Imagens de Safo

  • Joaquim Brasil Fontes Universidade Estadual de Campinas - Faculdade de Educação
Palavras-chave: Literatura grega. Sedução. Mulheres

Resumo

Safo de Lesbos, poeta grega do período arcaico, é um "lugar" de contradições histórico-literárias; uma pletora de imagens roda em torno desta mulher singular; imagens que constroem um retrato multifacetado, arco-irisado: brilham nela tanto a figura da "mulher perversa" da lenda quanto a voz da extraordinária poeta lírica. Este artigo interroga algumas dessas  imagens,  analisa  uma série de fragmentos da lírica de Safo e repensa a complicada questão da tradução dos poetas gregos para os idiomas modernos.

Abstract

Sapho of Lesbos, the Greek poet of the ancient period, is a locus of historic-literary contradictions. A plethora of images spins around this unique woman, images that make up a rainbow portrait of multiple facets. Both the legendary figure of the "perverse woman" and the voice of the extraordinary lyric poet pervade it. This article questions some of these images, analyzes a series of fragments from Sapho's lyrics, and rethinks the complicated subject of the translation of Greek poets to modern idioms.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Joaquim Brasil Fontes, Universidade Estadual de Campinas - Faculdade de Educação
Graduação e licenciatura em Letras [Francês/Português] pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1972), graduação e licenciatura em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1969), mestrado em Letras Modernas - Université de Besançon (1973) e doutorado em Letras Modernas - Université de Besançon (1977). Seguiu cursos, no quadro de um pós-doutorado, no Collège de France, Paris (1978-79) e École des Hautes Études, Paris (1978-79). Defendeu tese de Livre Docência, na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), sobre a lírica de Safo de Lesbos (1989). É atualmente professor-titular colaborador da Universidade Estadual de Campinas e coordenador do GEISH (Grupo de Estudo Interdisciplinar em Sexualidade Humana) da Unicamp, no âmbito do qual desenvolve pesquisas sobre erotismo e sexualidade, no horizonte das literaturas clássicas e modernas. Atua também nos Grupos: Poesia da Idade Imperial Romana (Unicamp) e Diversidade em Educação. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Literatura e Ensino, e atua nas áreas de Literatura Comparada, Literaturas Clássicas (Grega e Latina) e Francesa (séculos XVII, XVIII e XIX), voltando-se particularmente para questões ligadas a narrativa, poesia e teatro, bem como ensino de literatura e leitura. 

Referências

"Teogonia", 116-22, IN G.S. Kirk e J.E. Raven, Os filósofos pré-socráticos, Lisboa, Calouste Gulbenkian, 1982, p. 18.

Aelius, apud Stobeus, Florilégio, 3.29.58

Aimé Puech, introd. a Alcée/Sapho, Paris, Les Belles Lettres, 1937, p. 172

Anacreonte, IN C.M. Bowra, Greek lyric poetry, Oxford, Clarendon, 1961, p. 290.

Antígone, 781-800 - Trad. de Guilherme de Almeida, IN A Antígone de Sófocles, São Paulo, Alarico, 1952.

Apolônios Díscolos, Sintaxe, 3.247.

Charles Baudelaire, "Lesbos", IN Les fleuers du mal.

D.A. Campbell, Greek Lyric, I, Londres, Loeb, 1982, fr. 33.

Denys Page, Sapho and Alcaeus, Oxford, Clarendon, 1955, p. 93.

Dissertationes, 19.

Fernando Pessoa, através de Álvaro de Campos.

H Fränkel, Early Greek poetry and philosophi, Oxford, Basil Blackwell, 1975, p. 184

Joaquim Brasil Fontes, Eros, tecelão de mitos. A poesia de Safo de Lesbo, São Paulo, Estação Liberdade, 1992.

Ovídio, carta XV das Heroidus epistulae

Paul Verlaine, "Mandoline", IN Fêtes Galantes, São Paulo, Civilização Brasileira, 1958.

Paul Verlaine, "Sappho", IN Poemas eróticos, ed. bil., S. P., Brasiliense, 1985

Safo, IN Maximus Tirius, Dissertationes, XVIII, 9

Safo, in Polux, Vocabulário, X, 124

Th. Reinach, Alcée/Sapho, Paris, Les Belles Lettres, 1937 p. 269.

Publicado
2006-01-01
Como Citar
Fontes, J. B. (2006). Imagens de Safo. Cadernos Pagu, (2), 113-139. Recuperado de https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cadpagu/article/view/1714