Banner Portal
Do feminismo aos estudos de gênero no Brasil: um exemplo pessoal
Remoto

Como Citar

CORRÊA, Mariza. Do feminismo aos estudos de gênero no Brasil: um exemplo pessoal. Cadernos Pagu, Campinas, SP, n. 16, p. 13–30, 2016. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cadpagu/article/view/8644535. Acesso em: 15 abr. 2024.

Resumo

O movimento feminista no Brasil contemporâneo1 , que teve sua maior expressão na década de 1970, esteve intimamente articulado com outros movimentos sociais da época: movimentos populares – que iam desde a luta por moradia, passando por melhores condições de vida (água encanada, luz, transporte), até a luta pela criação de creches nas fábricas e universidades (o que era uma lei antiga, mas não cumprida); movimentos políticos – aí incluídos os movimentos pela anistia aos presos políticos, pela luta contra o racismo, pelos direitos à terra dos grupos indígenas do país e o movimento dos homossexuais. Tudo isto está bem documentado numa série de artigos, livros e teses e não vou me estender muito sobre esse contexto.2
Remoto

Downloads

Não há dados estatísticos.