Globalização e divisão sexual do trabalho

Autores

  • Helena Hirata Centre National de la Recherche Scientifique

Palavras-chave:

Globalização. Gênero. Condições de Trabalho. Direito Social. Movimentos Sociais

Resumo

A partir de uma discussão sobre os contornos e os limites da noção de “globalização”, o artigo analisa as profundas transformações que ocorrem no(s) mundo(s) do trabalho nos anos noventa, detendo-se particularmente em três questões: as conseqüências da globalização sobre a divisão sexual do trabalho; as novas características do emprego feminino na crise; o debate francês sobre as alternativas institucionais e jurídicas, que se referem ao debate anterior sobre o “fim do trabalho” ou a “centralidade do trabalho”; em conclusão, serão apresentadas as alternativas propostas pelos movimentos sociais à crise do emprego e ao desenvolvimento da precariedade.

Abstract:

The discussion about the caracteristics and the limits of the notion of “globalization” will conduct us to the analysis of the deep transformations of the world(s) of work during the nineties. Three issues interest us: first, the effects of globalization on the sexual division of labour; second, the new trends of female employment in the crisis; third, the French debate about the institutional and juridical alternatives related to the previous discussion about the “end of work” or the “centrality of work”; in conclusion, we will refer to the alternatives coming from the social mouvements against the employment crisis and the development of precariousness.

Key words: Globalization. Gender. Working Conditions. Labour Law. Social Mouvements

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-03-29

Como Citar

HIRATA, H. Globalização e divisão sexual do trabalho. Cadernos Pagu, Campinas, SP, n. 17-18, p. 139–156, 2016. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cadpagu/article/view/8644558. Acesso em: 2 dez. 2021.