contries", IN Eugenical News, Vol. IV, n. 3, N.Y., setembro de l957.

Northrop Frye,Anatomia da Critica, São Paulo, Cultrix, 1973, p. 145.

O Pensamento de Oliveira Vianna, Campinas, Editora da UNICAMP, 1993.

Oliveira Vianna (Introdução à História Social da Economia Pré-Capitalista no Brasil, Rio de Janeiro, José Olimpio, 1958).

Oliveira Vianna, Instituições Politicas Brasileiras, vol. I, Rio, José Olympio, 1949, p.209.

Patricia Seed, To Love, Honor, and Obey..., Stanford, S. Univ. Press, 1988, p. 69.

Paul Ricoeur, Finitud y Culpabilidad, Madrid, Taurus, 1969.

Pitt-Rivers, The Fate of Shechem or the politics of sex, Cambridge, Cam. Univ. Press, 1977, cap. 2.

Ralph della Cava, Milagre em Joaseiro, Rio, Editora Paz e Terra,1977, p. 139.

Raymond Jamous, "De que falam os fuzis?", IN A Honra, Porto Alegre, L& PM, 1992.

Robert Southey, História do Brasil, São Paulo, Obelisco, 1965, vol. IV, p. 297.

Robert Southey, História do Brasil, São Paulo, Obelisco, 1965, vol. VI, p. 287.

Salzano e Freire-Maia, Populações Brasileiras, São Paulo, Cia. Editora Nacional/Edusp, 1967.

Sandra Cavallo & Simona Cerutti, "Onore femminile e controllo sociale della riproduzione in Piemonte tra Sei e Settecento", IN Quaderni Storici, n. 44, anno XV, fascicolo II, Bologna, agosto 1980

The Fate of Shechem: or The Politics of Sex, Cambridge, Cambridge Univ. Press, 1977.

The People of the Sierra, Chicago, The Univ. of Chicago Press, 1954.

Thomas Hobbes, Leviatan: o la materia, forma y poder de una republica, eclesiastica y civil, Mexico, Fondo de Cultura Económica, 1944, p.70.

To Love, Honor and Obey in Colonial Mexico: conflicts over marriage choice, 1574-1821, Stanford, Stanford Univ. Press, 1988

W. Lins, O médio São Francisco, Salvador, 1952, p. 24.

Walfrido Morais, Jagunços e Heróis, Salvador, GRD, 1973, p. 27.

Downloads

Não há dados estatísticos.