Banner Portal
Fora do armário, dentro do closet: o camarim como espaço de transformação
Remoto

Palavras-chave

Corporalidade. Cross-Dressing. Gênero. Drag Queens. Etnografia

Como Citar

VENCATO, Anna Paula. Fora do armário, dentro do closet: o camarim como espaço de transformação. Cadernos Pagu, Campinas, SP, n. 24, p. 227–247, 2016. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cadpagu/article/view/8644693. Acesso em: 21 jun. 2024.

Resumo

Este artigo apresenta como se dá a construção da corporalidade de uma drag queen no processo de female impersonation pelo qual passam esses sujeitos quando “se montam”, ou seja, quando efetuam um tipo de cross-dressing. Discuto como se deu o aprendizado de “se montar” e a construção da personagem a partir da descrição do processo de montaria e seu significado para o grupo pesquisado. Os dados aqui apresentados advêm de trabalho etnográfico realizado acerca da inserção, corporalidade e performance de drag queens em espaços de sociabilidade GLS da Ilha de Santa Catarina, entre 2000 e 2002.

Abstract

This paper presents how the construction of corporeality takes place when a drag queen is passing through a “female impersonation” process, which may be seen as cross-dressing. Some aspects of the discussion proposed here are the construction of the character, the learning of a female impersonation process, the process of making the changes required to the character and the construction of a drag corporeality, and their meanings for this group. The data presented here comes from my ethnographic fieldwork about drag queens which was done in gay and lesbian sociability places in the island of Santa Catarina, Brazil, from 2000 to 2002.

Key Words: Corporeality. Cross-Dressing. Gender. Drag Queens. Ethnography

Remoto

Downloads

Não há dados estatísticos.