Banner Portal
O sexo e o gênero da docência
Remoto

Palavras-chave

Sexo. Gênero. Magistério. Identidade Docente

Como Citar

VIANNA, Cláudia Pereira. O sexo e o gênero da docência. Cadernos Pagu, Campinas, SP, n. 17-18, p. 81–103, 2016. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cadpagu/article/view/8644555. Acesso em: 21 abr. 2024.

Resumo

Nos debates educacionais, é consenso a constatação da enorme presença feminina no magistério. Bem menos freqüente, contudo, é a reflexão sobre os aspectos contraditórios geradores de tal processo. Pois essa é exatamente a proposta deste artigo: examinar a presença do sexo feminino no magistério, tomando por base as contribuições do conceito de gênero e sua construção histórica, social e cultural. As diferenças entre os sexos indicam diferentes significados masculinos e femininos das identidades docentes e das relações escolares, assim como apontam para os desafios impostos pela articulação entre o sexo e o gênero da docência.

Abstract

In the educacional debate there is a consensus about the predominance of women in the teaching profession. However, reflections concerning the contradictory aspects that generate such a phenomenon are less frequent. The objective of this article is to discuss such aspects, that is, to examine the presence of women in the teaching profession, based on the contributions of gender and its historical, social and cultural construction. The differences between the sexes suggest that there are masculine and feminine meanings associated with teacher’s identity and with school relationships; they also point to the articulation between sex and gender in teaching.

Key Words: Sex. Gender. Theaching. Teacher’s Identity

Remoto

Downloads

Não há dados estatísticos.