Mulheres na informática: quais foram as pioneiras?

Autores

  • Juliana Schwartz Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Relações de Gênero e Tecnologia

Palavras-chave:

Mulheres. Ciência. História da Informática. Pioneiras

Resumo

É importante mostrar que as mulheres tiveram papel imprescindível no desenvolvimento da área de software, para, deste modo, estimular as mulheres para a informática. Assim, o objetivo deste artigo é fornecer modelos femininos na área de informática, apresentando mulheres pioneiras que tiveram importante participação no desenvolvimento da computação. Sendo a informática uma ciência, a relação entre mulher e ciência é brevemente analisada, fornecendo um embasamento teórico dos motivos que levam a acreditar que as mulheres começaram a fazer ciência somente no século XX.[

Abstract

It is important to show that women have had an essential role in the development of software, so as to stimulate women to computer science. Thus, the objective of this article is to show feminine examples in computer science, presenting pioneer women who have had an important participation in the development of computation. The relation between women and science is briefly analyzed, supplying a theoretical ground for the reasons that led us to believe that women started in the world of science only in the 20th century.

Key Words: Women, Science, Computer History, Pioneers.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AISEL, Merry e SMART, Laura. Women in Science: A selection of 16 Significant Contributors. San Diego Supercomputer Center, 1997.

Disponível em: http://www.sdsc.edu/ScienceWomen/ ALVES FILHO, Manuel. Por uma computação mais democrática (e feminina). Jornal da Unicamp, edição 298, 22 a 28 de agosto de 2005. Disponível em http://www.unicamp.br/unicamp/unicamp_ hoje/ju/agosto 2005/ju298pag02.html. Acesso em 13/01/06.

BERMAN, Ruth. Do dualismo de Aristóteles à Dialética Materialista: a transformação feminista da ciência e da sociedade. In: JAGGAR, Alison M. e BORDO, Susan R. (orgs.) Gênero, Corpo, Conhecimento.

Rio de Janeiro, Rosa dos Tempos, 1997.

BRETON, Philippe. História da Informática. São Paulo, Editora da UNESP, 1991.

CITELI, Maria Teresa. Mulheres nas ciências: mapeando campos de estudos. Cadernos Pagu (15), Campinas-SP, Núcleo de Estudos de Gênero-Pagu/Unicamp, 2000.

FRITZ, W. Barkley. The women of ENIAC. IEEE Annals of the History of Computing, vol. 18, nº 3, Washington, 1996, pp.13-28.

GARCIA, Sulamita. As mulheres no software livre. ComCiência.

SBPC/Labjor, 2004. Disponível em <http://www.comciencia.br/ 200406/reportagens/19.shtml>. Acesso em: 13/01/06.

GÜRER, Denise. Women in Computing History. In: ACM SIGCSE Bulletin, vol. 34, nº 2, California, 2002, pp.116-120.

HANCHEY, Cindy Meyer. Women in Programming. (s.d.). Disponível em http://www.okbu.edu/business/faculty/chanchey/women_in_program ming.htm HARAWAY, Donna. Manifesto ciborgue: ciência, tecnologia e feminismosocialista no final do século XX. In: SILVA, Tomaz Tadeu da. (org.) Antropologia ciborgue: as vertigens do pós-humano. Belo Horizonte, Autêntica, 2000.

LIGHT, Jennifer. When computers were woman. Technology and Culture, vol. 40, nº 3, Baltimore, 1999, pp.455-483.

LÖWY, Ilana. Universalidade da ciência e conhecimentos “situados”.

Cadernos Pagu (15) Campinas-SP, Núcleo de Estudos de GêneroPagu/Unicamp, 2000.

LUBAR, Steve. Men/ Woman/Production/Consumption. In: HOROWITZ, Roger e MOHUN, Arwen. (orgs.) His and Hers: gender, consumption, and technology. Charlottesville, University Press of Virginia, 1998.

MAISEL, Merry. Tribute to Grace Murray Hopper. Grace Hopper Celebration of Women in Computing, 2000. Disponível em http://www. sdsc.edu/Hopper/GHC_INFO/hopper.html MORENO, Montserrat. Como se ensina a ser menina: o sexismo na escola. São Paulo, Moderna, 1999.

PLANT, Sadie. Mulher Digital: o feminismo e as novas tecnologias. Rio de Janeiro, Rosa dos Tempos, 1999.

RAPKIEWICZ, Clevi Elena. Femina Computationalis ou A construção do Gênero na Informática. Tese de Doutorado em Ciências em Engenharia de Sistemas e Computação, UFRJ, Rio de Janeiro, 1998.

_________. Informática: domínio masculino? Cadernos Pagu. (10) Campinas-SP, Núcleo de Estudos de Gênero-Pagu/Unicamp, 1998.

SCHIEBINGER, Londa. O feminismo mudou a ciência? Bauru-SP, EDUSC, 2001.

SILVA, Marcio Adroaldo da. História do COBOL. s.d. Disponível em: http://geocities.yahoo.com.br/lcobol/histcobol.htm SILVA, Nancy S. e CARVALHO, Marilia Gomes. A tecnologia e a divisão sexual do trabalho. In: CARVALHO, M. G. (org.) Relações de Gênero e Tecnologia. Curitiba, Editora CEFET-PR, 2003.

SOIHET, Rachel. História, Mulheres, Gênero: contribuições para um debate. In: AGUIAR, Neuma (org.) Gênero e Ciências Humanas: desafio às ciências desde a perspectiva das mulheres. Rio de Janeiro, Rosa dos Tempos, 1997, pp.95-114.

SOULLIERE, Cynthia. The Women of ENIAC. s.d. Disponível em: http://www.gecdsb.on.ca/d&g/women/women.htm.

SOUZA, Ângela Maria Freire de Lima e. A construção da identidade da mulher cientista. In: FAGUNDES, Tereza Cristina Pereira Carvalho.

(org.) Ensaios sobre identidade e gênero. Salvador, Helvécia, 2003.

TABAK, Fanny. O laboratório de Pandora: Estudos sobre a ciência no feminino. Rio de Janeiro, Garamond, 2002.

TOOLE, Betty Alexandra. Ada Lovelace Biography. 1998. Disponível em http://www.well.com/user/adatoole/bio.htm TOSI, Lucía. Mulher e Ciência: A revolução científica, a caça às bruxas e a ciência moderna. Cadernos Pagu (10). Campinas-SP, Núcleo de Estudos de Gênero-Pagu/Unicamp, 1998.

VELHO, Lea e LEON, Elena. A construção social da produção científica por mulheres. Cadernos Pagu(10). Campinas-SP, Núcleo de Estudos de Gênero-Pagu/Unicamp, 1998.

WALKERDINE, Valerie. O raciocínio em tempos modernos. Educação e Realidade, Porto Alegre, vol. 20, nº 2, 1995.

WIKIPEDIA. História da Computação. 2006. Disponível em: http://pt.

wikipedia.org/wiki/história_da_computação.

Downloads

Publicado

2016-04-05

Como Citar

SCHWARTZ, J. Mulheres na informática: quais foram as pioneiras?. Cadernos Pagu, Campinas, SP, n. 27, p. 255–278, 2016. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cadpagu/article/view/8644775. Acesso em: 7 dez. 2021.