Pequena infância, educação e gênero: subsídios para um estado da arte

Autores

  • Ana Lúcia Goulart Faria Universidade Estadual de Campinas

Palavras-chave:

Pequena Infância. Movimento Feminista. Relações de Gênero. Educação Infantil. Creche. Pré-Escola

Resumo

Com o objetivo de iniciar a descrição de um estado da arte este texto reúne pesquisas até então esparsas da área da educação infantil (primeira etapa da educação básica) que analisam as relações de poder entre meninas e meninos de 0 a 6 anos que freqüentam, por longas horas do dia, creches e pré-escolas; entre elas e eles e as profissionais predominantemente do sexo feminino, por opção de suas mães (e às vezes também de seus pais) e investigam também as relações de poder entre essas mulheres adultas. O texto mostra que também por trazer a criançada, principalmente as pequenas, para assumir seu papel na construção da realidade, a luta feminista é grande responsável pelas modificações sociais da gestão do tempo cotidiano.

Abstract

With the aim of starting up a description of the present state-ofthe-art, this work brings together research thus far sparsely developed in the field of early childhood education (the first stage in basic education in Brasil), which analyzes power relationships between zero-to-six year old girls and boys, who attend day-care centers and pre-schools for many hours a day; between them and the predominantly female professionals in those places, as a results of an option made by their mothers (and sometimes also their fathers) and also investigate the power relationships between these adult women. The text also shows that, by bringing children, particularly young children, to assume their role in constructing reality, the feminists struggle plays an important role in producing social changes to the management of everyday time.

Key Words: Young Children. Feminist Movement. Gender Relationship. Early Childhood Education. Day-Care center. Pre-School

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Lúcia Goulart Faria, Universidade Estadual de Campinas

Desde 1984 é docente da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).Tem publicações, pesquisas e orientações de Graduação e Pós-Graduação nas áreas de Pedagogia e Formação Docente, com ênfase em Educação Infantil de 0 a 6 Anos, atuando principalmente em educação infantil em creches e pré-escolas, sociologia da infância , infância e relações de gênero, formação docente para a 1ª etapa da educação básica em creches e pré-escolas, parque infantil, crianças pequenas e culturas infantis. Desde a finalização do pós-doc (bolsa PDE/CNPq) na Università degli Studi di Milano-Bicocca, em setembro de 2010 é membro do Colégio Docente de Doutorado da mesma

Downloads

Publicado

2016-04-04

Como Citar

FARIA, A. L. G. Pequena infância, educação e gênero: subsídios para um estado da arte. Cadernos Pagu, Campinas, SP, n. 26, p. 279–287, 2016. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cadpagu/article/view/8644743. Acesso em: 25 set. 2021.

Edição

Seção

Dossiê