O “feminismo possível” de Júlia Lopes de Almeida (1862-1934)

Autores

  • Leonora De Luca Universidade Estadual de Campinas

Palavras-chave:

Feminismo. Literatura. Gênero

Resumo

O estudo simultâneo da vida e da obra de Júlia Lopes de Almeida a partir de uma abordagem relacional permite concluir que essa extraordinária escritora colocou em prática, em sua produção literária e em suas ações concretas, o “feminismo possível” dentro do quadro de sua época e dos limites dados pelo meio social em que se desenvolveu.

 

Abstract


The study of the life of Júlia Lopes de Almeida together with that of her work from a relational approach allows the author to conclude that the great writer developed, in her writings and actions, the feminism which was “viable”
within the restrictions imposed upon her by the late nineteenth century brazilian society.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leonora De Luca, Universidade Estadual de Campinas

Doutora pela Universidade Estadual de Campinas

Referências

BENHABIB, Seyla. The Generalized and the Concrete Other: The Kohlberg-Gilligan Controversy and Feminist Theory. In: BENHABIB, Seyla e CORNELL, Drucilla. (orgs.) Feminism as Critique. Cambridge, Polity Press, 1987, cap.IV.

COSTA, Cláudia de Lima. O Leito de Procusto: Gênero, Linguagem e as Teorias Feministas. Cadernos Pagu (2), Pagu/UNICAMP, 1994, pp.141-174.

Downloads

Publicado

2015-05-20

Como Citar

DE LUCA, L. O “feminismo possível” de Júlia Lopes de Almeida (1862-1934). Cadernos Pagu, Campinas, SP, n. 12, p. 275–299, 2015. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cadpagu/article/view/8634918. Acesso em: 11 maio. 2021.