Subversões do desejo: sobre gênero e subjetividade em Judith Butler

Autores

  • Márcia Arán Universidade Estadual do Rio de Janeiro
  • Carlos Augusto Peixoto Júnior Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro

Palavras-chave:

Gênero. Sexualidade. Desejo. Subjetividade

Resumo

A partir da sugestão de Judith Butler de que o gênero é uma norma, ou seja, uma construção social histórica e contingente, o presente trabalho procura fazer uma análise crítica dos conceitos de identificação e sexuação na psicanálise, oriundos de uma concepção estruturalista do sujeito e da diferença sexual. Parte-se do princípio de que, embora gênero e subjetivação sejam reiterações da norma sexual, na própria instabilidade da repetição do mesmo é possível vislumbrar a positividade da subjetivação como resistência, singularidade e produção de diferença.

Abstract

From Judith Butler’s suggestion that gender is a norm, that is, a historical and contingent social construction, this work intends a critical analysis of the concepts of identification and sexuation in psychoanalysis, derived from a structuralist conception of the subject and the sexual difference. We start from the principle that even if gender and subjectivation are reiterations of the sexual norm, in the instability itself of the repetition of the same it is possible to glimpse the positivity of the subjectivation as resistance, singularity and production of difference.

Keywords: Gender, Sexuality, Desire, Subjectivity

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARÁN, Márcia. A Transexualidade e a gramática normativa do sistema sexo-gênero. Revista Ágora. Estudos em Teoria psicanalítica, vol. IX, nº1, Rio de Janeiro, Editora da UFRJ, janeiro-junho, 2006, pp.29-63.

__________. Políticas do desejo na atualidade; o reconhecimento social e jurídico do casal homossexual. Lugar Comum, Estudos de Mídia, Cultura e Democracia Homossexual, nºs 21-22, Rio de Janeiro, Editora da UFRJ, julho-dezembro, 2005, pp.73-90.

__________. Sexualidade e política na cultura contemporânea: as uniões homossexuais. In: LOYLOLA, Maria Andréa. (org.) Bioética, reprodução e gênero na sociedade contemporânea. Rio de Janeiro/Brasília, ABEP/Letras livres, 2005, pp.211-229.

__________. O Avesso do Avesso: Feminilidade e novas formas de subjetivação. Tese de Doutorado, Saúde Coletiva, Instituto de Medicina Social da UERJ, 2001.

BORRILLO, Daniel e FASSIN, Eric. Au-delà du PaCS. L’expertise familiale à l’épreuve de l’homosexualité. Paris, Puf, 2001.

BUTLER, Judith. Défaire le Genre. Paris, Éditions Amsterdam, 2006.

__________. Problemas de Gênero. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 2003.

__________. Subjects of desire: Hegelian reflections on twentieth-century France. New York, Columbia University Press, 1999.

__________. The psychic life of power – theories in subjection. California, Stanford University Press, 1997.

__________. Bodies that Matter. On the discursive limits of “sex”. New York, Routledge, 1993.

CHEMAMA, Roland. Dictionnaire de la Psychanalyse. Paris, Larousse, 1993.

FOUCAULT, Michel. Les anormaux, Cours au Collège de France (1974- 1975). Paris, Gallimard, 1999.

__________. Sujeito e poder. In: DREYFUS, Hubert & RABINOW, Paul.

(orgs.) Michel Foucault Uma Trajetória Filosófica. Para além do estruturalismo e da hermenêutica. Rio de Janeiro, Forense Universitária, 1995, pp.231-249.

__________. Le vraie sexe [1980]. In: Dits et écrits IV. Paris, Gallimard, 1994.

__________. A Microfísica do Poder. Rio de Janeiro, Graal, 1992.

HÉRITIER, Françoise. Masculin/Féminin. La pensée de la différence. Paris, Editions Odile Jacob, 1996.

LACAN, Jacques. Seminário V. Formações do Inconsciente (1957-1958).

Rio de Janeiro, Jorge Zahar Editor, 1999.

LAPLANCHE, Jean & PONTALIS, Jean Baptiste. Vocabulário da Psicanálise.

Rio de Janeiro, Martins Fontes, 1983.

PEIXOTO JÚNIOR, Carlos Augusto. Sexualidades em devir e subversão das identidades. Revista Ethica – cadernos acadêmicos, vol. 12, n°s 1/2, Rio de Janeiro, UGF, 2005, pp.131-155.

__________. Sujeição e singularidade nos processos de subjetivação.

Revista Ágora – estudos em teoria psicanalítica, vol. VII, n° 1, Contracapa/UFRJ, 2004, pp.23-38.

__________. A Lei do desejo e o desejo produtivo: transgressão da ordem ou afirmação da diferença? Physis. Revista de Saúde Coletiva, vol. 14, nº 1, Rio de Janeiro, IMS/UERJ/CEPESC, 2004a, pp.109- 127.

ROUDINESCO, Elisabeth. A Família em desordem. Rio de Janeiro, Jorge Zahar Editor, 2003.

TORT, Michel. Le Différend. Psychanalystes – Symboliser. Revue du Collège de Psychanalystes, n° 33, Paris, 1990.

Downloads

Publicado

2016-04-07

Como Citar

ARÁN, M.; PEIXOTO JÚNIOR, C. A. Subversões do desejo: sobre gênero e subjetividade em Judith Butler. Cadernos Pagu, Campinas, SP, n. 28, p. 129–147, 2016. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cadpagu/article/view/8644799. Acesso em: 20 out. 2021.

Edição

Seção

Dossiê