Política, gênero e sujeito: afinidades com conseqüências

Autores

  • Claudia Fonseca Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Resumo

Lila Abu-Lughod, um antropóloga da Universidade de Columbia, cita esse episódio para dar corpo a sua inquietação quanto a certos usos simplistas do feminismo. Sublinhando a extrema ironia do enunciado de Sra. Bush, representante de um governo que tudo fez para consolidar o poder do Talibâ no Afeganistão, Abu-Lughod questiona suas colegas, acadêmicas feministas, pelas “alianças esquisitas” (strange bedfellows) que travam ao promover, acima de tudo, a causa comum da “mulher”. Já tendo elaborado sérias críticas ao relativismo cultural, essa autora, com o peso de suas origens palestinas e longos anos de pesquisa no Egito, lança o desafio a seus leitores ocidentais: “Do Muslim women really need saving?”

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Claudia Fonseca, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Possui graduação em Letras - University of Kansas (1967), mestrado em Estudos Orientais - University of Kansas (1969), doutorado em Sociologia - Ecole des Hautes Etudes en Sciences Sociales (1981) e doutorado em Ethnologie - Université de Nanterre (1993). Atualmente é professora titular da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Tem experiência na área de Antropologia, com ênfase em Antropologia Urbana, atuando principalmente nos seguintes temas: grupos populares, familia, antropologia, adocao e genero, antropologia do direito, antropologia das ciências.

Downloads

Publicado

2016-03-30

Como Citar

FONSECA, C. Política, gênero e sujeito: afinidades com conseqüências. Cadernos Pagu, Campinas, SP, n. 21, p. 317–325, 2016. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cadpagu/article/view/8644623. Acesso em: 4 dez. 2021.

Edição

Seção

Resenhas