A propriedade do corpo: o lugar da diferença nos discursos de homens e mulheres acerca do aborto voluntário

Autores

  • Martha Celia Ramírez Universidade Estadual de Londrina, Centro de Letras e Ciências Humanas

Palavras-chave:

Gênero. Corpo. Aborto

Resumo

Resumo

A gravidez não desejada que termina em aborto constitui uma situação de tensão que atinge homens e mulheres; no entanto, ela coloca seus protagonistas em níveis de envolvimento diferencial em função da experiência corporal. Este trabalho toma como eixo de discussão os depoimentos de mulheres e homens comprometidos em uma experiência de aborto voluntário, procurando reconhecer a inflexão relacional introduzida pela perspectiva analítica de gênero. A gravidez é um fato inscrito no corpo das mulheres, o que lhes confere preeminência e domínio no campo reprodutivo, ao menos entre o grupo pesquisado. Isto é, a experiência corporal é definidora da autonomia e direitos reprodutivos entre as mulheres, limitando o campo de atuação dos homens.

 

Abstract

Unwanted pregnancy that ends in abortion constitutes a stressful situation that affects both men and women. However, the protagonists face different emotional involvement as a result of the body experience. The axis of this paper are the accounts of women and men involved in an voluntary aborption experience, trying to recognize the relational inflection introduced by an analytical gender perspective. Pregnancy is a bodily fact in women, what confer preeminence and domain in reproductive field, at least among the surveyed group. That is, body experience defines autonomy and reproductive rights among women, limiting the field of action of men.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Martha Celia Ramírez, Universidade Estadual de Londrina, Centro de Letras e Ciências Humanas

Professora adjunta, do Departamento de Ciências Sociais da Universidade Estadual de Londrina

Referências

ARDAILLON, Daniele. Cidadania de corpo inteiro. Discursos sobre o aborto em número e gênero. Tese de Doutorado, Departamento de Sociologia, FFLCH/ USP, São Paulo, 1997.

ARILHA, M. Homens: entre a “zoeira” e a “responsabilidade”. Op. cit; HEILBORN, Maria Luiza e CARRARA, Sérgio. Em cena, os homens… Estudos Feministas, vol. 6, nº 2, 1998

ARILHA, M.; RIDENTI, S.; MEDRADO, B. (orgs.) Homens e masculinidades. Outras palavras. São Paulo, ECOS/Ed. 34, 1998

ARILHA, Margareth. Homens: entre a “zoeira” e a “responsabilidade”. In: ARILHA, M.; RIDENTI, S.; MEDRADO, B. (orgs.) Homens e masculinidades. Op. cit., p.71.

ÁVILA, Maria e GOUVEIA, Taciana. Notas sobre direitos reprodutivos e direitos sexuais. In: PARKER, R. e BARBOSA, R. M. (orgs.) Sexualidades brasileiras. Rio de Janeiro, Relume-Dumará/ABIA/IMS-UERJ, 1996

BILAC, E.; OLIVEIRA, M.C.; MUZSKÀT, M. O homem de família: conjugalidade e paternidade em camadas médias nos anos 90. Trabalho apresentado na XXIV Reunião da ANPOCS, 2000.

BILAC, Elizabete e ROCHA, Maria Isabel da. Saúde Reprodutiva na América Latina e no Caribe. Campinas, PROLAP, ABEP, NEPO-UNICAMP/Ed. 34, 1998

BUTLER, J. GenderTrouble. Feminism and the subversion of identity. New York, Routledge, 1990.

BUTLER, Judith. Bodies that matter. On the discursive limits of “sex”. New York, London, Routledge, 1993.

CONNEL, R. W. Masculinities. Los Angeles, Berkeley, University of California Press, 1995.

Corrêa, Mariza. Uma pequena voz pessoal. Cadernos Pagu (11), Núcleo de Estudos de Gênero-Pagu, Unicamp, 1998, p.52.

COSTA, Cláudia. O tráfico do gênero. Cadernos Pagu (11), Núcleo de Estudos de Gênero-Pagu, Unicamp, 1998, pp.127-140.

DI GIOVANNI, Rosangela. Um estudo das representações femininas do aborto. Dissertação de Mestrado, Departamento de Antropologia Social, IFCH/Unicamp, Campinas, 1983

Dossiê Masculinidades. Estudos Feministas, vol. 6, nº 2, 1998

Dossiê Relações de Gênero e saúde reprodutiva. Estudos Feministas, vol. 8, nº 1, 2000

FIGUEROA, Juan Guillermo. Derechos reproductivos y feminismo en la experiencia de los varones. Estudos Feministas, vol. 8, nº 1, 2000.

Folha de S.Paulo, 27 de outubro de 1996, caderno 3

GUEVARA, Elsa. Amor y pareja en la responsabilidad de los hombres ante el aborto. In: Avances en la investigación social en salud reproductiva y sexualidad. Trabajos del tercer taller de investigaciones sociales en salud reproductiva y sexualidad, Buenos Aires, AEPA/CEDES/CENEP, agosto de 1998

HARAWAY, Dona. Ciência, cyborg e mujeres. La reivención de la naturaleza. Madrid, Ediciones Cátedra, 1995.

HEILBORN, Maria Luiza e CARRARA, Sérgio. Em cena, os homens… Estudos Feministas, vol. 6, nº 2, 1998

LAQUEUR, Thomas. La construcción del sexo. Cuerpo y género desde los griegos hasta Freud. Madrid, Ediciones Cátedra S.A., 1994.

LAQUEUR, Thomas. Los hechos de la paternidad. Debate feminista, año 3, vol. 6, septiembre de 1992

LAURETIS, T. A tecnologia do gênero. In: BUARQUE DE HOLANDA, H. (org.) Tendências e impasses. O feminismo como crítica da cultura. Rio de Janeiro, Rocco, 1994

LOURO, Guacira Lopes. (org.) O corpo educado. Pedagogias da sexualidade. Belo Horizonte, Autêntica, 1999

MINELLA, Luzinete. Gênero e saúde reprodutiva. Cadernos de Pesquisa, nº 20, PPGSP/UFSC, outubro de 1999.

NOVAES, Simone e SALEM, Tânia. Recontextualizando o embrião. Estudos Feministas, ano 3, nº 1, 1995.

PISCITELLI, Adriana. Gênero em perspectiva. Cadernos Pagu (11), Núcleo de Estudos de GêneroPagu, Unicamp, 1998, pp.141-155

RAMÍREZ-GALVEZ, Martha Celia. Os impasses do corpo: ausências e preeminências de homens e mulheres no caso do aborto voluntário. Dissertação de Mestrado, Departamento de Antropologia, IFCH/UNICAMP, abril de 1999, sob orientação da profª drª Mariza Corrêa.

Seminário Homens, Sexualidade e Reprodução, organizado por GESMAP/ECOS e pelo Programa de Estudos em Sexualidade, Gênero e Saúde do IMS/UERJ, São Paulo, 27 e 28 de abril de 1998

SIQUEIRA, Maria J. Saúde e direitos reprodutivos: o que os homens tem a ver com isso? Estudos Feministas, vol. 6, nº 2, 1998.

STRATHERN, Marilyn. Necessidade de pais, necessidade de mães. Estudos Feministas, ano 3, nº 2, 1995

STRATHERN, Marilyn. No nature, no culture: the Hagen case. In: MACCORMACK, C.; STRATHERN, M. (eds.) Nature, culture and gender. Cambridge, Cambridge University Press, 1980

STRATHERN, Marilyn. The gender of the gift. Problems with women and problems with society in Melanesia. California, Los Angeles, Berkeley, University of California Press, 1988

TOLBERT, K.; MORRIS, K.; ROMERO, M. Los hombres y el proceso de decisión respecto al aborto: hacia un modelo de relaciones de género y el aborto. Trabalho apresentado no Encuentro de investigadores sobre aborto inducido en América Latina y el Caribe, Universidad Externado de Colombia, Santafé de Bogotá, 1994

YOUNG, Íris. Pregnant embodiment: subjectivity and alienation. Journal of Medicine and Philosophy 9, Janeiro de 1984, apud BORDO, Susan. Are mothers persons? Reproductive rigths and the politics of subjectivity. In: BORDO, S. Unbearable weight. Feminism, western culture and the body. Berkeley, Los Angeles, London, University of California Press, 1993.

ZAMUDIO, L. Apud UNIVERSIDAD EXTERNADO DE COLOMBIA. Encuentro de investigadores sobre aborto inducido en América Latina y el Caribe – Problemática religiosa de la mujer que aborta. Colombia, Arte Publicaciones, 1994.

Downloads

Publicado

2015-06-03

Como Citar

Celia Ramírez, M. (2015). A propriedade do corpo: o lugar da diferença nos discursos de homens e mulheres acerca do aborto voluntário. Cadernos Pagu, (15), 297–335. Recuperado de https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cadpagu/article/view/8635597